E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"


Estive revendo o excelente filme dos irmãos Cohen nos cinemas, "Onde os Fracos não tem Vez", e pela segunda vez notei uma reação da platéia ao final do filmes. Alguns pensando que o filme foi cortado, outros dizendo que faltou dinheiro para terminar a produção, outros ficam esperando até o fim das legendas achando que tem algo mais. Enfim, não tem tem nada há mais. Está tudo ali nas últimas palavras do personagem de Tommy Lee Jones, um delegado de uma familia tradicional de delegados que já viu todo o tipo de violência do mundo e que de repente, não entende como as coisas podem ter piorado tanto. Os valores, a violência, as pessoas, tudo mudou e ele não consegue se equilibrar entre tantas coisas diferentes. O personagem de Tommy Lee Jones é inclusive o principal elo do filme. Sua fala, seu discurso, seu espanto encarando o "novo mundo", está todo tempo claro no decorrer da história de um assassino que persegue um homem do bem que por uma fraqueza, acaba se expondo a um roubo que lhe custará muito caro. No final, cansado, o delegado se aposenta. E narra um belo sonho que teve com seu pai. Um sonho passado em uma outra época, de valores e pessoas diferetens de hoje, que ecoa no seu personagem de forma melancolica e sem esperança. Um sonho, que inevitavelmente ele tem que acordar. E é isso que ele faz. Quando ele diz à sua espoca, no final do sonho, que ele acordou, é exatamente isso que acontece. Ele volta ao mundo real. E o filme termina, melancolicamente, com o personagem triste. Precisamos de mais? Não. Os irmãos Cohen fazem um retrato obscuro e realista do mundo de hoje onde sonhar é cada vez mais difícil.....Afinal, temos que acordar e dar de cara com o primeiro jornal, com as primeiras noticias do dia, com as primeiras mortes, enfim, com o mundo real...

Comentários

Ricardo Almeida disse…
Pelo jeito não entendeu o filme, e muito menos o final. Bem, vida que segue.
Galvão disse…
E com quem finalmente ficou a mala com os dólares?
Unknown disse…
É sou burro mesmo...aí vem falar de fotografia e tal a vahhhh..se quiser perder duas horas da sua vida fique a vontade...quando o filme acabou quase quebrei a TV...quer um filme que seja bom que te deixa pensativo o filme inteiro e o final te deixa de.boca aberta???assista a ilha do medo com Leonardo do Caprio...aí me respondam...
Galvão, na cena que Ed Tom retorna ao Motel onde Lwelyn foi assassinado, ele se sente no sofá e repara que ao seu lado, a grade de ventilação foi retirada. As marcas da mala arrastada lá dentro, e, uma moeda de 10 cents ao lado dos parafusos. Quem usa moedas o filme todo? Para decidir a sorte, pasa desparafusar? Chigur!

Postagens mais visitadas deste blog

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18