domingo, 27 de novembro de 2011

"ENTRE DEUS E O PECADO" NA SESSÃO CULT DIA 03/12/11

"ENTRE DEUS E O PECADO"
Original:Elmer Granty-EUA, 1960.
Direção e roteiro de Richard Brooks da peça de Sinclair Lewis.
Elenco; Burt Lancaster, Jean Simmons, Arthur Kennedy, Shirley Jones.
Argumento: Um oportunista falastrão encontra um acampamento de uma seita religiosa e se diz pastor, conseguindo com a sua oratória fácil empolgar multidões. Ele assume um romance com a jovem líder da seita, mas o estimulo às demonstrações de fanatismo não dura muito.
Importância Histórica : Sinclair Lewis (1885-1951) um dos grandes nomes da literatura e teatro americanos foi muito adaptado pelo cinema (34 roteiros de suas obras). Este filme dirigido por Richard Brooks(de “À Sangue Frio”) é das mais felizes adaptações de Lewis. Deu o "Oscar" de ator a Burt Lancaster, de atriz a Shirley Jones e de roteiro a Brooks. Também ganhou mais 5 prêmios e 8 candidaturas em mostras internacionais. É um libelo contra o fanatismo religioso e o oportunismo que gera ao deixar que apareçam os exploradores da boa fé do povo. Neste quadro o tipo representado por Lancaster está excelente, marcando a carreira do ator antes ligado aos filmes de aventuras e “gangster”.

SESSÃO ACCPA/CINE LÍBERO LUXARDO
SESSÃO CULT
"ENTRE DEUS E O PECADO"
SABÁDO DIA 03/12/12
HORÁRIO : 16 H
ENTRADA FRANCA
INADEQUADO PARA MENORES DE 12 ANOS
APÓS O FILME, DEBATE ENTRE O PÚBLICO E CRÍTICOS DA ACCPA
PROGRAMAÇÃO : ACCPA (ASSOCIAÇÃO DOS CRÍTICOS DE CINEMA DO PARÁ)

"TIO BOONMEE" SURPREENDE, PROVOCA E DESAFIA O ESPECTADOR

"Tio Boonmee que pode recordar suas Vidas Passadas” de Apichatpong Weerasethakul.
É cada vez mais raro ver no cinema de hoje um filme que procura encontrar na narrativa cinematográfica uma magia e um significado mais abrangente e complexo. Às vezes, tenho impressão que para a maioria dos cineastas, o cinema já esgotou todo o seu potencial e o melhor a fazer e se repetir, fazendo mais do mesmo. Mas felizmente, bons filmes ainda estão sendo feitos, os cineastas ainda podem arriscar e o público pode/deve alcançar as novas idéias/intenções/objetivos dos cineastas que arriscam. Por isso, “Tiom Boonmee que pode recordar suas vidas Passadas” é tão importante pois resgata esta esperança de que o cinema como arte ainda está apenas começando. Ao mostrar a história do Tio Boonmee (Thanapat Saisaymar), que resolveu passar os últimos dias de sua vida ao lado de seus amigos e parentes recolhido em uma casa perto da floresta,o diretor escolhe o caminho do surreal, do delírio, valorizando a vida e a natureza e ao mesmo tempo questionando seus paradigmas. Tio Boonmee não apenas está morrendo nesta vida que conhecemos, mas consegue ver suas vidas passadas, entrando em contato com seu filho e esposa, já falecidos, que vem lhe ajudar a fazer a passagem deste mundo real para outro mundo, desconhecido.
Neste contato com sua família, a relação com sua história de vidas passadas, a morte à sua frente, a natureza mostrando o seu equilibro, Tio Boonmee delira e pacientemente aceita este caminho de vida/morte/real/imaginário que agora vive. O diretor reforça esta passagem do personagem com longas cenas, mostrando a paz da natureza versus a ansiedade de ser humano como Tio Boonmie. E esta naturalidade que o personagem principal tem de lidar com o que está lhe acontecendo, nos é mostrada sem mêdos. Tudo é natural. Ver o filho de Boonmee aparecendo em outra forma que não humana, é natural. Ver a história de uma princesa que dialoga com um peixe, é natural. Por isso, o olhar do espectador ao ver este filme, não pode ser o mesmo olhar de sempre. Em “Tio Boonmee” somos forçados a ver o filme, o cinema, com outros olhos, outra interpretação, quebrando nosso paradigma pessoal em relação à sétima arte. Ao procurar entender essa viagem do Tio Boonmie, mudamos e de alguma forma, entendemos mais uma vez a força que o cinema tem de nos impressionar, surpreender. “Tio Boonmee” é isso e muito mais. É um filme sobre a vida e a morte, que valoriza a nossa passagem neste mundo e revela novas visões e siginificados do que é a vida e o que e a morte. É um filme que nos provoca com estas questões e nos pertuba com suas intenções. Os bons filmes são assim. Resta-nos alcançá-los. Basta querer.

CINE TROPPO - SEMANA DE 25/11 À 01/12/11


CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estreias da semana são “Happy Feet 2”(3D), “Prova de Artista”, “Amanhã Nunca Mais” e “Uma Professora Muito Maluquinha”.
“Happy Feet 2” é a Sequência do sucesso ganhador do “Oscar” de Melhor Animação, e leva o público de volta às paisagens magníficas da Antártica e os reúne com o pinguim sapateador mais famoso do mundo, Mano (Elijah Wood), o amor de sua vida, Gloria (Alecia Moore - Pink) e seus velhos amigos Ramon & Lovelace (Robin Williams). Mano e Gloria agora tem um filho, Erik (EG Daly), que se esforça para encontrar seus próprios talentos no mundo do Pinguim Imperador. Porém, novos perigos ameaçam a nação pinguim e todos vão precisar trabalhar – e dançar – para salvá-la. O filme será exibido em 3D.
“Prova de Artista” é um documentário que acompanha o dia-a-dia de cinco jovens e talentosos músicos em suas audições, estudos e ensaios para orquestras de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e São Paulo. O filme revela os conflitos, a paixão e a disciplina envolvidos na escolha de seguir a vocação artística. A direção é de Jose Joffily (Lamarca/Quem Matou Pixote?/Olhos Azuis)
Em “Amanhã Nunca Mais”, o ator Lázaro Ramos é Walter, um médico-anestesista que trabalha em excesso e vive sob grande stress. Na tentativa de estar presente na vida da família e salvar o casamento em crise, ele se prontifica a buscar o bolo de aniversário da sua filha e levá-lo à festa de aniversário. Mas Walter enfrenta uma noite inusitada, repleta de percalços, acasos e coincidências que irão atrapalhar seus esforços de chegar com o bolo a tempo para a festa. No elenco, Lázaro Ramos, Milhem Cortaz, Maria Luisa Mendonça, Fernanda Machado e Paula Braun.
“Uma Professora Muito Maluquinha” é baseado no livro do escritor brasileiro Ziraldo. Cate (Paola Oliveira) foi enviada à cidade grande para estudar, quando era criança. Hoje, aos 18 anos, retornou à sua cidade natal e passou a lecionar em uma escola primária. Porém seu comportamento moderno logo incomoda as tradicionais professoras do local, que tentam derrubá-la a qualquer custo.No elenco, Paola Oliveira, Chico Anysio, Suely Franco e Ziraldo.

QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
FILMES MARCO MOREIRA PEDRO VERIANO LUZIA ÁLVARES
“Reféns” Fraco/Fraco/Fraco
-------------------------------------------------------------------
“Terra
de
Ninguém” Excelente/Excelente/Excelente
-------------------------------------------------------------------
“A
Árvore
da
Vida” Excelente/Excelente/Excelente
-------------------------------------------------------------------
“Tio
Boonmie” Excelente/Razoável/Excelente
-------------------------------------------------------------------
“11.11.11” Fraco/Fraco/Fraco
-------------------------------------------------------------------
“A Terra
da
Lua
Partida” Excelente/Muito Bom/Muito Bom
--------------------------------------------------------------------


SUPERNOVAS
*Desde que o boletim Filme B publicou o ranking nacional 2011 pela última vez, em 29 de agosto, mais dois filmes alcançaram posições entre as dez maiores bilheterias brasileiras do ano. ”O Homem do Futuro” e “O Palhaço” (foto)que estreou no dia 4 de outubro – e ainda está em plena carreira comercial –, elevaram para sete o número de títulos locais com mais de um milhão de ingressos vendidos e R$ 10 milhões de renda. Os filmes ocupam, respectivamente, a quinta e a sexta posições do ranking (o que ainda pode se alterar até o fim do ano).
*Mesmo sem superar os números de “Lua nova”, “A saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1” (The Twilight Saga:Breaking Dawn - Part 1, Summit Entertaiment) alcançou o posto de quinta maior abertura de todos os tempos nos EUA. A nova aventura da franquia liderou as bilheterias do fim de semana americano, com arrecadação de US$ 139,5 milhões.
*A Warner deu sinal verde para o início da produção do filme baseado no brinquedo Lego. O projeto, que está sendo desenvolvido desde 2008 em conjunto com a família dona do brinquedo, será uma mistura de live action com animação, sendo 80% animado. O longa vai receber incentivos do governo australiano e a escolha do elenco deve começar em janeiro. A major ainda não estabeleceu data para o lançamento do filme.
*Já se encontram na reta final as filmagens de “A Primeira Missa”, novo longa-metragem da cineasta Ana Carolina, uma comédia sobre os bastidores de uma superprodução cinematográfica no Brasil. A produção é de Francisco Ramalho, e a produção executiva, de Marcelo Torres. Além de contar com participações especiais de Rita Lee e Fernanda Montenegro, o elenco traz ainda Dagoberto Feliz, Wagner Molina, Alessandra Maestrini, Oscar Magrini e Xuxa Lopes.
*A Academia Brasileira de Cinema anunciou as duas personalidades que serão homenageadas na próxima edição do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, que será entregue no primeiro semestre de 2012. O cineasta e produtor Carlos Diegues receberá um prêmio especial pelo conjunto de sua carreira e pelo trabalho de inclusão social em comunidades do Rio. O Prêmio Especial de Preservação será conferido, em caráter póstumo, ao diretor e crítico de cinema Gustavo Dahl, que morreu em junho passado.
*Nesta semana, em São Paulo, foi lançada a segunda edição do livro “Dicionário de Filmes Brasileiros – Curta e Média Metragem” de Antônio Leão da Silva Neto. Com edição do IBAC, Instituto Brasileiro de Arte e Cultura, o título foi remodelado e ampliado, e conta agora com 22 mil filmes listados, abrangendo diversos formatos.
*O complexo UCI New York City Center, localizado na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, exibiu na última quarta-feira, o último jogo da fase de grupos da UEFA Champions League. A partida entre Milan e Barcelona foi uma das mais esperadas da competição e foi transmitida, ao vivo e em 3D. Os ingressos custaram R$ 50 e R$ 25 (meia).
*Começou a circular o trailer de “As aventuras de Agamenon: O Repórter”, de Victor Lopes, que entra em circuito nacional no dia 6 de janeiro de 2012. A comédia traz para o cinema o repórter fictício criado pelos humoristas Marcelo Madureira e Hubert, e que há mais de 20 anos tem uma coluna no jornal O Globo. O personagem é interpretado pelo próprio Hubert, na fase adulta, e por Marcelo Adnet, quando jovem. Luana Piovani vive sua esposa, Isaura. Com orçamento de R$ 6 milhões, Agamenon tem distribuição da Downtown, Paris e RioFilme, e coprodução da Globo Filmes.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

AGENDA
* Cineclube Alexandrino Moreira: O cineclube, em parceria com a ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) exibirá amanhã1, “Verdades e Mentiras” de Orson Welles. É o último filme dirigido pelo grande mestre que realizou “Cidadão Kane” em 1941. O filme será exibido com entrada franca com o já tradicional debate após a exibição entre o público presente e os críticos da ACCPA.
* Cine Olympia: “Tio Boonmee que pode Recordar suas Vidas Passadas”, filme que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes ano passado está em exibição até hoje com sessão única às 18:30 h. Na sessão Fantasia, será exibido o desenho animado “Dumbo” dos estúdios Disney que este ano completa 70 anos de seu lançamento nos cinemas. Entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo : “A Árvore da Vida” de Terrence Malick é o grande destaque da semana, certamente um dos melhores filmes exibido este ano na cidade.A relação entre pai e filho de uma família comum, ao longo dos séculos, desde o Big Bang até o fim dos tempos, nos é mostrada em uma fabulosa viagem pela história da vida e seus mistérios.No elenco, Brad Pitt e Sean Penn.O filme será exibido somente até hoje.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

"VERDADES E MENTIRAS" NO CC ALEXANDRINO MOREIRA DIA 28/11/12

"VERDADES E MENTIRAS"
Original: Verités et Mensonges-França, 1973
Direção e roteiro de Orson Welles
Elenco: Welles, Ojar Kodar, François Reinchembach, Joseph Cotten (participação especial).
Sinopse : Orson Welles (diretor do consagrado "Cidadão Kane") utiliza a história de um brilhante falsificador de quadros, o húngaro Elmyr de Hory, para levantar questões pouco indagadas, relativas ao sentido da mentira na arte. Elmyr fala sobre os caminhos que o levaram à pacata ilha espanhola de Ibiza e revela não se sentir mal pelos artistas que copia. Entre estes, estão Modigliani, Picasso e Matisse. Taxado pela imprensa de inimigo da arte, parece manter-se tranqüilo quanto à própria posição. Nesse ponto, somos levados a tomar partido de um dos lados, por meio da escolha de uma visão do que representa a autoria artística.
Importância Histórica: Último longa-metragem de Orson Welles(Cidadão Kane/A Marca da Maldade/O Processo) apresentado por ele como um prestidigitador que apresenta a lendária figura do falsário Elmyr, divagando sobre o que é original e o que é copia de uma obra de arte. Welles se diz um “canastrão” e lança varias ironias sobre o mundo moderno realizando um filme polêmico que encerrou sua brilhante carreira de diretor.

http://www.youtube.com/watch?v=g7ldYO95S6c

SESSÃO ACCPA/IAP
"VERDADES E MENTIRAS"
CINECLUBE ALEXANDRINO MOREIRA
(AUDITÓRIO DO IAP - INSTITUTO DE ARTES DO PARÁ)
SEGUNDA-FEIRA DIA 28/11/12
HORÁRIO : 19 H
ENTRADA FRANCA
*APÓS O FILME, DEBATE ENTRE O PÚBLICO E CRÍTICOS DA ACCPA (ASSOCIAÇÃO DOS CRÍTICOS DE CINEMA DO PARÁ)

domingo, 20 de novembro de 2011

"A MORTE DO BOOKMAKER CHINÊS" NA SESSÃO ACCPA/SESC DIA 23/11/11



"A MORTE DO BOOKMAKER CHINÊS"
Original:The Killing of the Chinese Bookie-EUA,1976
Direção e roteiro de John Cassavettes
Elenco: Ben Gazzara,Timotyhy Carey,Seymour Cassel, Robert Phillips.
Argumento:Para pagar uma divida de jogo em um cassino,um homem é obrigado a matar um bookmaker chinês.
Importância: John Cassavettes firmou-se mais como diretor do que como ator (embora tivesse feito bons filmes). Sua obra é considerada autoral, desafiante do cinema que se fazia nos EUA em seu tempo. Este exemplar que levou dois anos para ser terminado é dos mais ilustrativos do cinema introspectivo do cineasta. Excelentes desempenhos e uma fotografia com câmera manual ajudam no resultado que mereceu elogios da critica.

SESSÃO ACCPA/SESC
"A MORTE DO BOOKMAKER CHINÊS"
CINE SESC BOULEVARD (SESC EM FRENTE A ESTAÇÃO DAS DOCAS)
QUARTA-FEIRA DIA 23/11/11
HORÁRIO : 19 H
ENTRADA FRANCA
INADEQUADO PARA MENORES DE 12 ANOS
PROGRAMAÇÃO : ACCPA (ASSOCIAÇÃO DOS CRÍTICOS DE CINEMA DO PARÁ)

sábado, 19 de novembro de 2011

CINE TROPPO - SEMANA DE 18 À 24/11/11

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estreias da semana são “Reféns” e “11.11.11”.
“Tio Boonmee que pode recordar suas vidas Passadas” ganhou a Palma de Ouro n festival de Cannes em 2010 e estava inédito em nossos cinemas. Dirigido por Apichatpong Weerasethakul, diretor tailandês que já era conhecido da crítica internacional, o filme é uma obra rara que vai mexer com o espectador. Sofrendo de insuficiência renal, Tio Boonmee (Thanapat Saisaymar) resolve passar os últimos dias de sua vida recolhido em uma casa perto da floresta, ao lado de entes queridos. Durante um jantar com a família, o espírito de sua esposa falecida aparece para ajudá-lo em sua jornada final. A eles se junta Boonsong, filho de Boonmee, que retorna após muito tempo metamorfoseado em outra forma de existência. Juntos, eles percorrerão o interior de uma caverna misteriosa, onde Boonmee nasceu em sua primeira vida.
O filme será exibido no cine Olympia a partir de 22/11.
“Amanhecer – Parte 1” é um dos filmes mais aguardados do ano pelos fãs da saga “Crepúsculo”. Na primeira parte deste capítulo final (a segunda parte será lançada em seis meses), a felicidade dos recém-casados Bella Swan (Kristen Stewart) e Edward Cullen (Robert Pattinson) é interrompida quando uma série de traições e desgraças ameaça destruir o mundo deles.Após seu casamento, Bella e Edward viajam para o Rio de Janeiro para sua lua-de-mel, onde finalmente cedem à paixão. Bella descobre que está grávida e, durante um parto quase fatal, Edward finalmente realiza seu desejo de tornar-se imortal. Mas a chegada da filha, Renesmee, coloca em movimento uma perigosa cadeia de eventos que encurrala os Cullen e seus aliados contra os Volturi, o conselho de líderes vampiros, , preparando o palco para uma batalha sangrenta. Curiosidade :Kristen Stewart e Robert Pattinson vieram ao Brasil filmar cenas do longa. Apesar do barulho dos fãs e o tumulto das filmagens, o Rio será o cenário para apenas cinco minutos da trama de “Amanhecer” que será lançado no Brasil uma semana antes da estreia norte-americana. Na França, o filme está previsto para ser lançado no dia 16 de Novembro, dois dias antes dos EUA. No elenco, Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Ashley Greene, Bryce Dallas Howard

QUADRO DE COTAÇÕES/ACCPA
FILMES MARCO MOREIRA/PEDRO VERIANO/LUZIA ÁLVARES
“Reféns” Fraco/Fraco/Fraco
------------------------------------------------------------------------
“Terra
de
Ninguém” Excelente/Excelente/Excelente
------------------------------------------------------------------------
“A Árvore
da
Vida” Excelente/Excelente/Excelente
------------------------------------------------------------------------
“Tio
Boonmie” Excelente/Razoável/ -
------------------------------------------------------------------------
“11.11.11” Fraco/Fraco/Fraco
------------------------------------------------------------------------
“A
Terra da
Lua
Partida” Excelente/Muito Bom/Muito Bom
------------------------------------------------------------------------

SUPERNOVAS
*O quarto longa da franquia “A Era do Gelo” chegará aos cinemas brasileiros duas semanas antes do lançamento nos Estados Unidos. A Fox Film do Brasil anunciou que a estreia do filme acontecerá no dia 26 de junho de 2012, enquanto que o circuito americano só receberá o filme a partir de 13 de julho.
*”W.E. - O Romance do Século”, mais novo longa dirigido por Madonna, acaba de ter seu lançamento adiado nos cinemas norte-americanos. A produção entraria em cartaz no próximo dia 9 de dezembro, mas será lançado dia 3 de fevereiro de 2012. Curiosamente, esta é a data agendada para a estreia no Brasil, mas é provável que esta também seja alterada.
*Após a desistência de do ator Eddie Murphy em apresentar o “Oscar”, iniciou-se uma campanha nas redes sociais para que os Muppets fossem escolhidos para a função em 2012 mais no final, o escolhido foi o ator Billy Crystal (Harry e Sally) que já apresentou o prêmio outras vezes.
*O próximo Prêmio Cecil B. DeMille, entregue anualmente a uma personalidade do cinema em reconhecimento ao seu trabalho na sétima arte, será do ator Morgan Freeman que receberá a premiação durante a cerimônia do Globo de Ouro 2012.Freemann foi agraciado com o Globo de Ouro apenas uma vez, como melhor ator em comédia/musical por “Conduzindo Miss Daisy”.
*Stephen King é um dos autores mais requisitados por Hollywood e vários de seus livros e contos já ganharam adaptações para o cinema. Em 2012, mais uma obra de sua autoria ganhará as telonas.Trata-se de “Rose Madder”, adaptação de livro homônimo publicado por King em 1995. A história é focada em uma mulher que pode viajar através de pinturas e utiliza seu dom para escapar do marido violento.
* O Amazônia Doc., que este ano registrou sua terceira edição, foi realizado com sucesso no Cine Olympia. Tive a oportunidade de ver os filmes da mostra competitiva e fiquei muito satisfeito com o trabalho de muitos diretores. O grande premiado deste ano do festival foi “Sem Ti Contigo”(foto), produção da Venezuela que ganhou o prêmio de melhor filme do júri oficial. “A Terra da Lua Partida” de Marco Negrão ganhou o prêmio da crítica (da ACCPA – Associação dos Críticos de Cinema do Pará) e do público. Já “Matinta” de Fernando Segtowick ganhou os prêmios de melhor curta do júri oficial, crítica (ACCPA) e público. Parabéns aos realizadores do festival e que ano que vem tenhamos a quarta edição.
* O filme de abertura do Amazônia Doc 3 foi “Eu receberia as Piores Notícias de seus Lindos Lábios” de Beto Brant e Renato Ciasca, que agradou o público presente no primeiro dia do festival. O filme foi parcialmente filmado em Santarém e deverá ser lançado nacionalmente somente em de março de 2012.
* Ainda Amazônia Doc 3 : junto com o crítico de cinema do jornal “O Globo”, Rodrigo Fonseca, realizei durante o festival um debate sobre os caminhos do cinema nacional no cine Olympia.Agradeço ao amigo Rodrigo Fonseca e aos realizadores do festival, a oportunidade de fazer um debate de alto nível com um assunto tão atual e importante.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

AGENDA
* Cineclube Alexandrino Moreira: O cineclube, em parceria com a ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) exibirá dia 28/11, “Verdades e Mentiras” de Orson Welles. É o último filme dirigido pelo grande mestre que realizou “Cidadão Kane” em 1941. O filme será exibido com entrada franca com o já tradicional debate após a exibição entre o público presente e os críticos da ACCPA.
* Cine Olympia: O cinema Olympia exibiu durante toda esta semana uma retrospectiva do melhores filmes do Amazônia Doc. 3 com sessão às 18:30 h e entrada franca.Hoje será exibido o curta “Matinta” de Fernando Segtowick e o longa “A Terra da Lua Partida” de Marcos Negrão que ganhou os prêmios de melhor filme pela crítica e público do festival. A partir do dia 22/11, será lançado no cine Olympia o excelente “Tio Boonmee que pode Recordar suas Vidas Passadas”, filme que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes ano passado.
*Cine Líbero Luxardo : “A Árvore da Vida” de Terrence Malick é o grande destaque da semana, certamente um dos melhores filmes exibido este ano na cidade.A relação entre pai e filho de uma família comum, ao longo dos séculos, desde o Big Bang até o fim dos tempos, nos é mostrada em uma fabulosa viagem pela história da vida e seus mistérios.No elenco, Brad Pitt e Sean Penn.
*Cine Sesc/Boulevard : "Um Homem que Grita" de Mahamat-Saleh será exibido hoje (domingo) às 16h. O filme se passa na República do Chade. Adam, sessenta e poucos anos, é um ex-campeão de natação e trabalha na piscina de um hotel de luxo na cidade de N’Djamena. Quando investidores chineses compram o hotel, ele é forçado a se demitir para que seu filho Abde assuma a função e se sente humilhado. O país está à beira de uma guerra civil. Forças rebeldes atacam o governo, que pede para a população contribuir com o “esforço de guerra” enviando dinheiro ou um voluntário com idade para combater. Constantemente, o governo local cobra de Adam sua parte na contribuição. Mas ele não tem dinheiro, apenas um filho. Belo filme que merece ser visto. Entrada franca. O Cine Sesc Boulevard fica no Sesc Boulevard, em frente à Estação das Docas.
*Cine Estação : Em dezembro, será exibido "Melancholia", filme de Lars Von Trier com Kirstin Dust no elenco. Será o último filme a ser exibido este ano neste importante cinema alternativo da cidade.

terça-feira, 15 de novembro de 2011

"TIO BOONMEE" NO CINE OLYMPIA DE 22 À 27/11/11

"TIO BOONMEE QUE PODE RECORDAR SUAS VIDAS PASSADAS"
Título original: (Lung Boonmee Raluek Chat)
Lançamento: 2010 (Tailândia, Inglaterra)
Direção: Apichatpong Weerasethakul
Atores: Thanapat Saisaymar, Sakda Kaewbuadee, Jenjira Pongpas.
Duração: 114 min
Gênero: Drama
Sinopse : Sofrendo de insuficiência renal, Tio Boonmee (Thanapat Saisaymar) resolveu passar os últimos dias de sua vida recolhido em uma casa perto da floresta, ao lado de entes queridos. Durante um jantar com a família, o espírito de sua esposa falecida aparece para ajudá-lo em sua jornada final. A eles se junta Boonsong, filho de Boonmee, que retorna após muito tempo metamorfoseado em outra forma de existência. Juntos, eles percorrerão o interior de uma caverna misteriosa, onde Boonmee nasceu em sua primeira vida.
Premiações :
FESTIVAL DE CANNES : Palma de Ouro de Melhor Filme

CINE OLYMPIA
"TIO BOONMEE QUE PODE RECORDAR SUAS VIDAS PASSADAS"
DE 22 À 27/11/11
HORÁRIO : 18:30 H
ENTRADA FRANCA
INADEQUADO PARA MENORES DE 12 ANOS

"TERRA DE NINGUÉM" DE TERRENCE MALICK NA SESSÃO CULT DIA 18/11/11

"TERRA DE NINGUÉM"
Original: Badlands-EUA-1973
Direção e roteiro de Terrence Malick
Elenco: Martin Sheen, Sissy Spacek, Warren Oates, Ramon Bieri.
Sinopse : Kit Carruthers (Martin Sheen) é um jovem com problemas mentais aparentes, que mata o pai de Holly Sargis (Sissy Spacek), sua namorada de 15 anos, pois ele não aprovava o relacionamento deles. Depois disso, o casal foge junto para Montana, e no decorrer dessa fuga, Kit acaba matando mais pessoas, tornando-os um casal de criminosos famoso e caçado pela polícia de vários estados.
Importância Histórica: O roteiro foi inspirado no lendário matador Starkweather que aterrorizou a zona rural norte-americana nos anos 1950. É o primeiro longa-metragem de Malick, um diretor perfeccionista que em 40 anos fez apenas 6 filmes entre curtos e longos (há dois em andamento) incluindo a obra-prima “A Árvore da Vida”. Também um dos primeiros desempenhos notáveis de Martin Sheen entre 226 títulos no currículo. Malick e Sheen foram premiados no Festival de San Sebastian.
APÓS O FILME, DEBATE ENTRE CRÍTICOS DA ACCPA E O PÚBLICO PRESENTE.

SESSÃO ACCPA/CINE LÍBERO LUXARDO
SESSÃO CULT
"TERRA DE NINGUÉM"
SABÁDO DIA 19/11/11
HORÁRIO : 16 H
ENTRADA FRANCA
INADEQUADO PARA MENORES DE 12 ANOS
APOIO : ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará)

CINE TROPPO - SEMANA DE 11 À 17/11/11



CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estreias da semana são “Reféns” e “11.11.11”.
Em “Reféns”, Kyle (Nicolas Cage) e Sarah (Nicole Kidman) vivem em uma elegante e segura casa com todos os confortos modernos. Sua única filha, Avery (Liana Liberato) é uma adolescente linda mas ainda muito rebelde. Tudo está bem até o momento em que a casa é invadida por criminosos e a família é feita refém. Agora todos os segredos da família deverão ser revelados na luta contra os invasores. No elenco, Nicole Kidman e Nicolas Cage. A direção é de Joel Schumacher (Por Um Fio).
Em “11.11.11”, depois da trágica morte de sua esposa e filho, o famoso autor norte-americano Joseph Crone viaja dos Estados Unidos para Barcelona, para se reunir com seu irmão e seu pai no leito de morte, Richard. No entanto, o destino tem um plano diferente para Joseph. Ele começa a perceber acontecimentos estranhos e aparições constantes do número 11, o que rapidamente se transforma em obsessão. Isolado em um país estrangeiro, Sadie, Joseph logo percebe que 11/11/11 é mais do que apenas uma data, é um aviso. Curiosidade : a trama acompanha a crença norte-americana de que às 11 horas e 11 minutos do dia 11 do 11º mês, o décimo primeiro portão do céu irá se abrir, e uma força sobrenatural será liberada por 49 minutos.


QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
MARCO MOREIRA/PEDRO VERIANO/LUZIA ÁLVARES

“O Palhaço” Muito Bom/Razoável/Muito Bom
----------------------------------------------------------
“Tetro”
(DVD) Muito Bom/Bom/Bom
----------------------------------------------------------
“Gigante
de Aço” Razoável/Razoável/Bom
----------------------------------------------------------
“Contágio” Bom/Bom/Bom
----------------------------------------------------------
“O Baile”
(DVD) Excelente/Excelente/Excelente
----------------------------------------------------------
“Os
3
Mosqueteiros” Razoável/Razoável/Razoável
----------------------------------------------------------

SUPERNOVAS
*A atriz italiana Mônica Vitti, que completa 80 anos hoje, está sendo homenageada pelo 6° Festival Internacional de Cinema de Roma por ocasião da data.As oito décadas da artista, que é uma das mais populares do país, estão sendo recordadas com uma exposição de fotos sobre ela, além da exibição de seu único filme como diretora, "Scandalo segreto" (1989), que chegou a competir no Festival de Cannes no ano seguinte.A pedido da atriz e de seu marido, o fotógrafo Roberto Russo, não houve abertura oficial da exposição e a projeção não contou com a presença de grandes nomes da cinematografia mundial.Vitti saiu definitivamente das telas em 1992, ano em que começou a manifestar os primeiros sintomas do mal de Alzheimer. Sua última aparição pública foi em 1993, quando recebeu uma homenagem do Festival Internacional de Cinema de Mulheres de Créteil, na França. Desde aquela data, seu estado de saúde nunca mais foi divulgado.
*Serginho Groissman e Marina Person apresentaram os ganhadores do Troféu Bandeira Paulista, escolhidos pelo júri oficial do evento, e também os vencedores dos prêmios Humanidade / Leon Cakoff (dividido entre os cineastas Atom Egoyan e Mohsen Makhmalbaf), Itamaraty, Público e Canal Brasil. O prêmio do público de melhor documentário brasileiro ficou com os filmes Raul – o início, o fim e o meio, de Walter Carvalho e Vai-vai: 80 anos nas ruas, de Fernando Capuano. Na categoria de melhor longa de ficção brasileiro, o público escolheu Teus olhos meus, de Caio Sóh. Já o júri premiou Respirar, do austríaco Karl Markovics, como melhor filme, e Marathon Boy, de Gemma Atwal, como melhor documentário.
*Foi definido o calendário de filmagens de “Homem de Ferro 3”, que será dirigido por Shane Black ('Beijos e Tiros').As filmagens vão durar de maio de 2012 a janeiro de 2013, na Carolina do Norte. O filme está programado para ser lançado em 3 de maio de 2013, após a estreia de 'Thor', 'Capitão América' e 'Os Vingadores'.
*A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas divulgou os nomes de dezesseis animações pré-selecionadas para as vagas de Melhor Animação no Oscar 2012. A animação 'Rio', do animador brasileiro Carlos Saldanha, está entre os concorrentes. A premiação acontecerá em Los Angeles, EUA, no dia 26 de Fevereiro de 2012.
*A cultuada série de humor britânica 'Absolutely Fabulous' será adaptada aos cinemas.Jennifer Saunders, criadora e protagonista, foi contratada para roteirizar o longa-metragem. A estreia acontece em 2013.
* Confira o artigo excelente do crítico Arnaldo Prado Jr, sobre o filme “O Espantalho” com Al Pacino e Gene Hackman.
*Em entrevista ao Wall Street Journal, Ridley Scott voltou a falar sobre a sequência de 'Blade Runner - O Caçador de Androides'.Ele revelou que vai se dedicar a este projeto assim que finalizar as filmagens de 'Prometheus'. Scott voltou a afirmar que o longa será uma sequência, mas ninguém do elenco original retorna. E mais uma vez disse que Harrison Ford não está ligado, de maneira alguma, ao filme.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

DVD/Crítica
“O Espantalho”
Gene Hackman e Al Pacino são fundamentais no filme O Espantalho (Scarecrow, EUA, 1973), dirigido por Jerry Schatzberg, escrito por Garry Michael White e com direção de fotografia de Vilmos Zsigmond. Max Millan (Gene Hackman) aparece logo na primeira cena, descendo de um terreno elevado, poucas árvores, o céu é cinza. Vem longe, carrega uma maleta. Francis Lionel ‘Lion’ Delbucci (Al Pacino) o observa da estrada. Ao se aproximarem, Francis tenta conversar, mas Max não liga. Francis carrega uma pequena caixa branca com um enfeite vermelho, tipo uma flor, e um pequeno saco de viagem. O entendimento entre eles começou quando Francis ofereceu a Max o último palito de fósforo que tinha para acender um charuto, pois o isqueiro de Max não funcionava. Max havia saído da prisão, economizou dinheiro e pretendia abrir um negócio em Pittsburg, um lava carros. Convida Francis para se associar a ele. O convite é aceito, mas antes Francis tem que ir até Detroit. Max também fará uma parada, em Denver para ver a irmã Coley (Dorothy Tristan). Francis esteve vagando, pelo mar, durante cinco anos. Max preso em Quentin, seis anos. Francis está levando um pequeno abajur (uma lâmpada em uma caixa), presente para o filho, criança que ele não conhece, não sabe se é menino ou menina, deixou a mulher antes do nascimento. Ele mandava dinheiro para o filho, não era muito, mas ajudava. Max não tinha filhos, não confia em nada, e é capaz de enfrentar um elefante; tinha tudo planejado para o lava-carros e exigia lealdade do sócio senão chutaria o traseiro dele.
Depois de conversarem em um bar, pegam um trem de carga, arranjam um emprego, logo entram numa briga e são atirados porta à fora do local de trabalho. Francis fala do Scarecrow, mas antes repreende o companheiro: “- Você não tem que bater nas pessoas. Não se você as faz rir.” “- Sim, claro.” “- Max? Sabe a história dos espantalhos?” “- Não.” A teoria de Francis pode ser resumida em poucas palavras: os corvos acham engraçados os espantalhos colocados pelos fazendeiros e riem; na verdade, os fazendeiros fazem os corvos rirem para que eles os deixem em paz.
Max não se conforma com a passividade de Francis com uma freira que bateu injustamente nas mãos dele em um colégio católico embora ele estivesse inocente da acusação de estar conversando em aula. Em um bar, Max volta a provocar Francis: “- E o que você vai fazer quando sua mulher lhe encher de porradas com a sua lâmpada lá em Detroit?” “- Bem, eu a farei rir.” “- Você a fará rir?”[...] “- As pessoas não se irritam com quem as fazem rir.” “- Então a fará rir?” “- Claro.”
A partir da chegada à casa da irmã de Max, novos personagens vão permitir a ampliação do contexto humano, enriquecendo o campo de análise e tornando mais dinâmica a narrativa. Em um departamento correcional acontecem os momentos de maior violência física. Francis é espancado com fúria por um detento e Max, em contrapartida, surra o agressor, também violentamente.
Em conversa em um bar, nota-se uma mudança significativa no comportamento de Francis. De concordante e, até submisso, ele começa a criticar o companheiro. E Max também vai mudar. Na iminência de perder o amigo por causa de nova briga, Max desiste do confronto e dá um verdadeiro espetáculo no bar. Ele troca a violência pela alegria, causa riso. Novamente em um vagão de trem de carga, Max, alegre, diz ao amigo que em frente ao lava-carros terão um espantalho.Finalmente chegam em frente da casa da ex-mulher de Francis. Ele não se sente bem, acham melhor telefonar.
Francis faz a ligação, há um corte da cena na cabine telefônica e a câmera enfoca compartimentos internos de uma casa; um garotinho brinca no chão. O telefone toca. Ao longe está uma mulher. “- Mamãe. [o garoto amarrava o sapato, levanta-se, vai em direção ao telefone, mas a mulher, correndo antecipa-se, o garoto recua, ela atende] Resumindo o final da conversa: a mulher diz para Francis que a criança não nasceu porque ela foi abandonada, abortou após uma queda com oito meses de gravidez, era um menino, nunca foi batizado, não pôde entrar no céu...
Ao sair da cabine telefônica Francis diz para Max que o filho é um menino, e de fato é, mas a mulher mentira, ele finge alegria, mostra-se exuberante. Eles pegam os pertences, mas a caixa com enfeite vermelho, tipo uma flor, com o abajur, o presente que seria para o filho, fica em cima de um automóvel.Em uma praça, Francis brinca com crianças; Max está um pouco distante. O drama/tragédia de Francis Lionel “Lion” Delbuchi vai chegar ao clímax: ele vai enlouquecer. Ao simular a leitura da sorte das crianças, aparecem os primeiros desequilíbrios e depois, incorporando o pirata Long John Silver, personagem do livro A Ilha do Tesouro. Francis desaba. É a transformação de um jovem alegre e brincalhão em um pirata sanguinário e em um homem amargurado, destruído. Francis desmaia, Max o segura. No hospital, Max, definitivamente, explicita a profunda amizade que tem por Francis; só que, de fato, o amigo enlouqueceu. E a vida continua: Max irá a Pittsburg buscar o dinheiro reservado para o lava carros para cuidar do amigo Francis. E fica a pergunta: a perversidade derrotou a alegria?
Em Scarecrow, Jerry Schatzberg é detalhista, cuidadoso, firme e convincente; as situações apresentadas vão da violência ao carinho, da exacerbação de sentimentos à descrição de ambientes com função semântica, sem maneirismos, valorizada pela fotografia como elemento integrador. O filme é sentimental sem ser piegas, tem até momentos de comédia muito bem inseridos, é violento, mas em função de um objetivo construtivo, é sutil e, ao mesmo tempo, direto, pode ser apaixonante.( Arnaldo Prado Junior)

AGENDA
* Cineclube Alexandrino Moreira: O cineclube, em parceria com a ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) exibirá dia 28/11, “Verdades e Mentiras” de Orson Welles. É o último filme dirigido pelo grande mestre que realizou “Cidadão Kane” em 1941. O filme será exibido com entrada franca com o já tradicional debate após a exibição entre o público presente e os críticos da ACCPA.
* Cine Olympia: O cinema Olympia exibe durante toda esta semana uma retrospectiva do melhores filmes do Amazônia Doc. 3 com sessão às 18:30 h e entrada franca.Para acompanhar toda a programação do Amazônia Doc, acesse o site www.amazoniadoc.com.br. A partir do dia 22/11, será lançado no cine Olympia o excelente “Tio Boonmee que pode Recordar suas Vidas Passadas”, filme que ganhou a Palma de Ouro no Festival de Cannes ano passado. Imperdível.
*Cine Estação : Volta ao cartaz o belíssimo filme “A Árvore da Vida” de Terrence Malick, certamente um dos melhores filmes exibido este ano na cidade.A relação entre pai e filho de uma família comum, ao longo dos séculos, desde o Big Bang até o fim dos tempos, nos é mostrada em uma fabulosa viagem pela história da vida e seus mistérios.
o filme será exibido nas seguintes datas : 09 (quarta): às 18h e 20h30
10 (quinta): às 18h e 20h30,13 (domingo): às 10h, 18h e 20h30
16 (quarta): 18h e 20h30 e 17 (quinta): 18h e 20h30

domingo, 6 de novembro de 2011

CINE TROPPO - SEMANA DE 04 À 10/11/11


CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estreias da semana são “O Preço do Amanhã”, “A Casa dos Sonhos” e “Terror na Água”(3D).
“O Preço do Amanhã' se passa em um futuro não muito distante, onde a ciência descobriu um processo que interrompe o envelhecimento aos 25 anos. Com os ricos se tornando belos imortais, o resto da humanidade terá de lutar para sobreviver. No meio desta guerra, um pobre assassina um rico, e leva a personagem de Seyfried como refém. Eles acabam descobrindo que o amor é mais poderoso que a imortalidade.No elenco, Justin Timberlake, Amanda Seyfried, Cillian Murphy.
Em “A Casa dos Sonhos”, o editor Will Atenton (Craig) deixa seu emprego de importante executivo em Manhattan e se muda com a esposa e duas filhas para uma cidade da Nova Inglaterra. Mas, à medida que vão se adaptando à sua nova vida, eles descobrem que sua nova casa foi o local do assassinato de uma mãe e seus filhos. E a cidade inteira acredita que foi pelas mãos do marido que sobreviveu. Quando Will investiga, ele não tem certeza se está começando a ver fantasmas ou se a história trágica está chegando perto demais da sua casa. Suas únicas pistas vêm de Ann Paterson (Watts), uma misteriosa vizinha que conhecia os que foram assassinados a tiros. E ao juntar as peças do sinistro quebra-cabeça, Will e Ann precisam descobrir quem matou a família que morou na casa dos sonhos de Will, antes que o criminoso volte para matar outra vez. No elenco, Daniel Craig, Rachel Weizs e Naomi Wats.
“Terror na Água” é mais um filme de terror em 3D que chega aos cinemas. Produzido pela Walt Disney e com um orçamento de mais de 25 milhões de dólares, o filme mostra como um fim de semana no lago se transforma em um sangrento pesadelo para um grupo de universitários.

QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
FILMES MARCO MOREIRA PEDRO VERIANO LUZIA ÁLVARES
“O Palhaço” Muito Bom/Razoável/Muito Bom
--------------------------------------------------------------------
“Tetro”
(DVD) Muito Bom/Bom/Bom
--------------------------------------------------------------------
“Gigante
de Aço” Razoável Razoável Bom
--------------------------------------------------------------------
“Contágio” Bom/Bom/Bom
--------------------------------------------------------------------
“O Baile”
(DVD) Excelente/Excelente/Excelente
--------------------------------------------------------------------
“Os 3
Mosqueteiros” Razoável/Razoável/Razoável
---------------------------------------------------------------------

SUPERNOVAS
*“Histórias que só existem quando Lembradas”(foto), primeiro longa-metragem de Júlia Murat, recebeu o prêmio de melhor filme da mostra Novos Horizontes no Festival de Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes. O festival, distribuiu prêmios em dinheiro nas categorias principais – e o vencedor da mostra Novos Horizontes recebeu US$ 100 mil. Segundo o site do festival, a decisão do júri,presidido pelo cineasta iraniano Bahman Ghobadi (Tempo de Embebedar Cavalos/ As Tartarugas podem Voar) foi unânime. Além disso, Sônia Guedes, a protagonista do filme, dividiu o prêmio de melhor atriz com Memona Mohamed (Tears of Sand). Na competição de “filmes narrativos”, o vencedor foi “Chicken With Plums”, de Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud (novo filme da dupla de “Persepolis”). Entre os documentários, o prêmio de melhor filme foi para “Position Among the Stars” de Leonard Retel Helmrich.
*Os irmãos Joel e Ethan Coen deram partida à pré-produção de seu mais novo longa-metragem, “Inside Llewyn Davis”, que terá no elenco a britânica Carey Mulligan (Educação) e o novato Oscar Isaac. O filme fala de um jovem músico que busca o sucesso no cenário musical de Nova York dos anos 1960. A produção será cofinanciada pelo StudioCanal, que também será o responsável pelas vendas internacionais e pela
distribuição na França.
*O cineasta português Manoel de Oliveira, 102 anos, terminou de filmar seu mais novo longa-metragem:”Gebo et l’ombre”. A estreia na França está marcada para 5 de setembro do ano que vem. No elenco estão três atores veteranos: Jeanne Moreau, Claudia Cardinale e Michael Lonsdale.
*Em dezembro, na sua última programação do ano, o Cine Estação vai exibir “Melancholia”, elogiado filme do diretor dinamarquês Lars Von Trier (Anticristo/Dogville). No elenco, Kristin Dunst e Kiefer Sutherland.
*”Somos tão Jovens”, cinebiografia do músico Renato Russo dirigida por Antonio Carlos da Fontoura, ganhou data de estreia. Com distribuição da Imagem, o filme chega aos cinemas no dia 20 de julho do ano que vem. No elenco estão Thiago Mendonça, no papel do vocalista do Legião Urbana, e ainda Julia Lemmertz, Marjorie Estiano e Marco Ricca.
*Com lançamento no Brasil marcado para 20/01/2012, “As Aventuras de Tintim – O Segredo do Licorne” entrou em cartaz em alguns países. O filme, que marca a primeira experiência de Steven Spielberg com as técnicas de motion capture e o novo 3D digital, foi viabilizado graças a uma joint venture entre Paramount e Sony, que repartiram os direitos de distribuição no mundo. * A rede Moviecom Cinemas já tem 3 salas de cinema em Belém com o moderno sistema de som 7.1 surround que realmente impressiona pela qualidade e potência. Além disso, o Moviecom está fazendo melhorias nas suas salas do Pátio Belém, instalando também uma tela de cinema de grandes medidas numa salas do Moviecom Castanheira. Vale a pena o público local conferir estas modificações.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

AMAZÔNIA DOC 3
Começou Dia 05/11 e prossegue até o dia 11/11 no Cine Olympia, a terceira edição do festival Amazônia Doc., criado pela produtora Zienhe Castro. Como entusiasta de festivais, este ano mais uma vez participei do comitê de pré-seleção do festival que teve mais de 200 filmes inscritos. Entre tantos filmes vistos, várias produções brasileiras foram selecionadas incluindo dois curtas paraenses : “Matinta” de FernandoSegtowick e “Ribeirinhos do Asfalto” de Jorane Castro. Por isso, pela qualidade dos filmes e pela quantidade de filmes inscritos é que vejo a necessidade de se valorizar este evento que é cada vez mais importante para o calendário cinematográfico da cidade. Além de permitir que sejam exibidos filmes que dificilmente chegariam aos nossos cinemas, o festival permite a interação entre os cinemaníacos locais através de mostras e oficinas de alto nível, tudo absolutamente gratuito. Na terra onde tudo já teve, o Amazônia Doc chega a sua terceira edição com mais experiência e com mais importância, inclusive internacional. Confira a programação, as mostras, as oficinas e tudo o que o festival oferece. Animado com esta terceira edição, publico hoje texto que elaborei para a produção do festival, como presidente do comitê de pré-seleção do festival :
“A maior virtude de um festival de cinema é o poder de mostrar ao público a diversidade, a criatividade e o talento de quem procura fazer um cinema com uma visão diferenciada. Fugindo das regras de distribuição nacionais e internacionais, os realizadores buscam nos festivais o seu objetivo inicial que é conseguir que seu trabalho seja visto, reconhecido, criticado e/ou elogiado. Os filmes foram feitos para serem vistos mais muitas vezes a regras de distribuição do mercado de cinema preferem dar mais evidência a um tipo de cinema que muitas vezes já está saturado, velho, ultrapassado. Sendo assim, nos festivais encontramos filmes com temáticas sociais, econômicas, políticas e qualquer outro assunto tão regional e ao mesmo tempo tão universal que podem e devem ser exibidos para um público sempre crescente por bons filmes e novas propostas cinematográficas. Por isso, é cada vez mais importante que sejam realizados festivais como o Amazônia Doc.
Este ano, a seleção dos filmes para a terceira edição do Amazônia Doc., foi intensa, difícil e complexa. Mais de 200 filmes foram inscritos, exigindo muita atenção e avaliação da comissão de pré-seleção do festival que teve a participação dos críticos Pedro Veriano, Luzia Miranda Álvares, Arnaldo Prado Jr., Marco Antonio Moreira, Dedé Mesquita e Felipe Pamplona. Os critérios de avaliação de cada um, evidenciando a qualidade de todos os filmes vistos, permitiram que no final fossem selecionados títulos que de alguma forma refletem os caminhos do cinema feito hoje na pan-amazônia com sua diversidade de problemas, crises, soluções e conclusões que certamente poderão ser entendidos por todos através de uma linguagem universal que o cinema oferece e estimula.
Os filmes em documentário e em ficção selecionados chegarão ao público nesta terceira edição do festival confirmando a feliz tendência de se valorizar o cinema autoral. Um tipo de cinema onde o diretor é quem decide como e o que quer dizer. Independente das tendências do mercado, das estatísticas, aqui o diretor é o autor do filme e usa como quer o poder do cinema para registrar histórias reais e/ou imaginárias. Mostrando o contínuo crescimento da produção em diversos países vizinhos, nesta edição teremos filmes produzidos no Brasil, Equador, Venezuela e Bolívia. Em particular, dentro dos filmes brasileiros selecionados, temos duas produções paraenses, “Ribeirinhos do Asfalto” de Jorane Castro e “Matinta” de Fernando Sgtowick, confirmando a crescente qualidade da produção de filmes em nosso estado.
Depois de ver os filmes enviados para o festival, como “A Terra da Luz Partida” (foto), entendo mais do que nunca que o cinema pode registrar uma verdade no documentário ou ser uma grande mentira, através de suas histórias inventadas e imaginadas, mas sendo verdade ou mentira, o cinema transforma, senão o mundo, o mundo de uma pessoa. E essa é a idéia central de um festival como o Amazônia Doc. Exibir filmes que possam transformar as pessoas através do poder do cinema. Felizmente, a sétima arte se renova a cada ano, revelando novos diretores que querem participar deste processo de transformação que não deve terminar nunca. Aqui, hoje, estamos apenas começando. E que venha a quarta edição do Amazônia Doc.Bom festival à todos !
Marco Antonio Moreira Carvalho

AGENDA
* Cineclube Alexandrino Moreira: O cineclube, em parceria com a ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) exibirá dia 28/11, “Verdades e Mentiras” de Orson Welles. É o último filme dirigido pelo grande mestre que realizou “Cidadão Kane” em 1941. O filme será exibido com entrada franca com o já tradicional debate após a exibição entre o público presente e os críticos da ACCPA.
* Cine Olympia: O cinema Olympia está exibindo a mostra competitiva da terceira edição do Amazônia Doc. .Confira a programação de hoje :
Sessão Especial - 17h “Uma Longa Viagem” (Lúcia Murat, Brasil, 2011, Ficção, 97’)
Mostra Competitiva - 19h : Curtas: Cine Câmelo (Clarissa Knoll, Brasil, 2011, Doc, 15'), Kinopoéticas - Katari Kamina (Pedro Dantas, 2011, Doc, 15'), Crônicas de uma Morte Anunciada (Ivan Canabrava, Brasil, 2011, Doc, 06'), A Dança do Tempo (Christian Spencer, Brasil, 2011, Doc, 23'). Longa-Metragem : Morada (Joana Oliveira, Brasil, 2010, Doc, 78')
Para acompanhar toda a programação do Amazônia Doc, acesse o site www.amazoniadoc.com.br
*Cine Líbero Luxardo: “Taxi Driver” de Martin Scorsese, será exibido hoje em comemoração dos 35 anos de lançamento do filme que é considerado um dos grandes momentos do cinema. A entrada é franca. A partir do dia 07/11, dentro da programação da terceira edição do Amazônia Doc., inicia a mostra tributo a Adrin Cowell, cineasta que é considerado o maior documentarista da Amazônia. Falecido no último dia 10 de outubro, em Londres, Cowell deixou um legado de 50 anos de imagens e histórias da maior floresta tropical úmida do mundo. A programação será exibida às 19h com entrada franca.
*Cine Estação : A partir de quarta-feira, volta a ser exibido no circuito o excelente "A Árvore da Vida" de Terrence Malick com Brad Pitt e Sean Penn, um dos grandes filmes deste ano.

Cine Troppo - De 09 a 15/07/20