sábado, 27 de abril de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 26/04 À 02/5/12

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira

Entrevista/ “E Se Vivêssemos todos Juntos?”
No filme “E se Vivêssemos todos Juntos?”, um grupo de cinco amigos de longa data decide lançar-se numa nova aventura, para prevenir os efeitos da velhice: partilhar a mesma casa. Com faltas de memória e problemas de saúde, o grupo decide não se se deixar vencer pelas dificuldades e apostar no projeto de uma casa comum, embora a maior proximidade entre todos ameace levantar velhos conflitos e emergir segredos há muito escondidos. O filme está em cartaz no Cine Líbero Luxardo desde quarta-feira e tem um grande elenco com nomes como Jane Fonda, Geraldine Chaplin e Pierre Richard. A direção e roteiro são de Stéphane Robeli que deu uma entrevista na ocasião do lançamento do filme ao lado de Pierre Richard. Uma história muito atual Stéphane Robelin: O tema de «E Se Vivêssemos Todos Juntos?» é muito dos nossos dias, e tem sido abordado muito pouco. Hoje em dia as populações estão mais envelhecidas , mais as pessoas são muito ativas, há uma nova vida que parece ter-se aberto para as pessoas entre os 60 e os 85 anos que não existia antes. Antes, aos 60 anos ou na idade da reforma, já se era velho e fazia-se pouca coisa, hoje as pessoas nessa idade são muito ativas, fazem muitas coisas. Por isso, há muitas histórias nessa idade para contar, há muitas coisas surpreendentes para explorar, e que contradizem o cliché da velhice que tínhamos na cabeça.
A sexualidade tratada de forma natural
Stéphane Robelin: Para mim, era muito importante abordar a sexualidade porque a ideia aqui era ter personagens principais idosas mais que falassem e vivessem tudo aquilo que é comum em qualquer idade, como sexualidade. Só o tema da morte é que era mais específico, porque naquela idade ela está efetivamente a aproximar-se. A ideia era falar sobre esses temas, e mostrar que por mais que as pessoas possam parecer velhas no exterior, o cérebro que está lá dentro é exatamente o mesmo que o que tinham aos 30 anos.
Pierre Richard: A esse respeito, cada um faz como pode ou como quer. O Jacques Brel dizia que é preciso talento para não morrer adulto. Pessoalmente, eu acho que tenho esse talento. Mas claro que isso também comporta inconvenientes. De qualquer forma, todas as cinco personagens idosas do filme têm ainda ainda aquela capacidade de maravilhamento e de indignação, como a personagem do Guy Bedos que continua a ser um apoiante das causas sindicais. E todos continuam a ter pulsões sexuais, e comem e bebem com prazer. É um filme com um tema muito grave, mas que também o sabe tratar de forma ligeira.
Fugir do lado deprimente da velhice
Pierre Richard: É verdade que, na minha idade, poderia ser deprimente interpretar uma personagem fustigada pelos dramas da velhice, mas felizmente houve algo que me afastou de todo esse lado dramático, que é o facto do filme ter muito humor, muita vida e muita esperança. Mesmo assim, era preciso que eu me afastasse um pouco, porque a doença não é muito agradável, embora no início do filme seja tratada com alguma graça antes de se tornar mais dramática. Mas felizmente o argumento do filme faz rir e sorrir.
Um elenco de luxo
Stéphane Robelin: Acho que o mais difícil não foi conseguir convencer este elenco excepcional a participar, foi mesmo conseguir equilibrar as agendas de todos para que todos conseguissem estar ao mesmo tempo no plateau. Convencê-los não foi assim tão difícil porque um ator gosta ou não gosta de um argumento e quer ou não quer fazer parte da aventura de filmá-lo. Agora, é verdade que é um elenco que não se vê todos os dias. Felizmente, eles adoraram o argumento e a ideia de fazer um filme coral com colegas da mesma geração. Jane Fonda e Geraldine Chaplin
Pierre Richard: Bom, claro que apesar de termos todos muita experiência, é um pouco difícil não se ser esmagado pelo passado de Jane Fonda e de Geraldine Chaplin, não pelo que elas já fizeram mas também por serem filhas de quem são, Henry Fonda e Charlie Chaplin. Mas claro que eu não as quis maçar com perguntas sobre os pais ou as pessoas que elas conheceram. Mas de vez em quando, a Jane Fonda falava casualmente daquela vez em que tinha visitado o Michael Jackson e eu dizia «O quê?», mas depois continha-me. Tive de me ir contendo para não passar a vida a perguntar como era esta e aquela pessoa. Mas a verdade é que elas são tão simples, que não tive problemas. Aliás, foi a Jane Fonda que três dias antes da rodagem me disse «Pierre, importas-te que ensaiemos um pouco depois do almoço, porque tenho algum receio da minha primeira contracena contigo?. Era ela que tinha receio da contracenar comigo, o que é um pouco surreal, convenhamos.

ESTRÉIAS DA SEMANA
 
 
"O Homem de Ferro 3”
“E Se Nós Vivêssemos todos juntos?”
“No”

AGENDA


*Cineclube Alexandrino Moreira: Dia 29/04, em parceria com a ACCPA, será exibido o filme “Sua Única Saída” de Raoul Walsh, clássico produzido em 1947. No elenco, Robert Mitchum. O filme será exibido às 19 h, entrada franca e debate após a exibição com críticos da ACCPA.


*Cine Olympia: O filme “A Estrangeira” está em exibição até 02/05 (com exceção do dia 29) às 18:30 h com entrada franca. O filme ganhou dois prêmios no Festival de Cinema de Tribeca e mostra a história de Umay, uma jovem mulher de descendência turca que luta por uma vida independente na Alemanha contra a resistência de sua família. Apoio: Instituto Goethe. Na sessão Cinemateca, domingo dia 28, será exibido “Os Melhores Anos do Resto de nossas Vidas” de William Wyler, produção de 1948 vencedora de vários “Oscar”. Sessão às 15:30h.Entrada franca.

*Cine Líbero Luxardo: Programação dupla de alta qualidade em exibição desde quarta-feira (dia 24).“No” de Pablo Larrain mostra a história do plesbicito que em 1988 pôs fim a ditadura de 15 anos de Augusto Pinochet no governo do Chile e foi indicado ao “Oscar” de melhor filme estrangeiro. No elenco, Gael Garcia Bernal. Exibição : dias 24 a 26/04 (quarta a sexta feira): 21h, 27 e 28/04 (sábado e domingo): 16h30, 02 e 03/05 (quinta e sexta feira): 21h, 04 e 05/05 (sábado e domingo): 16h30 . “E Se Vivéssemos todos Juntos?” tem Jane Fonda e Geraldine Chaplin no elenco. Exibição : dias 24 a 28/04 (quarta feira a domingo): 19h, 02 a 05/05 (quinta feira a domingo): 19h.


*Cine Saraiva : “Lúcio Flávio :O Passageiro da Agonia” de Hector Babenco será exibido no dia 02/05 às 19h com entrada franca e debate com críticos da ACCPA. É um dos grandes filmes brasileiros dos anos 70 que marcou a carreira do cineasta Babenco que anos depois faria “Pixote” e “O Beijo da Mulher Aranha”.

domingo, 21 de abril de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 17 À 23/04/13

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira

Supernovas


*O cinema Olympia completa 101 anos de atividades no dia 24/04/13 confirmando mais uma vez sua importância histórica e cultural para o estado do Pará. Sendo o cinema mais antigo do Brasil em funcionamento, o cinema Olympia é uma referência cinematográfica para todos os paraenses sendo administrado desde 2006 pela Fundação Cultural do Município de Belém da Prefeitura Municipal de Belém. Com uma programação selecionada que dá prioridade a qualidade na exibição de filmes, o cinema Olympia vai comemorar seus 101 anos de fundação com uma programação especial com músicos paraenses de renome e a exibição especial do filme "Aurora" de F. W. Murnau, realizado na época do cinema mudo e que terá acompanhamento musical ao vivo do grande pianista Paulo José Campos de Melo, em parceria com Fundação Carlos Gomes. Confira a programação completa do dia 24/04/13: 19:00h -Apresentação do músico Robenare Marques executando o tema musical do centenário do cine Olympia (de sua autoria) e trilhas sonoras de filmes como "Em Algum Lugar do Passado" e "Tempos Modernos".19:15h - Apresentação do músico Salomão Habbib executando a suíte OLYMPIA (de sua autoria) feita em homenagem ao cinema Olympia.19:30h - Exibição do filme AURORA (1927) de F. W. Murnau com acompanhamento musical ao vivo do pianista Paulo José Campos de Melo.Entrada Franca


*"Oblivion" com Tom Cruise não decepciona e nem surpreende. A história original (?) lembra os roteiros de "Matrix", "Blade Runner" entre outros filmes e livros de ficção científica. Apesar de previsível especialmente nos minutos finais, o filme mantém a atenção com alguns elementos interessantes na narrativa e por isso vale a pena ir conferir. A trilha sonora,composta por Anthony Gonzales da banda eletrônica M83 tem muito do estilo do grande tecladista grego Vangelis (compositor de “Blade Runner” e “Carruagens de Fogo”) e merece um destaque especial junto com a boa fotografia (Claudio Miranda) e desenho de produção.

*”Pai Patrão”, clássico do cinema italiano dirigido pelos irmãos Taviani será exibido no cineclube Alexandrino Moreira em Maio. O filme ganhou a Palma de Ouro em Cannes e foi um dos primeiros filmes a ser exibidos no cinema 1 em sessões especiais às 23:30 h em 1978. Muitos se lembram disso mais é bom destacar: nos anos 70, Belém tinha cinemas com sessões às 22:30 h (Cine Palácio) e também às 23:30 h (cinemas 1 e 2). Lembro de ver o filme no cinema 23:30 h com um bom público. Será que teríamos um grande público para ver este filme hoje nos cinemas?Acredito (e espero) que sim. “Pai Patrão” será exibido dia 20/05 com entrada franca.

*Ver e rever “Blade Runner” em blu-ray é sempre uma boa experiência. O filme se mantém atual no seu tema, na sua narrativa e até mesmo nos seus efeitos especiais que já eram avançados demais para o início dos anos 80 (o filme foi lançado em 1982 mais sua produção começou em 1980). Nesta edição comemorativa de 30 anos, destaque especial para os “extras” que tem como destaque o documentário “Dias Perigosos”, galeria de fotos em alta definição, introdução à versão final feito pelo diretor Ridley Scott e comentários do diretor, produtor executivo e co-roteirista. No momento em que se fala a possibilidade de uma sequência para o filme, nada melhor que ver/rever este cult-movie dos anos 80. Destaque especial para a grande trilha sonora de Vangelis.

*O clássico expressionista alemão “O Gabinete do dr. Caligari” de Robert Wiene, terá exibição com cópia digitalmente restaurada no Festival de Berlim do ano que vem. Foi naquela cidade que o filme foi exibido pela primeira vez, em 26 de fevereiro de 1920. A sessão ocorrerá dentro da seção Berlinale Classics do evento, que ocorrerá de 6 a 16 de fevereiro de 2014. A trilha musical será composta especialmente para a ocasião pelo músico de jazz John Zorn.


*Depois de passar por vários países da Europa e pelos Estados Unidos, a elogiada exposição dedicada ao cineasta Stanley Kubrick (foto) desembarcará no Brasil em outubro próximo, no Museu da Imagem e do Som de São Paulo. A mostra foi organizada por Christiane Kubrick, viúva do cineasta, em parceria com o Museu do Cinema Alemão e o arquivo Stanley Kubrick da University of the Arts de Londres. Entre os itens expostos estão câmeras, fotografias, roteiros e figurinos de seus principais filmes.

ESTRÉIAS DA SEMANA

“A Morte do Demônio”
“Um Porto Seguro”
“O Acordo”
"E se Vivêssemos todos Juntos" (Cine Líbero Luxardo - a partir de quarta-feira)
"No" (Cine Líbero Luxardo - a partitr de quarta-feira)

AGENDA

*Cineclube Alexandrino Moreira: Dia 29/04, em parceria com a ACCPA, será exibido o filme “Sua Única Saída” de Raoul Walsh, clássico produzido em 1947. No filme, o personagem Jeb Rand é criado pela Sra. Callum, que oculta seu passado, ainda que pesadelos antigos atormentem a mente do rapaz. Com o passar dos anos, decidido a casar com sua irmã de criação, Jeb lutará contra os parentes da moça que se colocarem no caminho e consequentemente entenderá melhor o que ocorreu de obscuro em sua vida quando criança. O filme será exibido às 19 h, entrada franca e debate após a exibição com críticos da ACCPA.


*Cine Olympia: O filme “Andalucia” está em exibição até 25/04 (com exceção do dia 22 e 24/04)) às 18:30 h com entrada franca. Filho de imigrantes magrebinos, Yacine leva uma vida livre em meio a constantes escapadas, sempre fugindo das amarras comunitárias. Ele vive numa caravana próxima à periferia de Paris, errando entre um trabalho temporário e outro. Uma série de encontros casuais conduzirão Yacine a Andalucia após uma pequena parada em Toledo. Apoio: Cinemateca da Franca (CineFrance)/Cinemateca da Embaixada da França no Brasil /Instituto Français.. Na sessão Cinemateca, domingo dia 21, será exibido “O Seresteiro de Acapulco” em homenagem ao cantor Elvis Presley às 16 h com entrada Franca dentro do projeto CINEMA E CLÁSSICOS DO ROCK. Antes do filme, música ao vivo com canções que foram interpretadas por Elvis.


*Cine Líbero Luxardo: ”Além das Montanhas” está em exibição até domingo, dia 21.. “Além das Montanhas" é o terceiro longa metragem do diretor romeno Cristian Mungiu. O filme conta a história de duas amigas, Voichita e Alina. Alina retorna da Alemanha para reencontrar Voichita, que conheceu no orfanato onde ambas foram criadas. Alina está disposta a levar a sua amiga com ela, mas a garota agora mora num isolado monastério na Romênia, onde acredita ter encontrado um lar e a fé. Sem entender a amiga, Alina passa a enfrentar constantemente um padre local. Ele, por sua vez, passa a acreditar que a jovem está possuída. O filme venceu as Palmas de melhor atriz e melhor roteiro no Festival de Cannes.

*Cine Saraiva : “O Início do Fim” de Rolland Joffé será exibido dia 25/04 às 18 h com entrada franca na Livraria Saraiva dentro da parceria da ACCPA com a APC (Academia Paraense de Ciências).No elenco, Paull Newman.

sábado, 13 de abril de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 12 À 18/04/13

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira

Críticas


DVD/“Paul McCartney – Live Kisses”
Paul McCartney é o eterno beatle e sua carreira solo também sempre foi acompanhada de grande sucesso. Como músico, ele sempre teve como característica a versatilidade experimentando vários gêneros nas suas composições além de sua principal paixão que é o rock. Depois de sonhar por décadas em fazer um trabalho com regravações de grandes canções americanas, ele finalmente lançou em 2012 o cd “Kisses on the Bottom”. Neste trabalho, McCartney gravou músicas que marcaram a sua família e sua infância além de cantar músicas de sucesso dos anos 40 e 50. Aqui, McCartney é o intérprete, não tocando nenhum instrumento e sendo acompanhado por ótimos músicos como Dianna Krall. O resultado foi excelente num cd que merece ser elogiado por todos que ouvirem. Para registrar este sonho realizado, Paul reuniu o produtor do cd, músicos e uma pequena plateia para cantar as músicas do cd e novamente o público pode confirmar a beleza do trabalho feito. Arranjos, músicos, composições e Paul, tudo num estado de mágica musical inesquecível. No DVD que registrou esse encontro, uma ótima direção e montagem com destaque especial para a fotografia em preto e branco que deu um toque de nostalgia ao ambiente. Claro que como compositor, McCartney não poderia ficar de fora do trabalho e incluiu no repertório do cd e DVD a bela “My Valentine”, uma de suas melhores baladas dos últimos anos. Vale a pena ver e rever o DVD que vem com ótimos extras como os bastidores da filmagem do clip de “My Valentine” com os atores Natalie Portman e Johnny Deep.


DVD/“Gal Costa – Recanto”
Gal Costa ao vivo sempre é bom de ver/ouvir. Considerada como uma das maiores cantoras do Brasil desde os anos 60, Gal mantém sua carreira em alto nível de qualidade. Ano passado, sob a produção de Caetano Veloso, Gal lançou um cd excelente com todas as músicas compostas por Caetano. Logo depois, fez uma turnê do show (que deverá chegar em Belém agora em Maio) e finalmente o registro desta turnê chegou em DVD. No show, vemos Gal solta e tranquila com sua excelente voz cantando clássicos do seu repertório (Baby/Meu Bem Meu Mal/O Amor/Vapor Barato/Força Estranha) e também músicas do novo cd com destaque para “Neguinho” com seu arranjo diferenciado. A banda que acompanha Gal é jovem e de alta competência, brilhando ao lado de Gal que mostra que o tempo melhorou sua voz e sua presença como cantora no palco, tamanha a sua segurança quando canta qualquer música. Dirigido por Moreno Veloso (filho de Caetano), Dira Jobim e Gabriela Gastal, o DVD RECANTO GAL AO VIVO é um dos melhores lançamentos do ano e certamente nos faz lembrar que a boa música popular brasileira ainda é forte e tem seu espaço.

ESTRÉIAS DA SEMANA

“Oblivion”
“Além das Montanhas”(Cine Líbero Luxardo)
“O Quadro”(Cine Olympia)

AGENDA


*Cineclube Alexandrino Moreira: Dia 29/04, em parceria com a ACCPA, será exibido o filme “Sua Única Saída” de Raoul Walsh, clássico produzido em 1947. No filme, o personagem Jeb Rand é criado pela Sra. Callum, que oculta seu passado, ainda que pesadelos antigos atormentem a mente do rapaz. Com o passar dos anos, decidido a casar com sua irmã de criação, Jeb lutará contra os parentes da moça que se colocarem no caminho e consequentemente entenderá melhor o que ocorreu de obscuro em sua vida quando criança. O filme será exibido às 19 h, entrada franca e debate após a exibição com críticos da ACCPA.


*Cine Olympia: “O Quadro”, animação inédita numa co-produção da Bélgica e Franca, está em exibição até 18/04 (com exceção do dia 15/04) às 18:30 h com entrada franca. Um quadro inacabado mostra um castelo cercado por um jardim. Lá vivem três tipos de personagens: os “Todopintados”, os “Pelametades” e os “Rabiscos”. Ramô, um dos “Todopintados”, apaixonado por Claire, uma “Pelametade”, se junta a outros personagens inconformados com a situação, e sai do quadro à procura do pintor para que ele termine seu trabalho e restaure a harmonia no universo da pintura.Apoio: Cinemateca da Franca (CineFrance) /Cinemateca da Embaixada da França no Brasil /Instituto Français. Na sessão Cinemateca, domingo dia 14, será exibido “A Princesa e o Plebeu” com Audrey Hepburn às 16 h com entrada Franca. A exibição comemora os 60 anos de lançamento do filme.


*Cine Líbero Luxardo: “”Além das Montanhas” está em exibição desde quarta-feira. “Além das Montanhas", terceiro longa metragem do diretor romeno Cristian Mungiu. O filme conta a história de duas amigas, Voichita e Alina. Alina retorna da Alemanha para reencontrar Voichita, que conheceu no orfanato onde ambas foram criadas. Alina está disposta a levar a sua amiga com ela, mas a garota agora mora num isolado monastério na Romênia, onde acredita ter encontrado um lar e a fé. Sem entender a amiga, Alina passa a enfrentar constantemente um padre local. Ele, por sua vez, passa a acreditar que a jovem está possuída. O filme venceu as Palmas de melhor atriz e melhor roteiro no Festival de Cannes.


*Cineclube Sinjor (Sindicatos dos Jornalistas): A partir deste mês, inicia as atividades do cineclube do Sindicato dos Jornalistas (SINJOR) em parceria com a ACCPA. Os filmes exibidos terão como temática o jornalismo e assuntos relacionados a esta profissão. Terça, dia 16, será exibido o filme “Faces da Verdade” com Kate Beckinsale. O SINJOR fica na Diogo Móia na esquina da Rua 14 de março Sessão às 19h com entrada franca.

domingo, 7 de abril de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 05 À 11/04/13

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira

SUPERNOVAS
*A 39ª edição do Festival Sesc Melhores Filmes, que iniciou dia 3 e seguirá até o 25 de abril, no CineSesc em São Paulo, exibirá 40 longas brasileiros e estrangeiros, escolhidos pela crítica e pelo público como os melhores lançamentos do circuito paulistano em 2012. Além disso, o cineasta Carlos Reichenbach, que faleceu em junho de 2012, será homenageado. Também haverá um curso sobre a obra do diretor, uma exposição e a entrega de um prêmio póstumo, que será recebido pela viúva do cineasta, Lygia Reichenbach. O evento conta ainda com diversas atividades, como debates entre cineastas e críticos, mesas de discussão, cursos e uma aula magna, ministrada por Peter C. Slansky, da Faculdade de Cinema de Berlim, sobre tecnologias digitais.
*Com o anúncio da data do Oscar 2014, que será realizado em março, os demais órgãos que concedem prêmios na temporada de início de ano começam a estabelecer também as suas agendas. O Writers Guild Awards será no sábado, 1º de fevereiro de 2014, com cerimônias simultâneas em Los Angeles e Nova York. Como de hábito, é a última das quatro principais entidades de classe da indústria cinematográfica de Hollywood a entregar seus prêmios: o Screen Actors Guild Awards (que é televisionado para o Brasil pela TNT) será realizado em 18 de janeiro, o Producers Guild Awards, em 19 de janeiro, e o Directors Guild Awards, em 25 de janeiro. O Globo de Ouro abre a temporada em 12 de janeiro e o Oscar a encerra em 2 de março, no que será, portanto, uma temporada mais longa que o habitual.


*Foram anunciados na última quarta-feira, 27 de março, os filmes selecionados para a 17ª edição do Cine PE Festival do Audiovisual. Entre os escolhidos para a mostra competitiva de longas-metragens, estão os filmes: “Bonitinha, mas Ordinária”,” Giovanni Improtta”, “Mazzaropi” e “Vendo ou alugo”. No total, foram selecionados para a competição sete longas, nas categorias documentário e ficção, e 18 curtas em 35mm e digital. O festival será realizado entre os dias 26 de abril e 2 de maio, na cidade de Olinda.

*Esta semana os estúdios Disney divulgaram o título oficial da sequência do grande sucesso “Procurando Nemo” que vai se chamar “'Procurando Dory”, focado agora numa das personagens mais simpáticas do filme. A sequência teve sua estreia marcada para o fim de semana de Ação de Graças nos EUA, 25 de novembro de 2015.
* Tim Burton(Alice no País das Maravilhas) assinou para dirigir Christopher Waltz (Django Livre) e Amy Adams (O Mestre) no drama “Big Eyes”. Alexander e Larry Karaszewski roteirizam a história, baseada em fatos reais. A dupla já trabalhou com Burton em 'Ed Wood'.
*A nova versão de “20.000 Léguas Submarinas” será filmada na Austrália. A Walt Disney Pictures fechou parceria com o governo australiano e conseguiu um incentivo fiscal de US$ 22,5 milhões para filmar no país. David Fincher (A Rede Social) será o diretor do filme.


*A Warner Bros. Pictures divulgou na internet novos cartazes de personagens de “O Grande Gatsby”, longa dirigido pelo escritor, produtor e diretor Baz Luhrmann (Moulin Rouge – Amor em Vermelho), que adapta o filme a partir do romance de F. Scott Fitzgerald. Leonardo Di Caprio e Carey Mullingan (Drive) lideram o elenco. O filme será distribuído em 3D e 2D, com estreia prevista para 14 de junho no Brasil. ESTRÉIAS DA SEMANA “Mama” “Invasão a Casa Branca”

AGENDA

*Cineclube Alexandrino Moreira: Dia 08/04, em parceria com a ACCPA, será exibido o filme “Diabel” de A. Zulawski (mesmo diretor de “Possessão”i). Durante a invasão da Polônia em 1793 pelo exército prussiano, um jovem é salvo da prisão por um homem misterioso. A partir daí, começa sua jornada de loucura, no qual vê a morte do pai rodeado sempre pelo caos e pela corrupção moral.O filme será exibido às 19 h, entrada franca e debate após a exibição com críticos da ACCPA.


*Cine Olympia : “Vida no Rancho” de Sophie Letourneur, filme francês inédito está em exibição até 11/04 (com exceção do dia 09/04) às 18:30 h com entrada franca. O filme mostra o encontro de jovens num rancho. No auge da sua juventude, tudo acontece até a hora de pensarem em ter seu próprio caminho. Apoio da Cinemateca da Franca (CineFrance), Cinemateca da Embaixada da França no Brasil e /Instituto Français. Na sessão Cinemateca de hoje será exibido o clássico “Madame Coury” de Melvin LeRoy às 16 h com entrada Franca. Dia 09, no projeto CINEMA E MÚSICA, será exibido o filme "O Circo" de Charles Chaplin com acompanhamento musical ao vivo do pianista Paulo José Campos de Melo às 18:30 h com entrada franca numa realização da Fumbel e Fundação Carlos Gomes.


*Cine Líbero Luxardo: “O Mestre” de Paul Thomas Anderson tem hoje seu último dia de exibição e sem dúvida é um dos melhores filmes do ano. No elenco, Joaquim Phoenix e Philip Seymour Hoffman. Homem carismático e inteligente cria uma organização baseada na fé que se torna popular no início dos anos 1950. Ele contrata o andarilho e alcoólatra Freddie Sutton como o seu braço-direito. Na medida em que a religião ganha adeptos, Sutton começa a questioná-la, bem como o seu fundador. Na sessão Cult, parceria com a ACCPA, dia 20/04 será exibido “A Escolha de Sofia” de Alan Pakula com atuação histórica de Meryl Streep às 16h com entrada franca e debate.

*Cine Estação : “No” de Pablo Larrain, indicado ao “Oscar” de melhor produção estrangeira será exibido a partir de Abril. O filme mostra acontecimentos importantes na vida política do Chile quando um plebiscito restaurou a democracia no país.

Cine Troppo - De 09 a 15/07/20