domingo, 27 de fevereiro de 2011

CINE TROPPO - SEMANA DE 25/02 À 03/03/11

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho

Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, a estréia da semana é “Bruna Surfistinha”, “Desconhecido” e “Never Say Never”.
“Bruna Surfistinha” tem o roteiro escrito por Karim Aïnouz (Madame Satã/O Céu de Suely) e é baseado no livro “O Doce Veneno do Escorpião”. Pouco antes de fazer 18 anos, Bruna Surfistinha fugiu de casa para se tornar uma garota de programa. Passou 3 anos recebendo em sua cama homens (e mulheres) diferentes e satisfazendo fantasias muitas vezes inconfessáveis. Parte das experiências sexuais e pessoais ela dividiu com os leitores de seu blog. O diário se tornou conhecido e rendeu fama repentina à sua autora. O longa é dirigido pelo publicitário Marcos Baldini, que colheu depoimentos de Bruna (seu nome real é Raquel Pacheco) para o filme. No elenco, Deborah Secco, Cássio Gabus Mendes, Drica Moraes, Cristina Lago, Fabiula Nascimento, Danielle Winits
“Desconhecido” tem Liam Neeson (A Lista de Schindler/Busca Implacável) como protagonista. Em 'Desconhecido', o Dr. Martin Harris (Liam Neeson) acorda após um acidente de carro em Berlim e descobre que sua esposa (January Jones) não o reconhece e que outro homem (Aidan Quinn) assumiu sua identidade. Ignorado por autoridades incrédulas e caçado por assassinos misteriosos, ele se vê sozinho, cansado e sempre em fuga. Auxiliado por uma aliada improvável (Diane Kruger), Martin mergulha de cabeça em um mistério mortal que vai obrigá-lo a questionar sua sanidade, sua identidade e até onde ele está disposto a ir para descobrir a verdade. O filme é baseado no romance “Out of My Head” de Didier van Cauwelaert
“Never Say Never” mostra a rápida ascensão do cantor. Justin Drew Bieber que teve suas apresentações vistas no Youtube por Scooter Braun, que eventualmente se tornou seu agente. Braun levou Bieber para Atlanta, para conversar com o cantor Usher e logo ele assinou um contrato com a Island Records, onde começou sua carreira profissional se tornando um astro em pouco tempo. O longa foi filmado em 3D, com direção de Jon Chu.

QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
MARCO MOREIRA/PEDRO VERIANO/LUZIA ÁLVARES

“Cisne Negro” Excelente/Bom/Muito Bom
----------------------------------------------------------------
“O Discurso
do Rei” Excelente Excelente Excelente
----------------------------------------------------------------
“Bravura
Indomita” Excelente/Muito Bom/Muito Bom
----------------------------------------------------------------
“Um Amor
tão Frágil”
(DVD) Excelente/Excelente/Excelente
----------------------------------------------------------------
“O Bem
Amado”
(DVD) Razoável Fraco Fraco
----------------------------------------------------------------
“A Mulher
Infiel”
(DVD) Muito Bom Excelente Excelente
----------------------------------------------------------------

SUPERNOVAS
*A distribuidora Imovision foi às compras no mercado do Festival de Berlim e garantiu os direitos de lançamento no Brasil de 13 novos filmes – incluindo três destaques da seleção oficial: Nader and Smin – A Separation, de Asghar Farhadi (de Procurando Elly), que recebeu o Urso de Ouro de melhor filme e os prêmios de melhor ator e atriz; o alemão If Not Us, Who?, de Andres Veiel, que ganhou o prêmio Alfred Bauer, dado ao filme mais inovador da competição; e Pina, documentário em 3D dirigido por Wim Wenders sobre a companhia da coreógrafa Pina Bausch. A distribuidora também comprou três filmes atualmente em pós-produção cotados para o próximo Festival de Cannes: Un été brûlant, do francês Philippe Garrel (Amantes constantes); I Wish, do japonês Hirozaku Koreeda; e Le gamin au vélo, dos irmãos belgas Jean-Luc e Pierre Dardenne. Para completar, quatro filmes ainda em fase de pré-produção também entraram no pacote da Imovision: Amour, que marca a nova colaboração de Michael Haneke (A fita branca) com a atriz Isabelle Huppert; The End, próximo filme de Abbas Kiarostami, que será filmado no Japão; Fox Fire, de Laurent Cantet (o mesmo de Entre os muros da escola); e Something in the Air, de Olivier Assayas.
*A Playarte adquiriu em Berlim os direitos de distribuição para a América Latina de W.E., segundo filme dirigido pela cantora Madonna. O longa teve uma disputada exibição de 30 minutos no Festival de Berlim, exclusiva para profissionais do mercado. W.E. narra duas história de amor paralelas em períodos históricos distintos, uma entre o rei Eduardo VIII da Inglaterra e a americana Wallis Simpson e outra ambientada nos dias de hoje, entre uma mulher casada e um agente de segurança russo. O filme ainda não tem data de lançamento prevista.
*Inicialmente nas mãos da Sony Pictures, a distribuição mundial de Hugo Cabret, primeiro filme em 3D do diretor Martin Scorsese, passou para as mãos da Paramount Pictures. Com a novidade, a estreia do filme foi antecipada para 23 de novembro, véspera do feriado de Ação de Graças no território americano. O longa, que tem produção de Johnny Depp e do próprio Scorsese, é baseado no livro infantil de Brian Selznick, ambientado na Paris dos anos 30, e traz no elenco Ben Kingsley, Sacha Baron Cohen, Chloe Moretz e Jude Law.
*A ACCPA(Associação de Críticos de Cinema do Pará) tem mais duas parcerias para suas ações este ano : o Cine Sesc Boulevard, com exibições de filmes toda quinta-feira às 19h no Sesc Boulevard, e o Cine Guamá (da Universidade Federal do Pará com exibição de filmes mensalmente no campus da UFPa. Aguarde em breve maiores informações.
*A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) agora tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br .No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..Confira!
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

Cinema/Crítica
“Bravura Indomita” de Ethan e Joel Cohen. Com Jeff Bridgesm Matt Damon e Haille Steinfield.
Pela constante qualidade de seus filmes, é dificil definir a importância do cinema dos irmãos Cohen no cinema americano. Desde seu primeiro filme, “Gosto de Sangue”, somos surpreendidos com temas e narrativas absolutamente próprias destes dois irmãos que sempre trabalharam juntos e que em “Onde os Fracos não tem Vez” alcançaram um patamar raro de inteligência e sensibilidade. Por isso, seus filmes são extremamente esperados por quem acompanha suas carreiras, como eu. “Bravura Indomita” é mais uma vez um grande momento. Baseado no livro que já originou um filme estrelado por John Wayne e dirigido pelo veterano Henry Hathaway em 1969, os irmãos Cohen constroem um filme rico de temas, personagens e desfechos na aparentemente simples história de uma menina que quer a vingança da morte de seu pai. Nos filmes dos irmãos Cohen, nada é o que parece. “Bravura Indomita” não é um simples western, mas sim um filme sobre o amadurecimento, sobre a transformação, sobre o crescimento de um personagem que vê o mundo de uma forma simples, como adolescente, e que entra numa odisséia sem volta no mundo dos adultos, onde a violência impera e a palavra pouco vale. Aqui, vemos a jovem Mattie Ross querendo vingar a morte de seu pai, contratando um xerife experiente mais cansado do velho jogo de sobrevivência. Inicialmente sem intenção, o personagem do xerife Reuben (interpretado magnificamente por Jeff Bridges) acaba aceitando a proposta e acaba sendo o elo entre o mundo adolescente de Mattie e o mundo real que ela vai testemunhar na busca pela sua vingança. Neste sentido, os irmãos Cohen são precisos na construção destes dos personagens, determinando logo nos primeiros 15 minutos do filme as suas características. Reuben é um homem cansado, sofrido que já desistiu de seus valores. Mattie, é uma jovem em busca de um sentido, a partir de vingança à morte de seu pai. Mas até que ponto um irá transformar/mudar/evoluir a personalidade do outro? Na busca, outro personagem, vivido por Matt Damon, é quase o oposto do xerife. É focado, centrado, lógico, racional. Parecido com Mattie, mas é no xerife que ela se espelha, com todas as suas imperfeições. Na evolução da vingança, Matiie é testemunha da crueldade, maldade, bondade, indiferença dos homens e também da própria indiferença em lidar com tudo isso. Mas ao efetivar sua vingança, Mattie e os outros personagens de alguma forma não serão mais os mesmos. O mundo mudou. Estes personagens mudaram. E Mattie não é mais a mesma. Com um final poético, esperançoso mais ao mesmo tempo frio e distante, “Bravura Indomita” amplia seu tema. Não é apenas um western, ou um filme sobre o amadurecimento. É um filme moderno sobre os dias de hoje, com personagens que existem aqui e agora. Insensíveis, distantes, à procura, sem sentido. O xerife e Mattie são dois lados de uma moeda que gira e não sabe que lado vai ser: cara ou coroa. E por isso mesmo, se completam. Por isso, no final Mattie vai em busca do xerife, já adulta. Afinal, ele é seu elo com o mundo que ela perdeu quando jovem e que agora, tem que encarar, de forma tão insensível e cruel quanto este mundo é. “Bravura Indomita” já é um clássico. É um filme dos irmãos Cohen. E isto não é pouca coisa dentro do cinema americano. A fantástica atuação de Haille Steinfield como Mattie e a direção genial dos Cohen, com sequências antológicas em todo o filme, são inesquecíveis. “Bravura Indomita” é cinema, no seu mais alto momento. Não deixe de ver.

HOJE É DIA DE “OSCAR”
Quem será o grande vencedor do “Oscar” este ano ? “A Rede Social” pode ser o grande ganhador mais “O Discurso do Rei” tem chances. Natalie Portman por “Cine Negro” é a favorita mais Annete Bening por “Minhas Mães e meu Pai” pode ganhar. David Fincher pode ser o melhor diretor mas os irmãos Cohen podem surpreender. E o que dizer das outras categorias? Este ano, mais uma vez, o “Oscar” tem filmes de boa qualidade como indicados. Por isso, tudo pode acontecer que dificilmente algum prêmio não será merecido. Realmente, mais do que nunca, o cinema americano está cada vez melhor, abrindo espaço para o cinema independente e para novos talentos. É claro que o “Oscar” tem um histórico de injustiças e aberrações mas tudo indica que no “Oscar” 2011, a qualidade está à serviço de Hollywood. Que bom! Vamos ver o que acontece e na semana que vem, estaremos comentando aqui.Meus favoritos : “A Rede Social”(melhor filme), Irmãos Cohen (melhor direção – “Bravura Indomita), Natalie Portman (melhor atriz – “Cisne Negro), Colin Firth (melhor ator – “O Discurso do Rei), “Toy Story 3”(melhor animação), “A Origem”(melhor roteiro original), Christian Bale (melhor ator coadjuvante – “O Vencedor”) e Haille Steinfield (melhor atriz coadjuvante – “Bravura Indomita”).Lembrando que como o “Oscar” é um prêmio da indústria americana ao cinema americano, façam suas apostas. E que venha o Festival de Cannes com sua variedade de filmes e nacionalidades.....

AGENDA
- Cine Olympia: Continua a mostra de filmes do diretor Carlos Nader com entrada franca às 18:30 h. Hoje é o último dia de exibição do curta-metragem “Concepção” (curta-metragem), “Trovoada”(curta-metragem) e “Preto e branco” (longa-metragem). Neste filme, episódicas relações raciais entre cidadãos comuns da cidade de São Paulo levantam questões pouco discutidas sobre o modelo racial brasileiro.Na sessão Fantasia, que tem o apoio da ACCPA, será exibido hoje a clássica comédia com o Gordo e o Magro, “A Bomba” com entrada franca.Confira.
-Cine Líbero Luxardo: Hoje é o último dia de exibição da Mostra de filmes do “Oscar” com o filme “A Malvada” de Joseph L. Mankiewicz (EUA/1950) com Bette Davis no elenco. Na noite de entrega do prêmio Sarah Siddons, todas as atenções se voltam para Eve Harrington (Anne Baxter). Utilizando o flashback, a vida de Eve é revelada, desde quando conheceu e foi contratada como secretária de Margo Channing (Bette Davis), uma grande estrela da Broadway, até ela mesma alcançar o estrelato. Oscar de Melhor Filme, Melhor Direção, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Ator Coadjuvante (George Sanders), Melhor Figurino e de Melhores Efeitos Sonoros. O filme será exibido às 19h A mostra tem o apoio da ACCPA.

domingo, 20 de fevereiro de 2011

CINE TROPPO - SEMANA DE 18 À 24/02/11

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho

Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, a estréia da semana é “Besouro Verde”.
Em “Besouro Verde”, Britt Reid (Seth Rogen) é o filho do magnata da mídia mais importante e respeitado de Los Angeles, vivendo uma vida perfeitamente feliz e irresponsável de farras -- até que seu pai (Tom Wilkinson) morre misteriosamente, deixando seu vasto império de mídia para Britt. Estabelecendo uma improvável amizade com um dos funcionários mais dedicados e geniais de seu pai, Kato (Jay Chou), eles veem a chance de fazer algo significativo pela primeira vez em suas vidas: combater o crime. Mas para fazer isso, decidem se tornar foras da lei -- eles zelam pela lei infringindo-a, e Britt se transforma no vigilante Besouro Verde, patrulheiro das ruas, ao lado de Kato.Empregando toda a sua engenhosidade e suas muitas habilidades, Kato constrói um armamento que é um exemplo de modernidade retrô, o Beleza Negra, um carro indestrutível cuja potência de fogo equivalente à sua potência em cavalos. Circulando pela cidade numa fortaleza móvel sobre rodas prendendo criminoso com as engenhocas criativas de Kato, o Besouro Verde e Kato rapidamente se tornam populares e, com a ajuda da nova secretária de Britt, Lenore Case (Cameron Diaz), eles vão atrás do homem que controla o sórdido submundo de LA: Benjamin Chudnofsky (Christoph Waltz). Mas Chudnofsky tem seus próprios planos: esmagar o Besouro Verde de uma vez por todas.A direção é de Michel Gondry (Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças). O filme será exibido em 3D em alguns cinemas.
Continuações
Ainda em exibição, em últimas semanas: “Cisne Negro” com Natalie Portman (sucesso de público em Belém), “Bravura Indomita” com Jaff Bridges, “O Vencedor” com Christian Bale, “Caça às Bruxas” com Nicolas Cage, “Burlesque” com Cher, “O Turista” com Johnny Deep e “Zé Colméia”.
QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
MARCO MOREIRA PEDRO VERIANO LUZIA ÁLVARES

“Cisne Negro” Excelente/Bom/Muito Bom
---------------------------------------------------------------
“O Discurso
do Rei” Excelente/Excelente/Excelente
---------------------------------------------------------------
“Bravura
Indomita” Excelente/Muito Bom/Muito Bom
---------------------------------------------------------------
“Um Amor
tão Frágil”
(DVD) Excelente/-/-
---------------------------------------------------------------
“O Bem
Amado”
(DVD) Razoável/Fraco/Fraco
---------------------------------------------------------------
“A Mulher
Infiel”(DVD) Muito Bom Exelente Excelente
---------------------------------------------------------------

SUPERNOVAS
*A organização do Cine PE anunciou alguns dos nomes que serão homenageados em sua 15ª edição, que acontece de 30 de abril a 6 de maio em Recife e Olinda. José Padilha e Wagner Moura, de Tropa de elite 2, e os cineastas Paulo Caldas e Lírio Ferreira, cujo filme de estreia, “O Baile Perfumado”, foi exibido na primeira edição do evento, receberão homenagens, assim como Chico Diaz, o primeiro a receber o prêmio de melhor ator no festival pernambucano (em 1998, por “Os Matadores”). A montadora e professora Vânia Debbs também será homenageada. No dia 12 de abril, o Cine PE lança a sua programação oficial em um evento para a imprensa no Rio de Janeiro.
*Neville Page e outros cinco profissionais da área dos efeitos digitais vêm ao Brasil para o The Union, evento que se realiza no dia 15 de março, no WTC de SP. Voltado para estudantes e profissionais de computação gráfica, cinema, games, artes, publicidade e animação, o The Union é organizado em conjunto pela escola brasileira Saga e pela norte-americana Gnomon. Mais informações em www.theunion.com.br.
*Começam em abril as filmagens de “Gone”, que marca a estreia do diretor brasileiro Heitor Dhalia (de À deriva e O cheiro do ralo) em Hollywood. Produzido pela Summit Entertainment – a mesma da saga “Crepúsculo” -, o filme terá como protagonista Amanda Seyfired (de Mamma Mia! e Cartas para Julieta). Gone conta a história de uma mulher em busca de sua irmã desaparecida, raptada por um serial killer. Após as filmagens, o diretor retomará o projeto de Serra Pelada, pela brasileira Paranoid Filmes.
*A Weinstein Company adquiriu os direitos para distribuição nos Estados Unidos de “Coriolanus”, filme dirigido e estrelado por Ralph Fiennes que foi exibido neste fim de semana no Festival de Berlim. Baseado na peça de William Shakespeare, o longa também traz no elenco Gerald Butler e Vanessa Redgrave. No Brasil, “Coriolanus” será lançado pela Califórnia, com previsão de estreia no segundo semestre.
*A Wild Bunch fechou acordo para representação comercial do próximo filme de Fernando Meirelles, intitulado “360”, que começa a ser rodado em março. No elenco estão Rachel Weisz, Jude Law e Anthony Hopkins, e o roteiro é inspirado no clássico “La Ronde”, de Max Olphus. 360, que tem orçamento de US$ 15 milhões, começou a ser vendido no European Film Market do Festival de Berlim e já tem contratos de distribuição na França e na Itália.
*Aos 88 anos, o cineasta francês Alain Resnais começou a rodar na semana passada, em Paris, seu 20º longa-metragem de ficção. “Vous n’avez encore rien vu” (Vocês ainda não viram nada) é uma adaptação da peça Eurydice, de Jean Ahnouil. No elenco estão atores habitués dos filmes de Resnais, como Sabine Azema, Lambert Wilson, Mathieu Almaric e André Dussolier.
*A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) agora tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br .No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..Confira!
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

Cinema/Crítica
“O Discurso do Rei” de Tom Hooper. Com Colin Firth e Geoffrey Rush
. O cinema moderno de hoje é cheio de virtudes e defeitos. Muita imagem, poucos diálogos inteligentes, personagens muitas vezes mal estruturados e uma pressa enorme de chegar à lugar nenhum em filmes que não tem nada a dizer. Por isso, eventualmente é importante vermos um filme como “O Discurso do Rei”. No filme, vemos as dificuldades de George (futuro Rei George VI), um membro da monarquia, que desde os 4 anos, é gago. Um sério problema para quem um dia poderá fazer discursos e comandar uma nação. Já adulto e inseguro sobre seu problema, George, através de sua esposa, acaba se tratando com um terapeuta que tem um método pouco convencional de resolver este tipo de problema e lentamente, George vai superando suas dificuldades se tornando uma pessoa mais acertiva, segura, de personalidade. Mas antes disso, ele passa por uma odisséia pessoal para entender a origem da sua gagueira. E é isso que muda sua vida para sempre, através da ajuda do terapeuta (magistralmente interpretado por Geoffrey Rush).Uma história simples mas que é tratada com um requinte de imagens, diálogos, interpretação e dignidade que nem sempre vemos nos filmes atuais. “O Discurso do Rei” é um filme que pode ser criticado por ser acadêmico demais e conservador demais em termos de narrativa mais a história do filme basicamente precisava deste tipo de direção, feita com correção por Tom Hooper. “O Discurso do Rei” é um filme sobre a amizade e sua importância dentro da vida de um personagem que se vê pela primeira vez diante de seu próprio dilema e que o supera. Uma superação que surge de uma relação iniciada com indiferença e que aos poucos se percebe forte ao ponto do futuro Rei George, do alto da sua “divindade”, perceber o quanto humano é e deverá ser para realmente se encontrar. Acusado de omitir fatos históricos sobre o Rei George, “O Discurso do Rei” certamente está acima disso. Seu compromisso não é com a história completa do personagem principal mais sim com um momento específico da vida de duas pessoas completamente diferentes que de alguma forma, crescem e mudam a história, especialmente a história de um homem, que vale muito mais que qualquer fator histórico. Certamente, o filme é uma surpresa. E por favor, Colin Firth merece mais do que nunca ganhar o “Oscar”. Sua atuação é exemplar e merece ser premiada.

DICAS
*“Oscar” 1
: No próximo dia 23, quarta-feira, na Livraria Saraiva (Boulevard Shopping), haverá um bate-papo sobre a entrega do “Oscar”, prêmio mais importante do cinema americano que este ano acontecerá no domingo, dia 27/02. Estarei presente no evento junto com João Inácio, da Caiana Filmes. Além do bate-papo com o público, serão exibidos cenas dos filmes indicados, e estaremos contando várias histórias do prêmio além de apontar os favoritos aos prêmios principais deste ano. No final do evento, haverá sorteio de livros de cinema, filmes e ingressos de cinema. O encontro começará às 19h com entrada franca.
* “Oscar” 2 : No próximo dia 27, a Caiana Filmes estará promovendo um encontro com os cinemaníacos da cidade para a exibição do “Oscar” através da ORM Cabo. Haverá um “bolão” para os participantes do evento e sorteio de prêmios. A noite do “Oscar” na Caiana começa a partir das 20 h. Maiores informações no www.caianafilmes.com.br
*Incrições :Estão abertas as inscrições para o edital do Programa Cultural das Empresas Eletrobras 2011, que investirá o total de R$ 13,8 milhões em patrocínio a projetos culturais nas áreas de fomento ao teatro, audiovisual e patrimônio imaterial. Furnas será a empresa responsável pelo processo de seleção de projetos de filmes de longa-metragem de ficção e também festivais e mostras de cinema. As inscrições vão até 13 de abril e poderão ser feitas pelo site www.eletrobras.com.

AGENDA
- Cine Olympia: Continua a mostra de filmes do diretor Carlos Nader. Hoje é o último dia de exibição do curta-metragem “Carlos Nader” e do longa “Pan-Cinema Permanente” às 18:30 h com entrada franca. Na sessão Aventura, com apoio da ACCPA, será exibido o filme “Furacão” de John Ford, trabalho pouco conhecido de sua longa carreira.Realizado em 1937, a ação se passa no Tahiti na primeira metade do século XX. Um jovem marinheiro é explorado por seu patrão ligado ao governo colonial. Ele rebela-se e fica em casa,com a esposa, numa outra ilha. O cenário muda radicalmente quando chega um furacão, destruindo tudo. Entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo: O Cine Líbero Luxardo estabelece mais um ano de parceria com a Sobretudo Produções com a realização do 3º Festival do Júri Popular, que acontece de 16 a 20 de fevereiro, de quarta-feira a domingo às 19h, em sessões duplas na quinta e na sexta às 17h. A entrada é franca. Ampliando seu raio de atuação, o mais abrangente festival de cinema do país aconteceu em 22 cidades brasileiras, simultaneamente, na intenção de consolidar essa fórmula de interação com o público e de continuar levando o formato de curta-metragem as mais diversificadas platéias. O festival mantém o conceito competitivo, sem júri oficial, onde o espectador vota em todas as categorias como: Melhor Fotografia, Melhor Ator, etc. Na escolha dos curtas, o Comitê de Seleção formado por Eduardo Ades (produtor e curador), Ines Aisengart Menezes (curadora), Maria Flor Brazil (produtora), Raphael Mesquita (diretor e produtor) e Angelo Defanti (coordenador do festival) avaliou mais de 400 inscrições e selecionou 41 obras de várias cidades brasileiras. Maiores informações no blog do Cine Líbero Luxardo: http://cineliberoluxardo.blogspot.com/

domingo, 13 de fevereiro de 2011

CINE TROPPO - SEMANA DE 11 À 17/02/11

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho

Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são ”O Discurso do Rei”, “Bravura Indomita” e “Burlesque”.
“O Discurso do Rei” conta a história do rei George VI, pai da atual rainha da Inglaterra, Elizabeth II. Após ver seu irmão Edward (Guy Pearce) abdicar o trono inglês, o jovem George (Colin Firth) se vê obrigado a assumir relutantemente a coroa. Dono de uma incontrolável gagueira que o impede de discursar para o público, o rei busca a ajuda do terapeuta nada ortodoxo Lionel Logue (Geoffrey Rush). Em meio a tudo isso, precisa juntar forças para comandar o país na Segunda Guerra Mundial. No elenco, Colin Firth, Geoffrey Rush, Helena Bonham Carter, Jennifer Ehle, Guy Pearce, Derek Jacobi, Timothy Spall e Michael Gambon. O filme tem várias indicações ao “Oscar” e Colin Firth é o grande favorito na cateforia de melhor ator.
“Bravura Indomita” é o novo filme dos irmãos Cohen (Onde os Fracos não tem Vez) e é a refilmagem da produção de 1969 que deu o “Oscar” de melhor ator para John Wayne. O filme acompanha o bêbado, grosseiro e totalmente destemido comissário Rooster Cogburn. O rabugento Rooster é contratado por uma decidida garota para encontrar o homem que matou seu pai e fugiu com as economias da família. Quando a nova patroa de Cogburn insiste em acompanhá-lo na empreitada, voam faíscas. Mas a situação vai de problemática a desastrosa quando o inexperiente, mas entusiasmado, Texas Ranger entra na festa.No elenco, Matt Damon, Josh Brolin, Jeff Bridges, Barry Pepper, Hailee Steinfeld, Domhnall Gleeson, Dakin Matthews, Paul Rae, Ed Corbin.O filme tem várias indicações ao “Oscar” incluindo melhor filme.
“Burlesque” acompanha Ali (Christina Aguilera), uma jovem de uma cidade do interior com uma bela voz, que escapa da vida dura e de um futuro incerto e vai a Los Angeles, para concretizar os seus sonhos. Por acaso, ela chega a um teatro majestoso, porém em péssimo estado de conservação, The Burlesque Lounge, onde está sendo exibido um fantástico musical. Ali é contratada como garçonete por Tess (Cher), dona e administradora do teatro. Os fantásticos figurinos de Burlesque e a coreografia ousada conquistam Ali, que se promete que, um dia, subirá ao palco do teatro.

QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
MARCO MOREIRA/PEDRO VERIANO/LUZIA ÁLVARES
“Cisne Negro” Excelente/Bom/Muito Bom
------------------------------------------------------------
“O Discurso
do Rei” Excelente/Excelente/Excelente
------------------------------------------------------------
“O Vencedor” Bom/Bom /Muito Bom
------------------------------------------------------------
“O Boulevard
do Crime”(DVD) Excelente/Excelente/Excelente
------------------------------------------------------------
“Barria – A
Porta do Vento” Bom/Bom /om
------------------------------------------------------------
“Santuário” Razoável/Razoável/Razoável
------------------------------------------------------------

SUPERNOVAS
*Mais de 400 salas de cinema na França transmitirão ao vivo a abertura do Festival de Cannes, que começa no dia 11 de maio. O filme escolhido para dar partida ao evento foi “Midnight in Paris” de Woody Allen, primeiro longa do diretor integralmente rodado na capital francesa. No elenco estão Owen Wilson, Rachel McAdams, Adrien Brody e a primeira-dama Carla Bruni-Sarkozy. A transmissão da cerimônia de abertura, seguida da exibição do filme (que entra em cartaz no mercado francês no mesmo dia), será possível graças a uma parceria entre o festival e o Canal Plus. A iniciativa tem o apoio da Federação Nacional dos Cinemas Franceses.
*Um dos projetos mais falados dos últimos anos finalmente irá para as telonas. A Gávea filmes conseguiu aprovar seu roteiro para “Faroeste Caboclo” com os detentores dos direitos da obra escrita pelo falecido música e poeta Renato Russo. Desde que a canção foi lançada, ainda nos anos 80, que fãs da banda e cinéfilos em geral querem ver a história de João de Santo Cristo nos cinemas.Fabrício Boliveira (de Tropa de Elite 2) foi escalado para interpretar João, enquanto Ísis Valverde (Sinhá Moça) viverá Maria Lúcia. .
*Um dos maiores sucessos de animação dos estúdios Walt Disney, 'O Rei Leão', voltará aos cinemas, numa versão 3D digital. E ganhou data de estreia nos cinemas nacionais...'O Rei Leão 3D' será lançado pela Disney no Brasil no dia 26 de agosto
*'O Homem que Sabia Demais' (The Man Who Knew Too Much), de Alfred Hitchcock, vai ganhar uma refilmagem.O novo filme será reformulado para focar no público teen. John e Jez Butterworth ('Jogos de Poder') estão no projeto.
*O drama 'Aftershock', recordista de bilheteria na China, será lançado diretamente no mercado de homevideo no Brasil em fevereiro pela Paris Filmes com o título 'Separados pelo destino'. Em 1976, a cidade chinesa de Tangshan sofreu um terremoto que durou apenas 23 segundos, mas sua violência devastadora resultou na morte de centenas de milhares de pessoas.
*Christian Boudier, da Bonfilm, comprou os direitos de distribuição no Brasil da animação francesa “Une vie de Chat” de Jean Loup Felicioli e Alain Gagnol. Visto por mais de 500 mil espectadores na França, o filme concorre ao prêmio César de melhor animação.
* O Festival de Turim, que ocorre de 25 de novembro a 3 de dezembro na Itália, exibirá uma retrospectiva com filmes e trabalhos para TV do diretor americano Robert Altman. Haverá também exibições de fotografias e um livro. Entre os diretores previamente homenageados pelo festival estão nomes como John Huston e Francis Ford Coppola.
*O site francês Comme au Cinéma divulgou as primeiras imagens oficiais do filme “On the Road”, esperada adaptação do livro de Jack Kerouak dirigida pelo brasileiro Walter Salles. As imagens trazem Garrett Hedlund (de Tron) como Dean Moriarty, Sam Riley (de Control) como Sal Paradise, e Kristen Stewart (da saga Crepúsculo) como Marylou. Walter Salles trabalha nesse momento na montagem do filme, assinada pelo francês François Gédigier (de A árvore, Dançando no escuro e A rainha Margot).
*A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) agora tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br .No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..Confira!
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

Cinema/Críticas
“CINES NEGRO” de Darren Aronofsky. Com Natalie Portman e Vincent Cassel. Darren Aronofsky é sem dúvida, um cineasta diferenciado. Seus filmes sempre apresentam personagens obcecados por respostas, definições, caminhos e razões para viver. “Réquiem para um Sonho” (2001) é um pesadelo quando vemos os personagens abusando da vida de forma louca e sem destino. “A Fonte da Vida”(2006), a luta contra a morte é a razão principal do personagem para viver e em “O Lutador” (2009), um velho lutador luta para recuperar o melhor de si mesmo, dentro e fora do ringue. Seguindo nesse caminho temático, seu novo filme, “Cisne Negro” é uma continuação de seu estilo. Aqui, vemos uma bailarina obcecada pela perfeição, em busca do papel principal de “O Lago dos Cisnes”, balé de Tchaikovsky que o diretor que apresentar ao público de forma crua e extremamente emotiva. E nessa luta pelo papel, a personagem procurar superar seus limites físicos e especialmente emocionais, que de alguma forma, impedem seu crescimento como pessoa (na relação com a mãe) e profissional (revelando uma baixa estima quando confrontada com as regras competitivas do balé). No filme, aos poucos, somos testemunhas de uma odisséia desta personagem que lentamente vai enlouquecendo em busca da perfeição do movimento exato, do giro ideal, da posição ideal, mesmo que para isso, ela perca seu sentido de realidade e crie um mundo pararelo de emoções. Acreditando e estranhando as suas reações, este personagem (interpretado magistralmente pela atriz Natali Potman) literalmente entra na encenação do balé e se perde no próprio mundo que criou para atingir a perfeição. Para deixar claro isso ao espectador, Aronofsky cria cenas onde este enlouquecimento é explícito, delirante, chocante e que ao mesmo tempo revelam a total fragilidade desta personagem obcecada pela perfeição. Algumas cenas de delírio da personagem são brilhantemente construídas, provocando no espectador uma sentimento de repulsa e dúvida sobre a sanidade do personagem. Ao final, o diretor faz uma opção estética que vai deixar ao espectador o poder de avaliar (e não julgar) os caminhos deste personagem, mostrando o preço que se paga pela obsessão, assim como aconteceu em seus filmes anteriores. Por isso, “Cisne Negro” segue de perto todos os personagens dos filmes principais de Aronofsky em sua procura por respostas e finalmente, sua busca pela felicidade que muitas vezes não está onde se procura. A felicidade da personagem vivida por Natalie Portman há muito não está mais no balé mais é no balé que ela existe, superando até certo ponto seus problemas com a mãe e de uma forma geral, com a vida. E por isso, é no balé que ele tem que ser perfeita, já que na vida isso é impossível. Polêmico, “Cisne Negro” é um filme para ser visto e revisto, como todo grande filme. Veja sem falta.

Memória
John Barry: Faleceu em Nova York no dia 30 de janeiro, o compositor John Barry, que teve uma bela carreira dentro do cinema. Responsável por diversas trilhas sonoras de qualidade, Barry foi ganhador de cinco prêmios “Oscar” de melhor trilha sonora e ficou muito conhecido por ter composto várias trilhas dos filmes de James Bond, sendo o compositor de mais fez trilhas do agente, tendo assinado 11 delas. Entre seus melhores trabalhos, podemos citar as trilhas de “Em Algum Lugar do Passsado”, “Entre Dois Amores”, “Chaplin”, “Dança com Lobos” e “Corpos Ardentes”.
Maria Schneider: Muito conhecida pela sua personagem marcante ao lado de Marlon Brando no filme “O Último Tango em Paris” de 1972, faleceu esta semana a atriz Maria Schneider após sofrer de uma "longa enfermidade", segundo declarou um parente da atriz. Sempre lembrada pelo grande papel no filme de Bernardo Bertolucci, Schneider também teve uma atuação de destaque no excelente “O Passageiro:Profissão Reportér” de Michelangelo Antonioni(1975) mas depois nunca mais teve um papel de grande repercussão.

AGENDA
- Cine Olympia: Hoje é o último dia de exibição do clássico “A Vida por Um Fio” de Antole Litvak com Burt Lancaster no elenco. O filme será exibido às 18:30 h com entrada franca. Na noite de Ano Novo, Madeline está só em casa. Ela é nova, bonita, rica e vive semi-entrevada. Ligando para o escritório do marido, ouve uma linha cruzada. Estão falando sobre o assassinato de uma mulher, que talvez seja ela. Presa numa cama, o que ela poderá fazer? Na Sessão Nostalgia, às 16h, com entrada franca, será exibido o clássico “Em cada Coração um Pecado” de Sam Woods com Ronald Reagan no elenco. O filme mostra a história de 5 crianças residentes em uma cidade do interior dos EUA no inicio do século XX. Um menino quer ser médico, outro fazendeiro, e as garotas pretendem casar e ser donas de casa. Quando adultos os ideais nem sempre se realizam e a influencia paterna é posta a prova.
*Cine Líbero Luxardo: “Cabeça à Prêmio”, filme nacional dirigido por Marco Ricca está em exibição será exibido até hoje às 19h.Três histórias se entrecruzam numa paisagem desoladora de uma fronteira. Entre eles, um grande criador de gado e contrabandista, sua filha impulsiva, apaixonada pelo piloto de avião do pai, e o pistoleiro encarregado de trazê-la de volta - ele próprio vítima de uma história de amor. No elenco, Alice Braga (Ensaio sobre a Cegueira).

domingo, 6 de fevereiro de 2011

CINE TROPPO - SEMANA DE 04 À 10/02/11

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho


Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são ”Cisne Negro”, “O Vencedor” e “Santuário”. Em “Cisne Negro”, Natalie Portman interpreta uma bailarina de destaque que se encontra presa a uma teia de intrigas e competição com uma nova rival interpreta por Mila Kunis. Dirigido por Darren Aronofsky (O Lutador/Fonte da Vida/Requiém de um Sonho)), o filme faz uma viagem emocionante e às vezes aterrorizante à psique de uma jovem bailarina, cujo papel principal como a Rainha dos Cisnes acaba sendo uma peça fundamental para que ela se torne uma dançarina em busca da perfeição. O filme tem várias indicações ao “Oscar” sendo que Natalie Portman é a favorita para o prêmio de melhor atriz. No elenco, Mila Kunis, Winona Ryder, Vincent Cassel e Barbara Hershey.
Em “O Vencedor”, Dicky Ecklund (Christian Bale) é uma lenda do boxe que desperdiçou o seu talento e a sua grande chance. Agora, o seu meio-irmão Micky Ward (Mark Wahlberg) tentará se tornar uma nova esperança de campeão e superar as conquistas de Dicky. Treinado pela família e sem obter sucesso em suas lutas, Micky terá que escolher entre seus familiares e a vontade de ser um verdadeiro campeão. "O Vencedor" é inspirado em uma história real e tem várias indicações ao “Oscar” com Christian Bale (Batman) sendo um dos favoritos para ganhar o prêmio de melhor ator coadjuvante..
“Santuário” mistura drama e suspense subaquático, baseado na própria experiência pessoal do roteirista Andrew Wright, que esteve próximo da morte quando liderou uma expedição de mergulho e ficou preso em uma caverna embaixo d’água, que teve sua entrada fechada após uma tempestade.O filme é produzido por James Cameron (Avatar) e será exibido em 3D.
Em ritmo de pré-estreia, "O Discurso deo Rei", um dos favoritos ao "Oscar" deste ano, terá exibições noturnas até quinta-feira.

QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
MARCO MOREIRA PEDRO VERIANO LUZIA ÁLVARES

“Cisne Negro” Excelente/Bom/Muito Bom
-----------------------------------------------------------------------------
“Minha Mãe e
meus Pais” Bom Muito Bom Excelente
-----------------------------------------------------------------------------
“Amor e Outras
Drogas” Bom/Muito Bom/Muito Bom
-----------------------------------------------------------------------------
“Caça às Bruxas”” Fraco/Fraco/Fraco
-----------------------------------------------------------------------------
“O Turista” Razoável/Razoável/Bom
-----------------------------------------------------------------------------
“A Montanha
Cega”(DVD) Muito Bom/Muito Bom/Excelente
------------------------------------------------------------------------------

SUPERNOVAS
*O cineasta Roman Polanski iniciou a filmagem de seu novo longa, "God of Carnage", uma adaptação da obra de Yasmina Reza e que vai contar com Kate Winslet e Jodie Foster no elenco. Polanski trabalhou no roteiro de seu filme durante os sete meses de prisão domiciliar, cumpridos em seu chalé de Gstaad (Suíça), após sua detenção em Zurique em setembro de 2009. O diretor foi acusado nos Estados Unidos de ter mantido relações sexuais com uma menor, há 33 anos. Por isso, Polanski está filmando em Paris, um longa que se passa, na verdade, em Nova York. O filme narra a história de dois casais que brigam depois que seus filhos se envolvem em uma briga no colégio. "God of Carnage" também contará com o austríaco Christoph Waltz, ganhador do Oscar de melhor ator coadjuvante por "Bastardos Inglórios", de Quentin Tarantino.
*"O Discurso do Rei" conquistou uma importante premiação de diretores de Hollywood , quatro dias depois de o drama sobre a família real britânica ter obtido 12 indicações para o “Oscar”. O diretor da produção, Tom Hooper, ficou com o prêmio do sindicato pela performance do filme, durante cerimônia em Hollywood, derrotando outro favorito ao Oscar, o diretor David Fincher, de "A Rede Social". O prêmio do Sindicato dos Diretores dos Estados Unidos (DGA) também tinha como concorrentes Christopher Nolan, por "A Origem", Darren Aronofsky, por "Cisne Negro" e David O. Russell, por "O Vencedor". Os dois últimos também foram indicados ao Oscar, ao lado de Joel e Ethan Coen, por "Bravura Indômita", que foram ignorados pelo sindicato. *A história de amor "Like Crazy" e o documentário sobre suicídio assistido "How to Die in Oregon" ganharam os principais prêmios no Sundance Film Festival (Festival de Filmes de Sundance) colocando os dois na lista de filmes independentes, que precisam ser vistos em 2011. "Like Crazy," dirigido por Drake Doremus, ficou com o prêmio do júri de melhor drama, com a sua história sobre uma mulher americana e um homem britânico que se apaixonam pela primeira vez, mas se afastam um do outro, para testar o relacionamento. O documentário vencedor, "How to Die in Oregon," esteve entre os filmes mais falados no Sundance 2011, com a sua análise sobre suicídio assistido e sua filmagem de uma mulher, em estado terminal, que toma uma overdose e, literalmente, morre na frente da câmera. O prêmio do público de melhor documentário foi para "Buck," uma história reveladora sobre o treinador de animais, Buck Brannaman, que serviu de inspiração para o filme "The Horse Whisperer" (O encantador de cavalos). Outros prêmios foram para John Foy, diretor do documentário "Ressurect Dead: The Mystery of the Toynbee Tiles," e Sean Durkin pela direção do drama "Martha Marcy May Marlene."
*Gareth Edwards, que ganhou status ao dirigir “Monstros” (Monsters, 2010), falou sobre seu próximo filme: a refilmagem de “Godzilla”.A produção fica por conta da Legendary Pictures, produtora de “300” e “Batman - O Cavaleiro das Trevas”. O roteiro foi reescrito por Travis Beacham (Fúria de Titãs).O lançamento foi marcado para 2012, e quer que o filme conte com outro monstro gigante, lutando contra o Godzilla. O nome do outro monstro não foi revelado.A produtora, que também é responsável pelo remake de “Fúria de Titãs”, informou que o longa não terá ligação com o filme de 1998.
*A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) agora tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br .No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..Confira!
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_
* Confira nas sextas e sábados pela manhã, meus comentários sobre cinema na rádio O Liberal/CBN.

DVD/Crítica
“Barria – A Porta do Vento” de Giuseppe Tornatore
. Filme autobiográfico que conta uma saga épica sobre a vida e a morte, amor e ódio, que acompanha 40 anos de história em uma cidade siciliana durante a primeira metade do século 20. O filme segue a vida de Peppino Torrenuova, da sua infância como um filho problemático na década de 30, passando pela Segunda Guerra Mundial e o autoritário regime fascista, até seu romance proibido e casamento, incluindo sua tumultuada vida política ao ingressar no Partido Comunista Italiano. Giusepe Tornatore é um bom diretor que fez dois filmes importantes: “Cinema Paradiso” e “Estamos Todos Bem”. É um diretor que sabe criar cenas bonitas, poéticas e tem um estilo muito próximo do cinema italiano realizado nos anos 50. Mas aqui, a vontade do diretor de contar uma saga político, social e familiar, se perde nas boas intenções. Muitos personagens, muita pressa em definir as situações e tramas, tiram do filme todo o conteúdo e estrutura necessários. Bernardo Bertolucci conseguiu esse feito em “1900” mais com um filme de 4 horas de duração e que se tornou histórico dentro da filmografia deste diretor. “Baaria” tem duas horas e meia e infelizmente lança boas idéias que não se completam. É claro que como todo filme de Tornatore, vemos cenas poéticas e muito bem filmadas, com o complemento importante da trilha sonora do excelente maestro Ennio Morricone (seu parceiro em vários filmes). De qualquer forma, é interessante ver uma superprodução italiana, com alto investimento, num momento em que o cinema italiano precisa urgentemente de resgatar a sua tradição e se tornar um cinema moderno, atuante e significante para a cinematografia atual, como foi em décadas passadas. Tornatore pode não ser necessariamente o nome certo para “liderar” esta retomada do cinema italiano mas certamente seus filmes são populares e de alguma forma agradam o público, como aconteceu especialmente com “Cinema Paradiso”(1989). Por isso, é importante ver “Baaría”, mesmo não sendo seu melhor trabalho. Pelo menos aqui, podemos testemunhar que é possível se fazer um cinema popular sem ser apelativo.

DICAS
*Cursos :
Curso Roteiro para Cinema e Formatação de Projeto para o MinC 2011
com João Inácio
Aulas: Todos os Sábados até Março/2011 das 16:00h às 18:00h.
Oficina em Foco - Produção de Documentário
Tema: Ver-o-Peso
com Walério Duarte
Dias de 14, 16, 17, 21, 23, 24, 28/02 e 02, 03/03 Horário:19 às 22hh
Curso de Produção de Vídeo Clip
com Lucas Escócio
Dias de 14 à 26/02, Horário:14 às 18h
Curso de Crítica de Cinema
com Marco Antonio Moreira
Sábados: 12,19,26/02, 12,19,26/03 e 02/03
horário: 10 às 13h
Curso Cinema Americano: Clássico e Moderno
com Marco Antonio Moreira
Dias: 15, 18, 22, 25/02 e 01, 11, 15, 18/03
horário: 19:30 às 22h
Curso prática de Cinema para Criança - Março
com João Inácio
dias: 15 à 17/03 Horário: 14 às 18h
Curso de Fotografia Digital
com César sarmento
dias: 13, 19, 20, 26, 27/02
Domingos: 09às 13h
Sábados: 15 às 19h
Maiores informações no site www.caiana filmes.com.br

*DVDs + Locados
: 1) A Origem, 2)Aprendiz de Feiticeiro, 3)Gente Grande, 4) O Último Mestre do Ar, 5)Meu Malvado Favorito, 6) Eclipse, 7) Karatê Kid, 8) Residente Evil 4, 9)Os Mercenários e 10) Salt. Fonte : 100% Vídeo.
*DVDs+ Vendidos : 1) Paula Fernandes Ao Vivo, 2) Maria Gadú – Multishow Ao Vivo, 3) Beyoncé - I´m...World Tour, 4)Paul McCartney – Live in Canada, 5) Toquinho – No Mundo da Criança, 6) Exaltsamba – 25 anos Ao Vivo, 7)Ivete Sangalo no Madison Square Garde, 8)Diogo Nogueira – Ao Vivo, 9) Maria Gadú – Box e 10)Roupa Nova – 30 Anos ao Vivo.Fonte : Livaria Saraiva

AGENDA
- Cine Olympia: Dentro da programação do I Cineamazon (Encontro Acadêmico de Cinema e Audiovisual), do curso de Cinema da UFPa, hoje é o último dia de exibição de “Iracema – Uma Transa Amazônica”, importante produção do cinema brasileiro dos anos 70.O filme será exibido às 18:30 h. Antes, às 18h, exibição do curta-metragem “Matinta” de Fernando Segtowick. Na Sessão Cinemteca, parceria com a ACCPA, será exibido hoje às 16 h o suspense “A Vida por um Fio” de Anatole Litvak com Burt Lancaster produzido em 1948. Entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo: “Cabeça à Prêmio”, filme nacional dirigido por Marco Ricca está em exibição até o dia 13/02, sempre às 19h.Três histórias se entrecruzam numa paisagem desoladora de uma fronteira. Entre eles, um grande criador de gado e contrabandista, sua filha impulsiva, apaixonada pelo piloto de avião do pai, e o pistoleiro encarregado de trazê-la de volta - ele próprio vítima de uma história de amor. No elenco, Alice Braga (Ensaio sobre a Cegueira).
*Caiana Filmes: Para o lançamento do curso CINEMA AMERICANO CLÁSSICO E MODERNO, a Caiana Filmes exibirá dia 11/02 o filme “Crepúsculo de uma Raça”, produção de John Ford de 1964 considerada como uma de suas melhores obras. O filme será exibido às 18:30 com posterior debate com os presentes.

quinta-feira, 3 de fevereiro de 2011

NOITES DE ESTUDOS DE CINEMA DIA 11/02

Para o lançamento do curso CINEMA AMERICANO CLÁSSICO E MODERNO, a Caiana Filmes exibirá dia 11/02 o filme “Crepúsculo de uma Raça”, produção de John Ford de 1964 considerada como uma de suas melhores obras. John Ford é um dos maiores diretores americanos de todos os tempos. O filme se passa em 1878, quando o governo deixa de entregar os suprimentos necessários à tribo indígena Cheyenne, levando centenas de índios a sairem da reserva em Oklahoma até o Wyoming, local onde sempre viveram. Thomas Archer, Capitão da Cavalaria, tem a missão de conter os índios mais, durante o percurso, passa a respeitar os índios e decide ajudá-los. Este filme não é exibido em Belém há mais de 40 anos, e ao contrário da maioria dos westerns, faz uma abordagem diferente sobre o índio americano questionando a forma como eles foram tratados na vida real e no próprio cinema, ficando do lado da questão indígena de forma realista e conscientizadora. É um clássico americano que merece ser visto pelas novas gerações.

Noite de Estudos de Cinema
com Marco Antonio Moreira
Dia: 11/02 (sexta) às 18:30h
Exibição e debate do filme:

"Crepúsculo de uma Raça" de John Ford
Direção:John Ford
Ano:1964
País:Estados Unidos
Gênero:Western
Duração:154 min. / cor
Título Original:Cheyenne Autumn
Elenco:Richard Widmark, Carroll Baker, Karl Malden, Sal Mineo, Arthur Kennedy, Patrick Wayne, James Stewart, Dolores del Rio, Ricardo Montalban, Gilbert Roland, Elizabeth Allen
Sinopse:
Em 1878, o governo deixa de entregar os suprimentos necessários à tribo indígena Cheyenne, levando centenas de índios a sairem da reserva em Oklahoma até o Wyoming, local onde sempre viveram. Thomas Archer, Capitão da Cavalaria, tem a missão de conter os índios mas, durante o percurso, passa a respeitar os índios e decide ajudá-los.

ENTRADA FRANCA

Cine Troppo - De 09 a 15/07/20