sábado, 28 de janeiro de 2012

CINE TROPPO - SEMANA DE 27/01 À 02/02/12


CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são “Millenium – Os Homens que não Amavam as Mulheres”, “J. Edgar”, “Os Descendentes”, ‘À Beira do Abismo” e “Um Dia”.
“Millenium – Os Homens que não Amavam as Mulheres” é o primeiro filme da Columbia Pictures da adaptação em três longas-metragens do “blockbuster” literário de Stieg Larsson, “The Millennium Trilogy.” Dirigido por David Fincher (A Rede Social) e estrelado por Daniel Craig e Rooney Mara, o filme é baseado no primeiro romance da trilogia que vendeu um total de 50 milhões de exemplares em 46 países e se tornou um fenômeno mundial. Assassinatos, corrupção, segredos de família e os dramas pessoais de dois parceiros improváveis em busca da verdade por trás de um mistério de 40 anos são a base da trama do filme que teve indicações ao “Oscar” este incluindo melhor filme e atriz.
“J. Edgar” é dirigido pelo cineasta americano Clint Eastwood (Gran Torino/A Conquista da Honra). A história acompanha a vida de J. Edgar Hoover, o ex-diretor do FBI, polícia federal americana. Ele foi diretor da organização até sua morte, em 1972. Hoover era um homem dedicado à justiça, com uma vida pessoal foi bastante conturbada e também esteve por trás da modernização da polícia americana durante a década de 30. No elenco, Leonardo DiCaprio, Armie Hammer e Naomi Watts.
“Os Descendentes” é baseado no romance de Kaui Hart Hemmings e acompanha um rico latifundiário que tenta se conciliar com suas duas filhas depois que sua esposa sofre um acidente de barco. A direção é de Alexander Payne (As Confissões de Smith/Entre Umas e Outras) com George Clooney no elenco. O filme ganhou o Globo de Ouro de melhor filme/drama e Clooney recebeu o Globo de Ouro de melhor ator.
“À Beira do Abismo” mostra a história de um ex-policial procurado pela justiça que resolve se matar pulando do alto de um prédio de Nova Iorque. Uma vez notificada, a polícia da cidade se mobiliza para tentar impedir que o homem acabe com a própria vida, levando para o local inclusive uma policial psicóloga especialmente requisitada pelo suicida. No elenco, Sam Worthington (Avatar), Elizabeth Banks e Jamie Bell.
“Um Dia” conta a história de Dexter e Emma, que se conheceram na noite em que eles se formaram na Universidade em 1988 e concordaram em manter a amizade e visitar um ao outro na mesma data todos os anos para ver como estão suas vidas. Embora ambos passem por diversos envolvimentos românticos, eles têm uma ligação especial. No elenco, Anne Hathaway (Alice no País das Maravilhas) e Jim Sturgess(Across the Universe).


Memória/Theo Angelopoulos
No Dia 24/01/12 o mundo do cinema teve uma triste notícia: a morte do grande cineasta grego Theo Angelopoulos. Nome fundamental no cinema contemporâneo, Angelopoulos foi um diretor que respeitou o cinema como uma arte em busca de perguntas e respostas ao universo humano. Seus filmes tratavam da busca do homem pela harmonia, pela felicidade, pelo sonho de ser. Usando a imagem como elemento estético de poesia tanto quanto os diálogos, seus filmes são marcados pelas longas sequências sem cortes que dimensionam o roteiro e permitem que o espectador sinta a cena com toda a força dramática que tem. Outro elemento básico no seu cinema,é o silêncio que muitas vezes significava mais do que mil palavras dentro da cena criada. Sua sensibilidade de equilibrar longas sequências sem cortes, com diálogos cheios de poesia, silêncios com significação, gerou inúmeras cenas antológicas para o cinema. E assim, seu nome e cinema, foram conquistando a crítica mundial especialmente a partir de “A Viagem dos Comediantes” realizado em 1975 e ainda inédito no mercado brasileiro. Mas a evolução de sua proposta de cinema não parou, elaborando temas humanistas e também políticos em seus próximos trabalhos. Em 1980, ele realiza outro grande filme, “Alexandre, O Grande”, onde ele mistura referências mitológicas com a dura realidade da civilização moderna que diminui a construção do aprendizado, do pensamento. Com “Paisagem na Neblina” de 1988, ele realizou uma obra-prima sensível ao acompanhar a busca de casal de irmãos pelo pai que nunca conheceram. Jamais esquecerei a primeira vez que vi este filme no cinema, impressionado com a estética do diretor e a enorme sensibilidade de contar uma história tão humana e tão real. Com “Um Olhar a Cada Dia”, Angelopoulos realizou uma metáfora sobre a busca humana em ser, em existir, homenageando ao mesmo tempo a importância do cinema como arte de transformação, de referência ao descobrimento de novos caminhos da saga humana. Muitas vezes transmitindo uma melancolia sem fim em seus filmes, Angelopoulos queria provocar e ao mesmo tempo conquistar o espectador com seus temas e seu estilo. A calma e a paciência que ele criava e instalava em cada cena, permitia uma conexão absoluta com o espectador que sentia cada momento, cada diálogo, cada sequência registrada. Ao conhecer melhor sua obra, senti similaridades com o cinema de dois grandes gênios do cinema, Ingmar Bergman e Michelangelo Antonioni, que em toda a sua filmografia, também desenvolveram um cinema de introspecção, de reflexão, de respeito à arte. Por isso, a perda de Angelopoulos agora é muito significativa. O cinema de hoje ainda precisava do gênio de Angelopoulos para nos lembrar da sua força e significância. Ao meu ver, poucos cineastas modernos enxergaram na sétima arte um meio de comunicação com as questões humanas de uma forma tão particular, poética e sensível. Felizmente, a obra deste genial diretor é eterna e sempre servirá de referência. Como indicação aos leitores, relaciono abaixo os filmes deste grande cineasta disponíveis em DVD para que sejam vistos como uma homenagem a obra deste gênio do cinema:
- “Paisagem na Neblina” (1988)
- “O Passo Suspenso da Cegonha”(1991)
- “Um Olhar em Cada Dia”(1995)
- “A Eternidade e um Dia”(1998)
- “Cada um com seu Cinema”(2007)(episódio)

AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira: “Em homenagem ao grande cineasta Theo Angelopoulos, a ACCPA programou para o dia 06/02 a exibição de “O Passo Suspenso da Cegonha”, filme realizado em 1991. O filme será exibido às 19h com entrada franca e debate após a exibição.
*Cine Olympia: A mostra “O Cinema de Mazzaropi” está em exibição no Cine Olympia. Hoje, em último dia, será exibido “Portugal Minha Saudade”. A sessão começa às 18:30 h com entrada franca.A partir de terça-feira inicia a mostra CINEMA E CARNAVAL com clássicos do cinema brasileiro.
*Cine Líbero Luxardo: Dentro da mostra de melhores filmes de 2011, promovida pela ACCPA, hoje será exibido o filme “Em Um Mundo Melhor” de Susanne Bier. O filme será exibido às 19h com entrada franca. Devido o sucesso da mostra da ACCPA, de quarta até domingo serão exibidos outros filmes considerados como os melhores de 2011, sempre com entrada franca às 19h. Sabádo, dia 04/02, será exibido "Paisagem na Neblina", em homenagem ao diretor Theo Angelopoulos, na sessão Cult. O filme será exibido às 16h com entrada franca e debate.
*Cine Estação: “Romances Anônimos” de Jean-Pierre Améris, será lançado dia 02/02. No filme, Angélique é uma talentosa confeiteira, que faz chocolates reconhecidos pelo público e crítica. Entretanto, ela prefere o anonimato e finge ser apenas uma entregadora, para depois ser surpreendida com o convite para jantar de Jean-René . O problema é que ele é extremamente tímido e possui muitas dificuldades em manter contato com outras pessoas. O filme foi indicado ao César 201.


domingo, 22 de janeiro de 2012

CINE TROPPO - SEMANA DE 20 À 26/01/12


CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são “As Aventuras de Tintim” e “2 Coelhos”.
“As Aventuras de Tintim” é baseado nos quadrinho de Hergé e segue a aventura do jovem repórter Tintim (Jamie Bell) e seu leal cachorro Milu a partir do momento em que eles descobrem que o modelo de um antigo navio contém um segredo explosivo. Atraído pelo mistério centenário, Tintim se vê na mira de Ivan Ivanovitch Sakharin (Daniel Craig), um vilão diabólico que crê que Tintim roubou um tesouro valioso ligado a um velho pirata cruel chamado Rackham, o Terrível. Com a ajuda de seu cachorro, Milu, do mordaz e resmungão Capitão Haddock (Andy Serkis) e dos atrapalhados detetives Dupond & Dupont (Simon Pegg e Nick Frost), Tintim percorrerá meio mundo, sendo mais esperto e mais rápido que seus inimigos, numa perseguição vertiginosa atrás da localização exata de onde teria afundado O Licorne, um galeão naufragado que pode conter a chave de uma imensa fortuna e de uma antiga maldição. Spielberg dirigiu o primeiro filme da franquia e Peter Jackson (O Senhor dos Anéis) vai dirigir o segundo filme. James Cameron (Avatar) está em negociações para comandar o terceiro filme da franquia. Os filmes utilizarão a tecnologia 3D digital de captura de movimentos. Os personagens Tintim (um jovem jornalista) e Milu (seu cachorro) apareceram pela primeira vez em 10 de janeiro de 1929, no Le Petit Vingtième, um suplemento do jornalLe Vingtième Siècle destinado aos jovens e posteriormente acabou ganhando uma série animada.
Em “2 Coelhos”, Edgar (Fernando Alves Pinto) encontra-se na mesma situação que a maioria dos brasileiros: espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e a maioria do poder público, que só age com o auxilio da corrupção. Cansado de ser vítima desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos em rota de colisão com políticos gananciosos. No elenco, Eduardo Moscovis, Alessandra Negrini, Aldine Müller, Marat Descartes, Neco Vila Lobos.


QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
FILMES MARCO MOREIRA PEDRO VERIANO LUZIA ÁLVARES
“Cavalo
de Guerra Bom/Bom/Bom
--------------------------------------------------------------------
“As
Aventuras
de Tin Tim” Bom/Bom/Bom
--------------------------------------------------------------------
“Sherlock
Holmes” Razoável/Razoável/Razoável
--------------------------------------------------------------------
“Imortais” Fraco/Fraco/Fraco
--------------------------------------------------------------------
“Sonata
de Outono” Excelente/Excelente/Excelente
--------------------------------------------------------------------
“O Enigma
de Uma
Vidaa”(DVD) Excelente/Excelente/Excelente
---------------------------------------------------------------------


SUPERNOVAS
*“O Artista” de Michel Hazanavicius, e “Os Descendentes” de Alexander Payne, foram os filmes que conquistaram mais estatuetas no Globo de Ouro, na cerimônia realizada domingo dia 15 de janeiro. O filme francês dirigido por Hazanavicius, que homenageia o cinema mudo e será distribuído no Brasil pela Paris Filmes, levou ganhou em três categorias: melhor filme de comédia/musical; melhor ator de comédia/musical (para Jean Dujardin); e melhor trilha sonora (para Ludovic Bource). “Os Descendentes” que estréia no Brasil dia 27 de janeiro, ganhou em duas categorias: melhor filme dramático e melhor ator de drama (George Clooney). O prêmio de melhor direção ficou com Martin Scorsese, por “Hugo”. A grande atriz Meryl Streep ganhou o prêmio de atriz dramática por “A Dama de Ferro”, e Michelle Williams ganhou na categoria melhor atriz de comédia/musical, por “Sete dias com Marilyn”. O prêmio de melhor roteiro ficou com Woody Allen por “Meia-noite em Paris”, e o de melhor filme estrangeiro foi para a excelente produção iraniana “A Separação”.
*Lançado no Brasil em 2010, “Lula, O Filho do Brasil” estreou nos Estados Unidos na última sexta-feira, 13 de janeiro, com distribuição da companhia independente New Yorker. O filme de Fábio Barreto, produzido por Lucy e Luiz Carlos Barreto, ganhou crítica no jornal The New York Times. O texto elogia principalmente o trabalho do ator Rui Ricardo Diaz, que interpreta Lula adulto.
*A Paramount comprou os direitos de “Cirque du Soleil Worlds Away”, filme da companhia circense em 3D produzido por James Cameron. O longa, escrito e dirigido por Andrew Adamson (Shrek), reúne números de diversos espetáculos do grupo. Ainda não há data de lançamento, mas a previsão é que a estreia seja ainda este ano.
*Começou no dia 12 de janeiro e segue até 1º de fevereiro a segunda edição do MyFrenchFilmFestival, festival online de filmes franceses organizado pela Unifrance em parceria com o Festival Varilux. O acesso aos 13 longas e 10 curtas-metragens selecionados, já legendados, é gratuito pelo site www.myfrenchfilmfestival.com, onde o público pode votar em até três categorias.
*A Paris Filmes confirmou a data de estreia no Brasil do último capítulo da franquia “Crepúsculo”. Intitulado “A Saga Crepúsculo: Amanhecer – O Final”, o filme chegará aos cinemas no dia 16 de novembro de 2012, em lançamento simultâneo nos principais mercados do mundo.
*A Paramount liderou o market share das distribuidoras em 2011, com cinco filmes no top 20 e uma renda total de 241,96 milhões, o que corresponde a 17,1% do mercado. Em termos de público, o estúdio fechou o ano com 23,31 milhões de ingressos vendidos, 16,4% do total do setor. * De 25 à 29/01, acontecerá no Cine Líbero Luxardo a exibição da mostra dos melhores do ano de 2011 da ACCPA com entrada franca.Serão exibidos : “A Árvore da Vida”, “Melancholia”, “Meia Noite em Paris, “Filme Socialismo” e “Em Um Mundo Melhor”.Antes Da sessão, haverá uma apresentação dos filmes pelos críticos da ACCPA.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, , enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

Cinema/Crítica
As AVENTURAS DE TINTIM
A escolha da técnica “motion capture” para a realização de “As Aventuras de Tintim”(The Adventures of Tintim/EUA,2011) foi a chave para a realização do filme de acordo com o gibi original. Observando, por exemplo, a sequência da briga nas caravelas, com os barcos praticamente voando um sobre o outro, se fossem imagens reais, mesmo moldadas nos computadores para fusões diversas, deixariam vulnerável a percepção de um “truque” (e imagino o trabalho que teria a produção). Como ficou, com o elenco e os objetos “vestidos” de animação digital, foi possível fazer as cenas mirabolantes de uma intensa irrealidade.
O filme é por excelência um espetáculo visual que deve cativar especialmente as crianças. O enredo é extremamente ingênuo. Tintin (Jamie Bell), um jovem jornalista, adquire em uma feira um navio em miniatura que é também do interesse de outros compradores. Certo dia descobre que o Licorne (o nome do navio) foi roubado e sua casa destroçada. Começa, então, a busca detetivesca do motivo deste roubo e de quem o perpetrou. Desvenda que este esconde um segredo muito importante que um tipo que ele conheceu na compra do navio, Sakharine (Daniel Craig), quer a todo custo se apossar. Na busca pelo navio perdido, alia-se ao capitão Haddock (Andy Serkis), que passa a ser seu companheiro na aventura, e vem, a saber, que nesse navio que guardava uma arca cheia de moedas de ouro e pedras preciosas foi pirateado. O que aconteceu ao barco, como se meteu na história o vilão “de carteirinha” Sakharine, o espectador vai saber em quase duas horas de muita ação.
O filme é um moto-continuo, com uma edição que privilegia o menor tempo possível de imagens na tela. Tanto que muitas falas podem ser consideradas supérfluas. Spielberg via (ou vê) como uma das qualidades de Hergé o fato de os quadrinhos poderem ser compreendidos sem que se detenha a atenção nas letras. Condensou “Tintin” de três histórias do personagem: Os Caranguejos das Tenazes de Ouro, O Segredo do Licorne e O Tesouro de Rackham, O Terrível. Não é bem uma animação em estado puro, e achei incorência o mesmo ser premiado com o Globo de Ouro especifico ao filme, desprezando o criativo “Rango” de Verbinski, contudo, é um trabalho primoroso e um resultado divertido. Valeu.(Luzia Álvares)

“Peripécias Digitais”
Tintim, o jovem jornalista dos quadrinhos criados pelo belga Hergé em 1929 teria ganhado o nome de um álbum escrito por Benjamin Rabier e Fred Isly em 1897 chamado “Tintim lutin”. O tipo do herói parece mesmo com o de Onésime, o garoto do álbum. Hergé, simpático das idéias nazistas, imaginou seu personagem como um membro da juventude hitlerista: branco, olhos azuis, cabelos castanho-claros e um topete que viraria a sua principal característica física.
Peter Jackson, o diretor da série “Senhor dos Anéis”, influenciou decididamente Steven Spielberg na filmagem de “As Aventuras de Tintim”(The Adventures of Tintim), certamente o primeiro filme de uma nova franquia milionária. E o primeiro do diretor de “ET”(e da sua firma, Amblim), rodado em “motion capture”, processo que Robert Zemeckis usa e abusa a partir de “Expresso Polar”. Dizem que a opção do cineasta deu-se por conta de uma critica francesa ao seu “Caçadores da Arca Perdida” que comparou Indiana Jones com o tipo de Hergé (uma inspiração que deixou de lado o fato de Spielberg,judeu, ter se apaixonado pelos gibis que em seus primeiros anos/edição evocavam teorias dignas do “Mein Kampf”).
O filme que está em cartaz no Brasil é prodigioso em termos técnicos. O cinema demonstra que já pode vislumbrar qualquer tipo de sonho, ou pesadelo. Caravelas que se chocam, heróis e vilões que desafiam a gravidade, peripécias absolutamente fantasiosas em terra mar e ar, tudo para surgir em tela grande, 3D num arremedo de espaços reais que custariam muitos mais milhões de dólares se usados com atores & locações. O relato da filmagem, com Spielberg acompanhando num lap a intercessão de imagens por sobre os intérpretes é um retrato do avanço tecnológico da cinematografia. E da abdicação do criador de “Tubarão” ao cinema digital que ele desprezava. Claro que cinema é muito mais. Quanto mais de adentra no potencial de captura de imagens mais se desafia um autor a entrar na mente de um tipo ou discernir que diabo se passa nos confins da alma humana. Por aí se deve discernir o filme-espetaculo do filme-arte, o mais desafiador dos processos de criação.
“As Aventuras de Tintim”é técnica, é diversão,é brinquedo para os olhos. Ver sem pensar é a formula para se aplaudir. (Pedro Veriano)

SPIELBERG E SEU CINEMA DE DIVERSÃO
Steven Spielberg representa há tempos, a tradição do cinema clássico americano. Seus filmes são concebidos para grandes platéias, para proporcionar grandes emoções e não é à toa que seu nome é conhecido mundialmente pela grande maioria de quem freqüenta as salas de cinema desde o seu o primeiro grande sucesso, “A Louca Escapada”(1973). Em seu currículo como cineasta, vários “blockbusters” com enormes bilheterias. Além disso, como produtor, sabe onde investir seu dinheiro. Por isso, ver sua adaptação dos quadrinhos de Hergé é esperar (re) ver a fórmula que deu certo: muita ação + momentos dramáticos + diálogos objetivo (nada muito longo) + efeitos especiais de primeira (realmente impressionantes) + ação + ritmo + emoção + ritmo + emoção = sucesso.
”As Aventuras de Tintim” é um prazer visual que realmente cativa, dentro do estilo que fez de Spielberg um dos artistas mais fortes de Hollywood.O filme lembra muito toda a narrativa de “Os Caçadores da Arca Perdida” (que já era influenciada pelo cinema americano dos anos 30 e 40, principalmente) que Spielberg fez nos anos 80. E por isso mesmo, não há surpresa. Spielberg segue sua fórmula e vai ficando a cada sucesso na história do cinema. Cinema é a maior diversão? Sim, com Spielberg é. Mas o que seu cinema realmente acrescenta ao cinema, como linguagem, forma, conteúdo?
Os milhares de fãs de seu cinema teriam várias respostas positivas. Eu, continuo ainda querendo encontrar estas respostas. “As Aventuras de Tintim” e “Cavalo de Guerra”, outro filme sob sua direção em cartaz, buscam o elo com o cinema clássico americano. Algum problema com isso? Um cineasta não pode se inspirar na obra de John Ford ou David Lean ? Claro que sim.Mas me parece que este caminho serve apenas a Spielberg e não ao cinema do século XXI. “As Aventuras de Tintim” diverte, impressiona e conquistará especialmente ao público infanto-juvenil.A técnica de animação aqui, evolui em alto nível. Tudo pode ser feito no cinema, hoje. Mas o que fazer com essa técnica, com essa forma, dentro do processo de evolução da linguagem e da estética do cinema como arte? Certamente esta resposta não estará nos filmes de Steven Spielberg. (Marco Antonio Moreira)

AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira: “Sonata de Outono” de Ingmar Bergman é o primeiro filme do ano a ser exibido dentro parceria com a ACCPA. É um dos melhores filmes do diretor sueco com atuações fantásticas de Ingrid Bergman e Liv Ullman. A sessão vai acontecer dia 23/01 às 19h com entrada franca e o tradicional debate entre o público e críticos presentes.
*Cine Olympia: A mostra “O Cinema de Mazzaropi” está em exibição no Cine Olympia. Mazzaropi foi um dos mais populares comediantes do cinema brasileiro conseguindo com seus filmes vários sucessos de público. Hoje será exibido “Candinho”, produção de 1954. Na próxima semana serão exibidos “Jeca Tatu” (de 24 à 26/01) e “Portugal Minha Saudade”(de 27 à 29/01). A sessão começa às 18:30 h com entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo: Com uma programação direcionada ao aniversário de Belém, o Cine Líbero Luxardo está exibindo uma série de produções paraenses. Hoje é o último dia da mostra com destaque para a exibição de “Um Dia Qualquer” de Líbero Luxardo às 19h.
*Cine Estação: À pedidos, hoje será exibido ”A Pele que Habito” de Pedro Almodovár com sessões às 10h, 18:30h e 20H.Não deixe de ver este que foi um dos melhores filmes de 2011 segundo a ACCPA..

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

CINE TROPPO - SEMANA DE 13 À 19/01/12



CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são “Sherlock Holmes – O Jogo das Sombras”.
“Sherlock Holmes – O Jogo das Sombras”traz de volta o ator Robert Downy Jr no papel principal. Nesta nova história, Holmes vai enfrentar um novo gênio do crime, o Professor Moriarty (Jared Harris) que não apenas é igual a Holmes intelectualmente, mas sua capacidade para o mal, aliada a uma completa falta de consciência, podem realmente dar-lhe uma vantagem .Quando o príncipe herdeiro da Áustria é encontrado morto, a prova, interpretada pelo Inspetor Lestrade (Eddie Marsan), aponta para suicídio. Mas Sherlock Holmes deduz que o príncipe tenha sido vítima de um assassinato, que é apenas uma peça de um quebra-cabeça maior e muito mais portentoso, desenhado pelo professor Moriarty. No elenco, Jude Law e Rachel Adams.
Em “A Hora da Escuridão”, quatro jovens se vêem perdidos em Moscou, lutando para sobreviver após um devastador ataque alienígena. O filme traz efeitos visuais espantosos do cineasta Timur Bekmambetov com a visão sólida e pós-apocalíptica do diretor Chris Gorak.O filme será exibido em 3D.

QUADRO DE COTAÇÕES / ACCPA
FILMES MARCO MOREIRA PEDRO VERIANO LUZIA ÁLVARES
“A Pele
que Habito” Muito Bom/ Bom Excelente
--------------------------------------------------------------------
“Missão
Impossível 4” Razoável/ Razoável/ Razoável
--------------------------------------------------------------------
“Gato
de Botas” Razoável/ Fraco/ Fraco
--------------------------------------------------------------------
“Noite de
Ano Novo” Razoável Razoável Razoável
--------------------------------------------------------------------
“Compramos
um Zoológico Razoável/ -/ -
--------------------------------------------------------------------
“Gente
de Sorte” Bom/Bom / Muito Bom
--------------------------------------------------------------------


SUPERNOVAS
*Cristo já foi personagem em várias produções no cinema, mas jamais uma história foi contada sob o ponto de vista do Jesus criança. Esse é o tema da obra da escritora Anne Rice, intitulada "Christ the Lord: Out of Egypt", lançada em 2005 e que agora será adaptada para as telas. Os direitos autorais foram adquiridos pela 1492 Pictures, produtora deChris Columbus - produtor e diretor dos dois primeiros "Harry Potter". O romance "Christ the Lord: Out of Egypt", ainda inédito no Brasil, acompanha a infância de Jesus Cristo dos sete aos oito anos de idade.
*O filme de época francês “Les Adieux à La Rreine”, que reconstitui os primeiros dias da Revolução Francesa sob a perspectiva dos empregados do palácio de Versailles, foi escolhido para abrir o Festival de Berlim, no dia 9 de fevereiro. Com direção de Benoît Jacquot, o filme traz no elenco Diane Kruger, Virginie Ledoyen, Léa Seydoux e Xavier Beauvois. A organização do evento também divulgou mais dez filmes da competição pelo Urso de Ouro, entre eles “Cesare deve morire”, dos irmãos Paolo e Vittorio Taviani (Itália), “Tabu” de Miguel Gomes (Portugal), e “Barbara” de Christian Petzold (Alemanha).” In the Land of Blood and Honey”, que marca a estreia na direção da atriz Angelina Jolie, será exibido na seção Berlinale Special, fora de competição. Confira
*Estão abertas as inscrições de longas-metragens para a 14ª edição do Bafici – Festival Internacional de Cinema Independente de Buenos Aires, que acontece de 11 a 22 de abril. Serão aceitos filmes de ficção e documentário que tenham sido concluídos até 15 de março de 2011. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas emwww.bafici.gov.ar até o dia 27 de janeiro.
*Martin Scorsese receberá no dia 12 de fevereiro uma homenagem do BAFTA (British Academy of Film and Television Arts), como reconhecimento de sua contribuição ao cinema e uma celebração de sua carreira, que conta com trabalhos como “Taxi Driver”, “Touro Indomável”, O Aviador” e, mais recentemente, “Hugo”, seu primeiro filme rodado em 3D. O cineasta já havia sido indicado ao BAFTA nove vezes, ganhando três prêmios em 1991 por “Os Bons Companheiros”. No ano passado, o homenageado foi Christopher Lee(ator britânico que várias vezes protagonizou o papel de Drácula além de ter atuado em “O Senhor dos Anéis” e “Star Wars”).
*“After Earth”, nova produção de M. Night Shyamalan com Will Smith como protagonista,começará a ser filmado agora em fevereiro com lançamento previsto para o primeiro semestre de 2013.
* A ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) elegeu os melhores filmes de 2011. Melhor longa estrangeiro foi “A Árvore da Vida” de Terrence Malick. Melhor longa nacional, “Transeunte” de Eryk Rocha e melhor curta, “Praça Walt Disney”.”Transeunte” está programado para ser exibido no Cine Olympia, dentro das comemorações do aniversário de seu centenário .
* De 25 à 29/01, acontecerá no Cine Líbero Luxardo a exibição da mostra dos melhores do ano de 2011 da ACCPA com entrada franca.Serão exibidos : “A Árvore da Vida”, “Melancholia”, “Meia Noite em Paris, “Filme Socialismo” e “Em Um Mundo Melhor”.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_


Dicas/DVD
"O Cangaceiro” (1953) de Lima Barreto. Com Alberto Rushel. Vencedor do prêmio de Melhor Filme de Aventura e Menção Especial para Música (“Olê muié rendeira”, interpretada pela atriz Vanja Orico) no Festival de Cinema de Cannes de 1954, este filme é um dos maiores clássicos do cinema nacional. O filme também foi o grande sucesso do estúdio Vera Cruz. Finalmentte o filme ganha uma edição especial em DVD duplo que traz extras de alta qualidade incluindo curtas-metragens do diretor Lima Barreto. No segundo dvd, o extra é a inédita versão longa-metragem, de “O Velho Guerreiro Não Morrerá – “O Cangaceiro” de Lima Barreto 50 Anos Depois”, premiado documentário de Paulo Duarte com depoimentos de Anselmo Duarte, Fernando Meirelles, Gilberto Gil, entre outros. Para quem quer conhecer a história do cinema brasileiro, ver ou rever “O Cangaceiro” é fundamental. Cotação : Muito Bom.
“Westworld: Onde Ninguém tem Alma”(1973) de Michael Crichton. Com Yul Brynner. Westworld é um gigantesco parque de diversões que vai leva seus vistantes de volta ao velho oeste. Mas aqui, cowboys e dançarinos são robôs programados para realizar as fantasias de todos. Mas tudo acaba se complicando quando um robê pistoleiro adquire vontade próprio e seu objetivo agora é matar. Yul Brynner (“Oscar” por "O Rei e Eu") está perfeito no papel principal. Escrito e dirigido por Michael Crichton, escritor que anos mais tarde lançaria vários “beste-sellers”que se transformaram em filmes de sucesso como “Parque dos Dinossauros”, “Westworld” é uma bela metáfora sobre a relação do homem com a tecnologia, mostrando que nem tudo é controlável e previsível, revelando que os robôs podem ser mais humanos do que o próprio ser humano. Clássico dos anos 70, “Westworld” vale a pena ser visto pelas novas gerações de cinemaníacos. Cotação : Excelente.
“Descontruindo Harry” (1997) de Woody Allen. Com Woody Allen, Billy Cristal e Robin Williams. Mais um filme genial do genial director Americano Woody Allen. Harry Block (Woody Allen) é um escritor que tem um sério problema: ele sofre de graves distúrbios psicológicos relacionados a pessoas ao seu redor. Ele acaba incluindo, disfarçadamente, pequenos detalhes de sua vida pessoal em seus livros, o que lhe causa bastante confusão com as pessoas próximas. Billy Crystal e Robin Williams estão perfeitos neste filme de Allen que não é lembrado como deveria.Como sempre digo, Allen é um dos maiores cineastas vivos do cinema. Cotação: Excelente.
“O Incrível Homem que Encolheu” (1957) de Jack Arnold. Com Grant Williams.Um marco no gênero da ficção-científica que finalmente chega em DVD. O filme mostra a história de Scott Carey, que durante um passeio de férias em alto-mar é atingido por uma nuvem radioativa e, meses depois, começa a encolher, literalmente. Assim, as coisas mais simples tornam-se verdadeiros pesadelos e o que antes era inofensivo, transforma-se em eu inimigo. Mais do que um filme de gênero, “O Incrível Homem que Encolheu” é um trabalho que nos traz altas reflexões sobre o ser humano e sua relação com o mundo. O que somos, porque estamos aqui, qual nosso papel dentro do universo, qual nosso fim. Realizado com uma produção de baixo custo, o filme marcou toda uma geração nos anos 50 e agora, chega em DVD para conquistar a admiração de novos espectadores. Cotação : Excelente.
“O Dossiê de Odessa”(1974) de Ronald Neame. Com Jon Voight e Maria Schell. Um jornalista realiza investigações que o levam ao paradeiro de um ex-capitão da SS que vive sob falsa identidade na Alemanha e lidera Secretamente uma organização secreta chamada Odessa. Logo ele descobre uma surpreendente ligação entre a organização e sua família. Baseado em uma obra de Frederik Forsyth, “O Dossiê de Odessa”. Com trilha sonora de Andrew Lloyd Webber.Cotação : Muito Bom.
“Inferno” (1960) de Nobuo Nakagawa. O filme conta a história de dois jovens: Shiro e Tamira. Eles atropelam um bêbado e partir dai uma variedade de acontecimentos beirando o irreal começam a acontecer, todos os seus conhecidos morrem e se juntam no inferno. Em uma noite surreal amigos são devorados por um abismo, e depois se detalha a descida ao inferno budista. “Inferno” é um filme de terror que influenciou vários cineastas na época de seu lançamento. Espero que outras produções japonesas deste gênero sejam lançadas em DVD, Cotação : Muito Bom.
“Noites Brancas”(1957) de Luchino Visconti. Com Marcello Mastroianni. Em Livorno, numa noite de inverno, o solitário Mario (Marcello Mastroianni) conhece a ingênua Natalia (Maria Schell), que chora à espera de seu grande amor. Nas noites seguintes, Mario apaixona-se por Natalia, sem saber o que o destino reserva para eles. Vencedor do Leão de Prata no Festival de Veneza, “Noites Brancas” é um dos filmes menos conhecidos do mestre Visconti (O Leopardo/Rocco e seus Irmãos) que finalmente chega em DVD.Cotação : Muito Bom..

AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira: “Sonata de Outono” de Ingmar Bergman é o primeiro filme do ano a ser exibido dentro parceria com a ACCPA com o IAP (Instituto de Artes do Pará). É um dos melhores filmes do diretor sueco com atuações fantásticas de Ingrid Bergman e Liv Ullman. A sessão vai acontecer dia 23/01 às 19h com entrada franca e o tradicional debate entre o público e críticos presentes.
*Cine Olympia: “O Cinema Paraense em Destaque” é a mostra que abriu a programação do cine Olympia no ano do seu centenário. Além disso, é a programação que dá partida para as comemorações do aniversário do Olympia, no dia 24/04. A mostra reúne curtas produzidos e dirigidos no estado como “Adimirimiriti”, “Chama Verequete” , “Açai com Jabá”, “Invisivéis Prazeres Cotidianos” e Matinta”.Hoje é o último dia da programação com sessão às 18:30 h com entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo: Com uma programação direcionada ao aniversário de Belém, o Cine Líbero Luxardo está exibindo uma série de produções paraenses. Hoje serão exibidos os seguintes filmes :”O Engano”(curta), “Açai com Jabá”(curta) e “Brutos Inocentes” (longa).A programação começa às 19h.Na Sessão Cult, parceria com a ACCPA, será exibido sábado dia 21/01, o filme “Hannah e suas Irmãs” de Woddy Allen. O filme será exibido às 16h com entrada franca e debate após a exibição.
*Cine Estação:”A Pele que Habito” de Pedro Almodovár está em exibição. Com Antonio Banderas no elenco, o filme provoca as mais variadas reações, como todo bom filme de Almodovár. “A Pele que Habito” foi um dos melhores filmes de 2011 e vale a pena (re)ver. Hoje é o último dia de exibição do filme às 10h, 18h e 20h30.

CINE TROPPO - SEMANA DE 06 À 12/01/12



CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são “Cavalo de Guerra” e “As Aventuras de Agamenon”.
“Cavalo de Guerra” é a adaptação do livro infantil do mesmo nome e tem na direção Steven Spiberg, cineasta e produtor muito conhecido do grande público. O filme segue a história de um jovem chamado Albert e seu cavalo Joey e como seu vículo é quebrado quando Joey é vendido para a cavalaria e enviado para as trincheiras da primeira guerra mundial. Apesar de ser muito jovem para se inscrever, Albert vai para a França para salvar seu amigo.No elenco, Benedict Cumberbatch, Tom Hiddleston, David Thewlis e Emily Watson.O roteiro adaptado é de autoria de Lee Hall (Billy Elliot). O filme custou mais de U$ 100 milhões.
“As Aventuras de Agamenon” é um falso documentário que conta momentos marcantes da história brasileira e mundial, com a participação do colunista Agamenon, do jornal O Globo, criado por Marcelo Madureira e Hubert Aranha. Alguns trechos dos dois livros já lançados sob o pseudônimo de Agamenon - "Ajuda-te a Mim Mesmo" e "O Homem e o Minto" - foram adaptados por Hubert e Madureira, redatores da coluna e do roteiro do filme. Boa parte do texto, porém, foi criada especialmente para o longa, inspirado em dois personagens do cinema que deram nome a produções de sucesso: “Zelig”, criado por Woody Allen, e “Forrest Gump”.

SUPERNOVAS
*O fim de semana de ano novo nos Estados Unidos não contou com nenhuma estreia de grande porte e foi marcado por boas sustentações dos filmes em cartaz. “Missão Impossível 4 – Protocolo fantasma” da Paramount, se manteve à frente com renda praticamente igual à do fim de semana de Natal (US$ 29,5 milhões), seguido de “Sherlock Holmes – O Jogo das Sombras” (Warner), com US$ 21 milhões. “Alvin e os Esquilos 3” (Fox) ampliou seu circuito em 41 cinemas e cresceu 30%, subindo da quarta para a terceira posição, enquanto “Os homens que não amavam as mulheres” (Sony) caiu para o quarto lugar, com US$ 14,8 milhões. O mais novo filme de Steven Spielberg, “Cavalo de Guerra” (Disney), ganhou mais 171 cinemas e passou da sétima para a quinta posição, com renda de US$ 14,3 milhões. O fim de semana também foi marcado pelo lançamento em circuito limitado de dois fortes candidatos a indicações ao “Oscar”. “A Dama de Ferro” (distribuído nos EUA pela Weinstein Company, e no Brasil pela Paris Filmes) estreou em quatro salas e obteve renda de US$ 221 mil (conquistando a melhor média de renda por sala: US$ 55,2 mil), enquanto o drama iraniano “A Separação” (distribuído pela Sony Classics nos EUA e pela Imovision no Brasil), que estreou em três salas, teve faturamento de US$ 59,4 mil.
*Embora o balanço do fim de ano ainda não tenha sido divulgado oficialmente, um artigo publicado na Variety estima que o mercado de cinema nos EUA terá uma queda de 3% nas bilheterias e de 5% no público em 2011. A arrecadação internacional dos filmes americanos, no entanto, deve fechar o ano com alta de 14%, um alívio para os grandes estúdios diante dos resultados domésticos. Segundo a Variety, no fim de novembro as bilheterias dos filmes americanos fora dos EUA já tinham ultrapassado os resultados de 2010 em cerca de US$ 2 bilhões. Pela primeira vez, em 2011, três títulos (Harry Potter e as relíquias da morte, Transformers - O lado oculto da lua e Piratas do Caribe 4) fizeram mais de US$ 1 bilhão nas bilheterias mundiais.
*A organização do Festival de Berlim anunciou esta semana os filmes selecionados para a mostra Panorama. A lista inclui a produção brasileira “Xingu” de Cao Hamburger, que narra a história dos irmãos Villas-Boas, criadores do Parque Nacional do Xingu. O filme será lançado no Brasil em parceria pela Downtown e pela Sony Pictures, com estreia prevista para 6 de abril. A mostra Panorama inclui ainda os novos filmes de Volker Schlondorf (Calm at Sea), Tony Gatlif (Indignados), além do filme coletivo de “Taiwan 10 + 10”, com episódios dirigidos por Hou Hsiao-Hsien e Sylvia Chan, entre outros. O festival começa no dia 9 de fevereiro. .
*A organização do Festival de Berlim anunciou que Meryl Streep receberá um Urso de Ouro honorário na próxima edição do evento. A entrega do prêmio será no dia 14 de fevereiro e será seguida da projeção, em caráter hors concours, de “A Dama de Ferro”, em que a atriz interpreta Margaret Thatcher, primeira-ministra da Inglaterra de 1979 a 1990.
*Em março ou abril, o grupo Moviecom Cinemas pretende fazer a mostra MOVIECOM ARTE com exibição de filmes exibidos na mostra de cinema de SP.
* De 25 à 29/01, acontecerá no Cine Líbero Luxardo a exibição da mostra dos melhores do ano de 2011 da ACCPA com entrada franca.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_


OS MELHORES DO CINEMA EM 2011
Lista Individual
Como faço todos os anos, publico hoje a minha relação dos melhores do cinema em 2011, apresentada na reunião da ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) no dia 22/12/11. Este ano, mais de 10 filmes entraram na minha preferência e por isso, cito outros títulos além da relação geral. Espero que em 2012 tenhamos mais e melhores filmes para ver e escolher.
1) “A ÁRVORE DA VIDA” de Terrence Malick
2)”CÓPIA FIEL” de Abbas Kiarostami
3) “FILME SOCIALISMO” de Jean-Luc Godard
4)”TIO BOONMEE QUE PODE RECORDAR SUAS VIDAS PASSADAS” de Apichatpong Weerasethakul
5) “A FITA BRANCA” de Michael Haneke
6)”MELANCHOLIA” de Lars Von Trier
7)”EM UM MUNDO MELHOR” de Susanne Bier
8) )”MEIA-NOITE EM PARIS” de Woody Allen
9) “BRAVURA INDÔMITA” de Joel e Ethan Cohen
10) )”INVERNO DA ALMA” de Debra Granik
Outros filmes de destaque : “Cisne Negro”, “A Pele que Habito”, “Homens e Deuses”, “Reencontrando a Felicidade”, “Além da Vida”, “127 Horas”, “O Palhaço”, “Você vai Encontrar o Homem dos seus Sonhos”, “O Mágico” e “Biutiful”.
Categorias :
Diretor: Terrence Malick (A Árvore da Vida)
Ator : Javier Bardem (Biutiful)
Atriz: Natalie Portman (Cisne Negro)
Ator Coadjuvante: Christian Bale (O Vencedor)
Atriz Coadjuvante: Marion Cotillard (Meia Noite em Paris)
Montagem: ”A Árvore da Vida”
Cenografia: “Meia-Noite em Paris”
Fotografia: ”A Árvore da Vida”
Trilha Sonora: “Melancholia”
Canção Original: “if I Rise”(127 Horas)
Figurino: “Meia-Noite em Paris”
Roteiro Original: “A Árvore da Vida”
Roteiro Adaptado: “Bravura Indômita”
Efeitos Especiais: “A Árvore da Vida”
Melhor Animação: “O Mágico”
Melhor Documentário : “A Terra da Lua Partida”
Prêmio ACCPA : Destaque Especial do Ano - Cinema Brasileiro : “Matinta” e “Ribeirinhos do Asfalto”.
No mercado de DVD e blu-ray, com tantos lançamentos de alto nível, fica difícil fazer uma relação completa dos melhores de 2011. Mas entre tantos filmes novos e clássicos que me chamaram a atenção, quero destacar o filme “Poesia” de Chang-dong Lee. Um extraordinário trabalho sobre a solidão, a vida, os conflitos e a dura realidade de uma velha senhora. “Poesia” não foi exibido nos cinemas locais, o que é lamentável. Mas fica o meu destaque pessoal ao filme que merece ser visto por todos que gostam do bom cinema.

AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira: “Sonata de Outono” de Ingmar Bergman é o primeiro filme do ano a ser exibido dentro parceria com a ACCPA. É um dos melhores filmes do diretor sueco com atuações fantásticas de Ingrid Bergman e Liv Ullman. A sessão vai acontecer dia 23/01 às 19h com entrada franca e o tradicional debate entre o público e críticos presentes.
*Cine Olympia: “O Cinema Paraense em Destaque” é a mostra que abre a programação do cine Olympia no ano do seu centenário. A mostra é também uma homenagem à cidade de Belém que completa 396 anos agora em janeiro. Além disso, é a programação que dá partida para as comemorações do aniversário do Olympia, no dia 24/04. A mostra reúne curtas produzidos e dirigidos no estado como “Adimirimiriti”, “Chama Verequete” , “Açai com Jabá”, “Invisivéis Prazeres Cotidianos” e Matinta”.Sessão às 18:30 h com entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo: Hoje é o último dia de exibição do filme nacional “Os Residentes” de Tiago Machado, dentro da parceria com o projeto SESSÃO VITRINE. O filme será exibido às 17h. Na primeira Sessão Cult, parceria com a ACCPA, será exibido o filme “Hannah e suas Irmãs” de Woody Allen.A sessão acontecerá no dia 21/01 às 16h com entrada franca e debate após o filme com o público presente e críticos da ACCPA.
*Cine Estação:”A Pele que Habito” de Pedro Almodovár está em exibição. Com Antonio Banderas no elenco, o filme provoca as mais variadas reações, como todo bom filme de Almodovár. “A Pele que Habito” foi um dos melhores filmes de 2011 e vale a pena (re)ver. Datas e horários do filme:Dia 08 (domingo), às 10h, 18h e 20h30, 11 (quarta), às 18h e 20h30, 12 (quinta), às 18h e 20h30,15 (domingo), às 10h, 18h e 20h30

segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

CINE TROPPO - SEMANA DE 31/12/11 À 05/01/12

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as única estréia da semana é “Imortais”
“Imortais” é uma superprodução dos mesmos produtores de “300” que está sendo lançado em vários cinemas brasileiros. O Rei Hiperión (Mickey Rourke) declarou guerra contra todo o mundo grego e, para reforçar seu exército, ele tentará libetar os Titãs presos por Zeus (Luke Evans) no Monte Tártato. Tentando detê-lo, Zeus escolhe Thesus (Henry Cavill), um mortal que, com a ajuda da bela sacerdotisa Phaera(Freida Pinto), comandará o exército grego nesta batalha épica. O filme será lançado em 3D. No elenco, Henry Cavil, Mickey Rourke, Freida Pinto e Stephen Dorff. Inicialmente, o filme tinha o título original de "War of Gods";
“Imortais” teve orçamento estimado em US$ 115 milhões.
Continuações
Os sucessos de público continuam ocupando os cinemas. “Missão Impossível 4 : Protocolo Fantasma”com Tom Cruise liderou as bilheterias esta semana. O filme está sendo exibido em cópias dubladas e legendadas.”Comprando um Zoológico” de Cameron Crowe com Matt Damon e Scarlet Johnasson está com boa freqüência do publico, especialmente infantil já que o filme está sendo exibido em cópia dublada.”Gato de Botas”, “Um Roubo nas Alturas” e “Operação Presente”, que já tiveram um bom público, continuam no circuito em poucas sessões. “A Pele que Habito” de Pedro Almodovár está em exibição somente às 22h.

SUPERNOVAS
*Tido como um dos indicadores do “Oscar”, o Globo de Ouro divulgou esta semana suas indicações. No setor cinema, o filme francês “The Artist” foi campeão de indicações (6), batendo os norte-americanos “Os Descendentes” e “Histórias Cruzadas”, com 5 cada um. ”Meia-noite em Paris”, de Woody Allen teve 4 indicações (melhor filme/comédia, diretor, ator e roteiro). George Clooney teve três indicações, uma por ator em “Os Descendentes”, duas como diretor e co-roteirista em “Tudo pelo Poder”.O Brasil não teve nenhuma indicação de filme estrangeiro, com os favoritos sendo “A Pele que Habito” de Pedro Almodovár e “O Garoto da Bicicleta” dos irmãos Dardenne.
*Em janeiro, o Cine Estação abre a temporada 2012 com o filme “A Pele que Habito” de Pedro Almodóvar, com Antonio Banderas e Marisa Paredes no elenco.O filme foi eleito como um dos melhores do ano pela ACCPA. O filme será exibido dias 04,05, 06, 11, 12 e 15/01.
*'A Saga Crepúsculo: Amanhecer - Parte 1' é o filme mais visto do ano no Brasil.Em sua sexta semana em cartaz, o longa se mantém na segunda posição dos filmes mais vistos no fim de semana, arrecadando mais R$ 2,3 milhões. O público total de 6,38 milhões fez 'Amanhecer' ultrapassar a animação 'Rio' em ingressos vendidos, e se tornar o número 1 deste ano.
*Embora tenha sido anunciado como um dos pré-selecionados para a categoria Melhor Animação no Oscar 2012, 'Smurfs - O Filme' acaba de ser desclassificado. A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas desclassificou o longa alegando que o requisito básico é ter, no mínimo, 75% da produção em animação.
*'Elysium', novo filme do diretor Neill Blomkamp (Distrito 9), teve suas filmagens principais encerradas.O longa já entrou em fase de pós-produção. Os brasileiros Alice Braga ('Eu sou a Lenda') e Wagner Moura ('Tropa de Elite') estrelam, ao lado de Jodie Foster ('Quarto do Pânico'), Matt Damon ('Além da Vida'),Sharlto Copley ('Distrito 9'), Diego Luna ('Milk – A Voz da Igualdade') e William Fichtner ('Fúria Sobre Rodas').
*O ator Daniel Craig recebeu uma proposta milionária para atuar como James Bond em mais cinco filmes da franquia '007'.Se assinar contrato, o ator baterá o recorde de maior participação na franquia, atualmente de Roger Moore, que viveu o personagem sete vezes.
*A partir deste mês, 125 filmes e vídeos organizados em mais 41 DVDs passam a fazer parte do catálogo da Programadora Brasil. Desde 2007, a cada ano, o programa da Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, realizado pela Cinemateca Brasileira através da Sociedade Amigos da Cinemateca, lança em discos um conjunto de filmes brasileiros licenciados para sessões sem fins lucrativos em pontos de exibição audiovisual associados à iniciativa. Os novos títulos e o catálogo completo podem ser vistos em www.programadorabrasil.org.br.
* No próximo domingo estarei publicando a minha relação dos melhores filmes do ano da ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) Confira esta semana a relação geral da ACCPA.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_
* Feliz 2012 para todos !

OS MELHORES DO CINEMA EM 2011
RELAÇÃO DA ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará)
A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) reuniu seus críticos associados dia 22/12 para escolher os melhores do cinema em 2011. Votaram : Pedro Veriano, Luzia Álvares, Marco Antonio Moreira, Dedé Mesquita, Augusto Pacheco, Maiolino Miranda, Arnaldo Prado Jr., José Otávio Pinto, Francisco Cardoso,Ismaelino Pinto, Fernando Segtowick, Raoni Arraes, Lorenna Montenegro e Elias Neves.Veja a relação completa dos melhores do cinema em 2011 :

Melhores Filmes
1) "A Árvore da Vida" de Terrence Mallick
2) "Melancholia" de Lars Von Trier
3) Meia-Noite em Paris" de Woody Allen
4) "A Fita Branca" de Michael Haneke
5)"Cópia Fiel" de Abbas Kiarostami
6) "Cisne Negro" de Darren Aronofsky
7) "Em Um Mundo Melhor" de Sussane Bier
8) "Filme Socialismo" de Jeal-Luc Godard
9) Tio Boonmee que pode Recordar suas Vidas Passadas" de Apichatpong Weerasethakul
10) "A Pele que Habito" de Pedro Almodovar

Melhor Diretor : Terrence Malick (A Árvore da Vida)
Melhor Ator : Collin Firth (O Discurso do Rei)
Melhor Atriz: Natalie Portman (Cisne Negro)
Melhor Ator Coadjuvante : Christan Bale (O Vencedor)
Melhor Atriz Coadjuvante : Charlotte Gainsburg (Melancholia)
Melhor Montagem : A Árvore da Vida
Melhor Direção de Arte : Meia-Noite em Paris
Melhor Fotografia : A Árvore da Vida
Melhor Trilha Sonora : Melancholia
Melhor Canção Original : 127 Horas
Melhor Figurino : Meia-Noite em Paris
Melhor Roteiro Original : Melancholia
Melhor Roteiro Adaptado : Tio Boonmee/Inverno da Alma
Melhor Efeitos Especiais : Melancholia
Melhor Animação : O Mágico/Rango
Melhor Documentário : A Terra da Lua Partida
Prêmio ACCPA - Destaque do Ano - Cinema Brasileiro : "Matinta" e "Ribeirinhos do Asfalto"

Menções Especiais :
-às sessões programadas da associação no Cine Olympia (Sessão Cinemateca e Sessão Fantasia)
-ao grupo de cinema Cinepólis
-aos parceiros da ACCPA que possibilitam o desenvolvimento de nosso trabalho de formação de público: Instituto de Arte do Pará (Cineclube Alexandrino Moreira), Cine Líbero Luxardo, Cine Sesc, Cine Saraiva e Casa da Linguagem (Cineclube Pedro Veriano)

Cine Troppo - De 09 a 15/07/20