CINE TROPPO - SEMANA DE 05 A 11/05/16

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira Carvalho



CINEMA MEXICANO DE VOLTA AO CIRCUITO
Minha geração aprendeu a entender o cinema através de vários filmes que chegavam aos cinemas de uma forma democrática e diversa. Acompanhei muitos lançamentos de inúmeras nacionalidades nos cinemas de Belém. É incrível relembrar isso, mas nos anos 70 e 80 tive o privilégio de assistir filmes da Suiça, Bélgica, Polônia, Alemanha, França, Dinamarca, Rússia, México, Itália e Espanha (entre outros países) que foram exibidos nos cinemas locais (e cineclubes). Essa oportunidade me permitiu ter um olhar mais ampliado e significativo da força do cinema através de realizações com estéticas diversas em inúmeros temas. Mas no final dos anos 80 várias distribuidoras de filmes independentes deixaram de funcionar no Brasil e muitos filmes “estrangeiros” só poderiam ser vistos pelo mercado de vídeo e posteriormente DVD. 
Nos cinemas, especialmente nos grandes circuitos de exibição, era/é cada vez mais raro assistir filmes que não sejam de produção americana (e aqui não quero discriminar o cinema americano). Por isso, cada oportunidade que surge de assistir mostras e festivais de cinema de outras nacionalidades deve ser vista como obrigatória.
O cinema Olympia iniciou na última quinta-feira a exibição de uma mostra de filmes mexicanos. Na sua maioria, são títulos inéditos no Brasil  que não provocaram o interesse de nenhum distribuidor no período de seu lançamento. Sem dúvida, será uma excelente chance de observarmos a cinematografia mexicana que tem grande produção cinematográfica e que de certa forma é totalmente desconhecida do espectador brasileiro que é “guiado” por uma mídia cinematográfica que geralmente evidencia o cinema comercial (especialmente americano) em detrimento de outros tipos de cinema.
Confira a programação completa da mostra de cinema mexicano que está em exibição até o dia 18/05 com entrada franca. Tenho certeza que valerá a pena. E que outras mostras e festivais cheguem aos cinemas de Belém.

Dia 05/05 - CASCÁVEL (1976) de Raul Araiza
Dia 06/05 - OS PEDREIROS (1976) de Jorge Fons
Dia 07/05 – QUARTELADA (1976) de Alberto Isaac
Dia 08/05 - A CASTA DIVINA (1976) de Julián Pastor
Dia 10/05 - OS INDOLENTES (1977) de José Estrada
Dia 11/05 - O LUGAR SEM LIMITES (1977) de Arturo Ripstein
Dia 12/05 – NAUFRÁGIO (1977) de Jaime Humerto Hermosilio
Dia 13/05 - SOB A METRALHADORA(1982) de Felipe Cazals
Dia 14/05 - O CRIME DO PADRE AMARO (2002) de Carlos Carrera
Dia 15/05 -  A MULHER DE BENJAMIM (1993) de Carlos Carrera
Dia 17/05 - MINHA VIDA DENTRO (2007) de Lucía Gajá
Dia 18/05 - O VIOLINO (2005) de Francisco Vargas


INDICAÇÕES
ESPECIAL
“Queen: A Night in Bohemia”
Documentário sobre a banda “Queen”
Dias 05 e 10/05 – UCI Cinemas

CONTINUAÇÃO
“Cemitério do Esplendor”
Cine Líbero Luxardo

CINECLUBE
“Viver a Vida”(1962)
Filme de Jean-Luc Godard
Cineclube Alexandrino Moreira – Dia 09/05

COTAÇÕES
“O Cinema de Mizoguchi” - Excelente
“Cemitério do Esplendor” – Excelente
“Viver a Vida” - Excelente
“Fale com Ela” – Excelente

MEMÓRIA
“Hardcore”(1979)
Filme de Paul Schrader
Cartaz exibido nos cinemas americanos nos anos 70


AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira:
Dia 09/05 – “Viver a Vida”(1962) de Jean-Luc Godard. Com Anna Karina. Sessão às 19 h. Entrada franca. Debate após a exibição.
 *Cinema Olympia:
Até dia 18/05 – “Mostra de Cinema Mexicano”. Sessão às 18h30. Entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo:

Até dia 08/05 – “Cemitério de Esplendor” de Apichatpong Weerasethaku  e  “Que Viva Eisenstein – 10 Dias que Abalaram o México”  de Peter Greenway.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18