CINE TROPPO - SEMANA DE 07 A 13/07/16

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira Carvalho


ABBAS KIAROSTAMI E A POESIA DA IMAGEM
Faleceu esta semana o grande cineasta iraniano Abbas Kiarostami (1940-2016). Ele era um poeta e sabia captar com sensibilidade toda a beleza da imagem para seus filmes que têm diversos temas e que revelam um olhar humano sobre todos os personagens. Kiarostami era um cineasta que buscava um espaço e tempo cinematográficos que sempre estão à disposição daqueles que entendem/percebem o Cinema como arte. Sua obra é impressionante. Filmes como "Através das Oliveiras"(1994), “A Vida e Nada Mais(E A Vida Continua)"(1991), "Gosto de Cereja"(1997) e "Cópia Fiel"(2010) são expressões magníficas de seu talento. Ele foi um dos primeiros cineastas do Irã que chamou atenção do público e da crítica para sua obra que é diferenciada. Percebo na sua filmografia fortes influências de grandes cineastas como Ingmar Bergman, Andrei Tarkovsky, Michelangelo Antonioni e Jean-Luc Godard e por isso, dentro do cenário cinematográfico atual onde o entretenimento tomou o espaço das mídias e dos cinemas, seus filmes eram considerados um evento especial. Sua morte deixa um vazio no cinema moderno. Espero que seus filmes provoquem marcas profundas nos cinéfilos desta e outras gerações para que entendam a magnitude da sétima arte.

*Outro cineasta que faleceu recentemente foi o americano Michael Cimino (1939-2016) que realizou "Portal do Paraíso"(1980), um dos grandes filmes americanos dos anos 80. Sua obra sempre me interessou e "O Franco Atirador"( lançado em 1978 e vencedor de vários “Oscar”), apesar de polêmicas sobre o tema, é um trabalho que ainda me impressiona pela força da direção, roteiro e atuações antológicas (Robert De Niro Merys Streep, Christopher Walken). Sua morte, depois de realizar seu último filme em 1996 (Na Trilha do Sol), nos lembra quanto é cruel o sistema hollywoodiano de produção. Muitos não perdoaram Cimino pelo fracasso de bilheteria de "Portal do Paraíso" que provocou a falência da produtora United Artists (fundada nos anos 10 por Charlie Chaplin e outros artistas).  Na realidade, a produtora já apresentava problemas financeiros, mas com o grande orçamento de “Portal do Paraíso”, que extrapolou o planejamento inicial, não houve como recuperar a United Artists, pois o  filme, considerado longo, fracassou nas bilheterias. E por isso, Cimino teve inúmeras dificuldades de realizar seus projetos. Mas o que permanece na obra de um diretor não são os números. Por isso, é bom assistir aos filmes de Cimino.

*Depois do debate sobre a obra do cineasta Terrence Malick realizado com sucesso no dia 28/06, a próxima ação do Centro de Estudos Cinematográficos (CEC) terá como tema "O Cinema de Quentin Tarantino”. O debate acontecerá na Casa das Artes (Cineclube Alexandrino Moreira) no dia 30/08 a partir das 18h30min. 
Inscrições gratuitas (a partir de Agosto) e emissão de certificado de participação.

*A exibição do clássico italiano “Stromboli”(1950) de Roberto Rosselini (com grande atuação de Ingrid Bergman) no cineclube Alexandrino Moreira esta semana foi um dos grande momentos de cinefilia do ano. O filme gerou um ótimo debate e evidenciou a importância de conhecer a obra deste grande diretor italiano. “Europa 51”, outro grande filme de sua autoria, será exibido no cineclube Alexandrino Moreira no dia 25/07. Vale a pena conferir!

*A atriz Olivia de Havilland comemorou 100 anos de idade esta semana. Ela viveu intensamente o período de ouro (anos 30/40) em Hollywood e teve um papel de destaque no clássico “E O Vento Levou” (1939). A ACCPA (Associação de Críticos de Cinema do Pará) fará uma homenagem a ela em Agosto numa das sessões Cult do Cine Líbero Luxardo.


INDICAÇÕES

ESTREIAS
“Truman"
Filme de Cesc Gay
Cine Líbero Luxardo

"Zoom”
Filme de Pedro Morelli
Cine Líbero Luxardo

LIVRO
“O Realismo Impossível”
O crítico e teórico de cinema André Bazin (1918-1958) escreve sobre a obra do cineasta Jean Renoir (1894-1979).  

MEMÓRIA
 “O Franco Atirador” (1978)
Filme de Michael Cimino
Cartaz exibido nos cinemas americanos nos anos 70

MEMÓRIA
“Gosto de Cereja”(1997)
Filme de Abbas Kiarostami
Cartaz exibido nos cinemas americanos nos anos 90

AGENDA
*Cinema Olympia:
Até dia 14/07 – “Belém 400 Anos: A Influência Francesa na Capital Paraense”. Documentário. Sessão às 18h30min. Entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo:
Até dia 17/07 – “Trumam” com Ricardo Darín.

*Cineblube Alexandrino Moreira (Casa das Artes):
Dia 25/07– “Europa 51” (1951) de Roberto Rosselini. Sessão às 19 h. Debate após a exibição.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 02 a 08/03/17

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17