Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 24 À 30/05/13

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira Carvalho

“DEPOIS DE LÚCIA” PROVOCA O ESPECTADOR COM TEMAS POLÊMICOS E ATUAIS
Elogiado em vários festivais e por grande parte da crítica internacional, “Depois de Lúcia” chega ao circuito exibidor local para provocar polêmica. É um filme devastador porque aborda vários temas atuais de forma direta, sem exageros e nos faz pensar sobre o estado das coisas e pessoas nos dias de hoje. Afinal, o que somos e o que nos tornamos? A partir de um caso de “bullying” que uma estudante sofre numa escola, o filme questiona e ao mesmo denuncia a indiferença das pessoas e das instituições. Todas as sequências são filmadas com plano médio, estático. Não há movimentação da câmera. Tudo para evidenciar os personagens, seus sentimentos, seus bloqueios, suas emoções e seu mundo de indiferenças. O filme começa com uma jovem estudante e seu pai mudando-se para outra cidade para recomeçar depois da morte da mãe. Lentamente, através de poucos diálogos entre pai e filha…

CINE TROPPO - SEMANA DE 17 À 23/05/13

Imagem
Cine Troppo
Marco Antonio Moreira Carvalho



Crítica/“Somos tão Jovens”
Renato Russo foi um dos artistas mais influentes do rock brasileiro e sua morte em 1996 acabou interrompendo uma criatividade que parecia não ter limites. Renato escrevia letras simples e complexas, diretas e ambíguas, sempre provocando o público ao mesmo tempo que fazia sucesso nas rádios. Com a banda Legião Urbana, ajudou a mudar a “cara” de Brasília e porque não, do Brasil. Afinal, no início dos anos 80 a ditadura estava acabando e a liberdade era a palavra mestra. Com tantas histórias de quebra de convenções, drogas, conflitos e dificuldades que cercaram a vida de Renato e da banda, certamente uma cinebiografia seria feita um dia, especialmente após o sucesso de “O Tempo não Pará”(Cazuza). Mas em “Somos tão Jovens”, vemos uma filme de ficção com um errado tom documental, ao estilo”Globo Reportér” onde tudo parece ser caricato, bonitinho demais, certinho demais. Pelo filme, Renato e a Legião, tinham tudo para dar…

CINE TROPPO - SEMANA DE 10 À 16/05/13

Imagem
Cine Troppo
Marco Antonio Moreira



Crítica/“O Início do Fim”
O Início do Fim (Fat Man and Little Boy, EUA, 1989), dirigido por Roland Joffé, tem roteiro de Bruce Robinson e Roland Joffé de uma história de Bruce Robinson, apresenta o processo de pesquisa teórica e de engenharia que levaram ao projeto e construção das primeiras bombas atômicas da história.O coronel Leslie R. Groves (Paul Newman), engenheiro que trabalhou na construção do Pentágono, é designado para liderar um projeto secreto de guerra e ao aceitar a missão ganha a patente de general. O físico húngaro Leo Szilard (Gerald Hiken) dá a ele as primeiras informações sobre o projeto, em setembro de 1942: separar Urânio 235 em duas porções, reuni-las raqpidamente, de modo que a massa resultante desencadeie uma reação espontânea. O poder destrutivo seria imenso; a Alemanha poderia desenvolver algo semelhante.O primeiro cientista a ser requisitado por Groves é J. Robert Oppenheimer (Dwight Schultz), professor da Universidade da Ca…

CINE TROPPO - SEMANA DE 03 À 09/05/13

Imagem
Cine Troppo
Marco Antonio Moreira

Memória/Antonio Silva

Poucos espectadores que frequentam os cinemas de nossa cidade sabem quem foi Antonio Silva mais todos os cinemaníacos paraenses devem saber que ele fez muito pelo circuito cinematográfico de Belém durante várias décadas. Sendo um dos principais apoiadores da fundação dos cinemas 1 e 2 em 1978, Silva sempre deu suporte ao Circuito Cinearte (Cinemas 1/2/3, Castanheira 1 e 2 e Doca 1 e 2) como responsável pela distribuição de filmes da Columbia Pictures no norte e nordeste, a partir de seu escritório em Recife (sendo criada posteriormente a empresa Sétima Arte Serviços). Dificilmente um grupo exibidor regional teria durado tanto tempo sem o apoio deste profissional que sempre honrou sua palavra e sempre foi um apaixonado pelo cinema. Esta semana, Silva faleceu aos 89 anos depois de complicações cardíacas deixando um exemplo de profissionalismo e amor pelo cinema que raramente se testemunha nos dias de hoje.
Antonio Silva era o mai…