quarta-feira, 25 de dezembro de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 27/12/13 À 02/01/14

OS MELHORES DO CINEMA – 2013
Marco Antonio Moreira Carvalho



Semana passada, publiquei a relação dos melhores do cinema em 2013 da ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará). Hoje, estou compartilhando com os leitores da coluna a minha relação apresentada na eleição da ACCPA. Os critérios de votação levam em consideração os filmes exibidos no circuito comercial e alternativo este ano em Belém.
“Amor Pleno” é uma obra de arte que confirma o talento do diretor Terrence Malick (A Árvore da Vida). É um filme para ser visto, sentido, estudado e discutido como toda obra de arte merece. “Amor” de Michael Haneke é um filme impactante sobre o amor, a vida, a solidão. Polêmico, marcou o ano pela direção de Haneke e as atuações fantásticas de Emanuelle Riva e Jean-Louis Trintignant. “O Som ao Redor” é o cinema brasileiro na sua melhor forma. É um filme inteligente, criativo, social e político que ainda deve ser discutido por muitos anos. “Blue Jasmine” tem Woody Allen como sempre nos mostrando a força do seu talento através de uma história de recomeços, com uma atuação histórica de Cate Blanchett. “O Nono Dia” revela um episódio importante ocorrido na segunda guerra mundial, revelando questões políticas e religiosas que envolvem quem está no poder. Ótima direção do alemão Volker Schlondorff. “O Mestre” tem a força do cinema de autor de Paul Thomas Anderson (Magnólia/Sangue Negro), um dos melhores diretores do cinema americano. “Nuvem 09” revela o talento do novo cinema alemão numa bela história de amor e separação. “Antes da Meia-Noite” de Richard Linklater mantém com sensibilidade a força do amor de um casal (iniciada em “Antes do Amanhecer”) que discute sua relação, sempre reconstruindo e procurando novos caminhos. E “Além do Infinito Azul” de Werner Herzog, encontramos uma história “real” sobre o mundo, o ser humano e suas buscas, encontros e desencontros. Excelente filme de Herzog, um dos grandes nomes do cinema. Outros filmes que merecem destaque este ano: “O Apartamento”, “Pietá”, ”César Deve Morrer”, “Tabu”, “Gravidade”, “Além da Montanhas”, “Moonrise Kingdom”, “Pégaso”, “No”, “Elena”, “A Bela que Dorme” e “Depois de Lúcia”.
Em 2014, desejo mais e melhores filmes em nossos circuitos de cinema. Espero que o circuito alternativo e cineclubes estejam mais fortes, com mais presença de público. E por fim, desejo saúde e paz para todos. Feliz 2014!

Melhores Filmes - 2013
1) AMOR PLENO de Terrence Malick
2) AMOR de Michael Haneke
3) O SOM AO REDOR de Kleber Mendonça Filho
4) BLUE JASMINE de Woody Allen
5) O NONO DIA de Volker Scholondorff
6) O MESTRE de Paul Thomas Anderson
7) O QUADRO de Jean-François Laguionie
8) NUVEM 09 de Andréas Dressen
9) ANTES DA MEIA-NOITE de Richard Linklater
10) ALÉM DO INFINITO AZUL de Werner Herzog

Outras categorias:
Melhor Diretor: Terrence Malick (Amor Pleno)
 

Melhor Ator: Daniel Day Lewis (Lincoln)


Melhor Atriz: Cate Blanchett (Blue Jasmine)

Melhor Ator Coaduvante: Barkhad Abdi (Capitão Philips)
Melhor Atriz Coadjuvante: Sally Hawkins (Blue Jasmine)
Melhor Roteiro Original: AMOR PLENO
Melhor Roteiro Adaptado: O NONO DIA
Melhor Fotografia: AMOR PLENO
Melhor Montagem: AMOR PLENO
Melhor Trilha Sonora Original: OBLIVION
Melhor Trilha Sonora Adaptada: AMOR PLENO
Melhor Canção: OBLIVION
Melhor Figurino: ANNA KARENINA
Melhor Cenografia: LINCOLN
Melhor Sonoplastia: O SOM AO REDOR
Melhor Efeito Especial: GRAVIDADE
Melhor Animação: O QUADRO
Melhor Documentário: ELENA


Prêmio ACCPA – Melhor Filme Brasileiro do Ano: O SOM AO REDOR

CINE TROPPO - SEMANA DE 20 À 26/12/13

OS MELHORES DO CINEMA EM 2013 – ACCPA
Mantendo uma tradição que existe desde 1963, a ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) escolheu no dia 18/12/12, os melhores do cinema de 2013. O critério da escolha dos melhores filmes e outras categorias está relacionado diretamente aos filmes exibidos em 2013 no circuito comercial e alternativo na cidade de Belém desde que sejam inéditos e tenham sido exibidos regularmente em algum cinema do circuito. Este ano, votaram os críticos Pedro Veriano, Luzia Álvares, Marco Antonio Moreira Carvalho, Arnaldo Prado Júnior, Fernando Segtowick, Dedé Mesquita, José Otávio Pinto, Augusto Pacheco, Elias Neves, Francisco Cardoso, Lorenna Montenegro e Maiolino Miranda.
“Amor” de Michael Haneke foi eleito o melhor filme do ano sendo exibido inicialmente no circuito comercial e posteriormente no circuito alternativo, atraindo um bom público. O belo e polêmico filme de Haneke emocionou muitos espectadores e foi motivo de muitos debates sobre seu tema.A obra-prima de Terrence Malick, “Amor Pleno”, entrou na lista dos melhores e ainda foi premiada com as indicações de melhor diretor, fotografia, montagem, roteiro original e trilha sonora. Cate Blanchett, numa atuação histórica em “Blue Jasmine” de Woody Allen foi eleita a melhor atriz e Daniel Day Lewis o melhor ator numa atuação genial por “Lincoln”. A grande maioria dos filmes da relação final foi exibida no circuito alternativo (Cine Olympia, Cine Estação e Cine Líbero Luxardo) confirmando a importância destes espaços para o desenvolvimento da cultura cinematográfica local. A seguir a relação completa dos melhores de 2013 segundo a ACCPA. Na próxima semana, estarei publicando minha relação dos melhores de 2013 na área de cinema :

1) AMOR de Michael Haneke (90 pontos)
2) AMOR PLENO de Terrence Malick (66 pontos)
3) BLUE JASMINE de Woody Allen (52 pontos)
4) O NONO DIA de Volker Schlöndorff( 43 pontos)
5) O SOM AO REDOR de Kleber Mendonça Filho ( 41 pontos)
6) O MESTRE de Paul Thomas Anderson (31 pontos)
7) HANAMI : CEREJEIRAS EM FLOR de Doris Dörrie ( 29 pontos)
8) TETRO de Francis Coppola (25 pontos)
9) FRANCES HA de Noah Baumbach (24 pontos)
10) ANNA KARENINA de Joe Wright/DJANGO LIVRE de Quentin Tarantino/GRAVIDADE de Alfonso Cuarón ( empate – 19 pontos)


Melhor Diretor : Terrence Malick (foto) por AMOR PLENO
Melhor Ator: Daniel Day Lewis por LINCOLN
Melhor Atriz: Cate Blanchett por BLUE JASMINE
Melhor Ator Coadjuvante: Christopher Waltz por DJANGO LIVRE
Melhor Atriz Coadjuvante: Sally Hawkins por BLUE JASMINE
Melhor Roteiro Original: AMOR PLENO de Terrence Maclick
Melhor Roteiro Adaptado: O NONO DIA de Volker Schlöndorff
Melhor Montagem: AMOR PLENO de Terrence Malick
Melhor Fotografia: AMOR PLENO de Terrence Malick
Melhor Trilha Sonora: AMOR PLENO de Terrence Malick
Melhor Canção: OBLIVION/OS MISERÁVEIS (empate)
Melhor Figurino: ANNA KARENINA de Joe Wright
Melhor Efeito Especial: GRAVIDADE de Alfonso Cuarón
Melhor Cenografia: ANNA KARENINA de Joe Wright
Melhor Animação: O QUADRO de Jean-François Laguionie
Melhor Documentário: ELENA de Petra Costa
Prêmio ACCPA – Melhor filme Brasileiro: O SOM AO REDOR de Kléber Mendonça Filho

Menções:
- a ACCPA agradece aos parceiros que têm sido fundamentais nas atividades da associação na ação de exibição e debates com filmes que visam a formação de uma plateia que valoriza e estuda a cultura cinematográfica : Instituto de Artes do Pará, Cine Líbero Luxardo, Cine Olympia, Cine Estação, Sesc Boulevard, UEPA, Casa da Linguagem e a APC (Academia Paraense de Ciências).
- 41 anos de atividades de Luzia Álvares na sua coluna de cinema de O LIBERAL.

domingo, 15 de dezembro de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 13 À 19/12/13

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira Carvalho

*A organização do Festival Sundance anunciou os filmes concorrentes de suas principais categorias competitivas, incluindo ficção e documentários americanos e de outros países, além da seção NEXT, dedicada a obras de linguagem mais experimental. Entre os destaques estão “Camp X-Ray”, passado na prisão de Guantánamo, com Kristen Stewart; “Happy Christmas”, mistura de drama e comédia com Anna Kendrick, e “The Skeleton Twins” com Kristen Wiig. Também foram divulgados os filmes da seção Première, que exibirá em primeira mão “The Raid 2” de Gareth Evens, Rudderless, estreia na direção do ator William H. Macy, “The Trip to Italy” de Michael Winterbottom,” The Voices” de Marjane Satrapi, e “White Bird in a Blizzard”, de Greg Arakki. Serão, no total, 117 longas, exibidos entre os dias 16 e 27 de janeiro na cidade americana de Park City. Este ano, o festival comemora três décadas de existência. Entre as novidades está a mostra Sundance Kids, de filmes infantis.

* A Disney, que recentemente comprou a Lucasfilm, produtora das quatro aventuras de Indiana Jones, e a Paramount, que distribuiu mundialmente os filmes, chegaram a um acordo quanto ao futuro da franquia. A Disney, nova proprietária da marca, que veio para as suas mãos no pacote da Lucasfilm, terá também os direitos de distribuição e marketing sobre novos filmes de Indiana Jones a serem realizados. Quanto aos filmes já existentes, continuarão a ser comercializados pela Paramount, que ainda terá uma participação financeira nos filmes futuros. Não houve, porém, o anúncio oficial de um quinto filme ainda.

*Após o cancelamento da edição de 2012, o Festival de Cinema de Paulínia voltou a ter mais uma edição já este ano. O evento, terminou dia 14 e teve um formato enxuto, com apenas cinco longas-metragens, em formato não-competitivo, e promete retornar com força total em julho de 2014. Serão exibidos este ano “Confia em mim”, de Michel Tikhomiroff (na abertura), “Entre vales” de Philippe Barcinski, “O lobo atrás da porta” de Fernando Coimbra, “Serra Pelada” de Heitor Dhalia (no encerramento), e, com sessões todos os dias, na programação infanto juvenil, “Uma história de amor e fúria” de Luiz Bolognesi. As sessões, no Theatro Municipal de Paulínia, foram abertas ao público da cidade, com entrada franca.


*Confira os melhores filmes de 2013 segundo o American Film Institute: “12 Anos de Escravidão” (Steve McQueen), “Trapaça” (David O. Russell), “Capitão Phillips” (Paul Greengrass), “Fruitvale Station – A Última Parada” (Ryan Coogler), “Gravidade” (Alfonso Cuarón), “Ela” (Spike Jonze), “Inside Llewyn Davis – Balada de um Homem Comum” (Ethan e Joel Coen), “.Nebraska” (Alexander Payne), “Walt nos Bastidores de Mary Poppins” (John Lee Hancock) e “O Lobo de Wall Street” (Martin Scorsese).

* No próximo dia 18, os críticos associados da ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) estarão reunidos para a escolha dos melhores do cinema em 2013. Várias categorias serão escolhidas como melhor filme, ator, atriz e diretor. Na próxima semana, estarei publicando a relação completa dos melhores de 2013 a partir da relação final da ACCPA.

*“Vocês ainda não viram Nada Ainda”, novo filme do verterano diretor francês de Alains Resnais chega finalmente em DVD. Na história, um famoso famoso dramaturgo, deixa em testamento uma missão para alguns de seus mais próximos: eles devem aprovar ou reprovar uma montagem de sua peça "Eurídice" feita por uma jovem trupe de teatro. A esses atores, tudo é permitido: amor, ódio, alegria e tristeza. São eles que devem decidir o que vai em cena para montar essas peças surpreendentes. Resnais é diretor de grandes pbras como “Hiroshima meu Amor” e “Ano Passado em Mariembad”. Seus filmes sempre merecem ser vistos.

 

* Outro bom lançamento em DVD: “Dossiê Jango”. O documentário traz à tona o conturbado período em que o ex-presidente João Goulart viveu no exílio e as nebulosas circunstâncias de sua morte. Partindo desse fato, o documentário alimenta o debate em torno da necessidade de investigação e esclarecimento público desse período negro de nossa História, a Era das ditaduras militares latino-americanas Direção de Paulo Henrique Fontenelle.

*A emissora norte-americana NBC encomendou a produção de uma minissérie de 4 horas inspirada no romance ‘O Bebê de Rosemary’. O projeto será filmado a partir de janeiro de 2014.A direção será da polonesa Agnieszka Holland, indicada ao Oscar de Melhor Roteiro por ‘Filhos da Guerra’ (Europa, Europa) e ao Emmy de Melhor Direção de Série Dramática por ‘Treme’.


ESTREIA DA SEMANA


“O Hobbit : A Desolação de Smug” de Peter Jackson - É o segundo filme da trilogia de adaptação da obra de J.R.R. Tolkien. Bilbo, os anões e Gandalf continuam sua jornada depois de serem salvos pelas águias nas Montanhas Sombrias e se encontram com Beorn, um troca-pele, que pode se transformar em um urso enorme. Depois disto eles continuam até a Floresta das Trevas. Os anões e o hobbit seguem sozinhos por dentro da floresta escura e assustadora até que são surpreendidos pelas Aranhas Gigantes, mas Bilbo com a ajuda de seu anel os salva, mas acabam sendo capturados pelos elfos da floresta.Eles precisam roubar Smaug, um dragão que há muito tempo saqueou o reino dos anões do avô de Thorin e que desde então dorme sobre o vasto tesouro.

 
AGENDA


*Cine Olympia:
De 06 à 19/12 – “Depois da Chuva”. Filme baseado no roteiro de Akira Kurosawa. Sessão às 18:30h. Entrada Franca.
De 20 à 22/12 – “A Felicidade não se Compra” de Frank Capra
De 26 à 29/12 – “As Férias do Sr. Hulot” de Jacques Tati



*Cine Líbero Luxardo:
De 11 à 22/12 – “Tabu” de Miguel Gomes.
Em Janeiro: “O Exercício do Caos” de Frederico Machado


*Cine Estação:
De 10 à 29/12 – “Os Amantes Passageiros” de Pedro Almodovár e “Confissões de um Jovem Apaixonado” Com Charlotte Gainsburg

domingo, 8 de dezembro de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 06 À 12/12/13

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira Carvalho



*Esta semana, o cineasta francês Jean-Luc Godard completou 83 anos. O cinema não seria o mesmo sem o talento e a genialidade deste grande diretor. Filmes como "O Demônio das 11 Horas" e "Week-End" são fundamentais para quem quer entender a potência do cinema como arte em constante evolução. Outro cineasta que fez aniversário neste período foi Woody Allen completando 78 anos. Espero que Woody Allen continue a fazer grandes obras por muitos e muitos anos. Vida longa aos mestres!


*Muitos filmes realizados nos anos 70 não são lembrados da forma como deveriam pela mídia especializada. E entre tantos títulos "esquecidos", está o belo "Harry, O Amigo de Tonto" de Paul Mazursky realizado em 1974 e que deu o "Oscar" de melhor ator para Art Carney. É um filme sobre a solidão, sobre a velhice e sobre a necessidade de sempre seguir em frente a partir da história de Harry e seu fiel companheiro, o gato Tonto. O filme será exibido no cineclube Alexandrino Moreira (IAP), dia 09/12 às 19h com entrada franca e debate após a exibição. Apoio da ACCPA. Vale a pena (re) ver.
* Este mês, a coleção Cultura Mostra, em parceria com a Versátil Home Video, lança “Mistérios de Lisboa”, a premiada adaptação do grande cineasta chileno Raoul Ruiz (O Tempo Redescoberto) para o romance do escritor português Camilo Castelo Branco (Amor de Perdição). Pela primeira vez, o público brasileiro terá a oportunidade de ver a produção em sua versão integral como uma minissérie com seis horas de duração (no Brasil, exibiu-se apenas a versão editada para cinema, com uma hora e meia a menos).
*"O Nono Dia", exibido no cine Olympia, é baseado em trechos do diário do religioso Jean Bernard e mostra como o Nazismo tentou manipular a igreja católica para facilitar seu domínio ideológico nos países invadidos. No filme, o padre luxemburgense Henri Kremer recebe nove dias de liberdade do campo de concentração para ser convencido por um oficial da Gestapo de que a igreja local deve colaborar com os nazistas. Caso contrário, ele e sua família e outros padres já presos num campo de concentração estarão ameaçados de morte. Muito bem dirigido pelo veterano cineasta alemão Volker Schlöndorff, o filme tem atuações fantásticas e provoca uma grande reflexão sobre a relação do poder com a religião.
*O final do ano está chegando. Hora de pensar os sobre os melhores filmes exibidos este ano em nosso circuito. "Amor Pleno", "Amor", "O Som ao Redor" e "Blue Jasmine" entre outros títulos estarão na minha relação final. Sobre as grandes decepções de 2013, muitos filmes também podem ser relacionados como por exemplo “Elysium”.
*Pelo segundo ano consecutivo, o Sindicato dos Críticos de Nova York escolheu um filme do diretor David O. Russell como o melhor do ano. “Trapaça” ganhou os prêmios de Melhor Filme, Melhor Roteiro e Melhor Atriz Coadjuvante para Jennifer Lawrence. Em 2012, o prêmio de Melhor Filme do Sindicato foi para “O Lado Bom da Vida”, também dirigido por Russell e com Lawrence no elenco. O filme é baseado em fatos reais, e acompanha uma missão secreta da década de 1980 intitulada Abscam. Organizada pelo FBI, a empreitada precisou forjar a Abdul Enterprises para provar que um empresário estava oferecendo dinheiro a políticos em troca de favores.
* “A Felicidade não se Compra”, eterno filme de Frank Capra estará de volta para ao circuito. O cinema Olympia vai exibir o filme de 20 à 22/12 às 18:30h com entrada franca. A exibição deste filme no período de Natal é uma tradição que a associação de críticos mantém por anos. No elenco, James Stewart e Donna Reed. Fechando o ano, o cine Olympia exibirá a excelente comédia “As Férias de Sr, Hulot” de Jacques Tati.


*”Depois da Chuva” é um dos últimos roteiros do diretor Akira Kurosawa filmado após sua morte em 1998 pelo seu habitual assistente, Takashi Koizumi. É um belo filme que tem todas as características do cinema de Kurosawa. O filme será exibido no Olympia de 06 à 19/12.
*Neste fim de ano, o público do Cine Líbero pode fazer a diferença, transformando o Natal de uma criança. Nos três primeiros domingos de dezembro (dias 01, 08 e 15), às 10h da manhã, o Cine Líbero promoverá a programação "Matinês Natal Solidário”, com a exibição de três filmes visando arrecadar presentes que serão ofertados a instituições de amparo à criança no período natalino. Domingo,dia 08/12), será exibido "O Circo", de Charles Chaplin (1928).

 

* Do cinema para a música: "Tales of Topographic Oceans" do conjunto de rock progressivo YES completa 40 anos de lançamento em 2013. É uma obra musical impressionante com a genialidade do grupo em força máxima. É um dos momentos fundamentais na construção do rock progressivo, ainda hoje tão pouco compreendido. São 04 músicas com alta duração (em torno de 20 minutos cada uma) onde podemos ouvir uma variação musical inesquecível. Este trabalho do Yes é um dos mais significativos da sua carreira e merece ser conhecido e estudado. É uma obra de arte que o tempo só confirma sua beleza e complexidade.

ESTREIAS DA SEMANA


“Tabu” de Miguel Gomes - Vencedor do prêmio da crítica no Festival de Berlim de 2012, o longa mostra uma idosa que convive com uma empregada nascida no Cabo Verde e tem como vizinha uma mulher decidida a causas sociais. No alto de um prédio em Lisboa, as outras duas descobrem uma aventura de amor e crime ambientada na África que havia se perdido no passado.
“Carrie : A Estranha”- Refilmagem do clássico de Brian de Palma realizado em 1976.
“A Última Viagem à Vegas” com Robert De Niro, Michael Douglas e Morgan Freeman
“Como não perder essa mulher” com Scarlett Johansson

AGENDA


*Cineclube Alexandrino Moreira : Dia 09/12 – “Harry : O Amigo de Tonto” de Paul Mazursky. Com Art Carey. “Oscar” de melhor ator/1974. Sessão às 19h. Entrada Franca. Debate após a exibição.



*Cine Olympia: De 06 à 19/12 – “Depois da Chuva”. Filme baseado no roteiro de Akira Kurosawa. Sessão às 18:30h. Entrada Franca. De 20 à 22/12 – “A Felicidade não se Compra” de Frank Capra *Cine Líbero Luxardo: De 04 à 15/12 – “Tabu” de Miguel Gomes. Dia 14/12 – “O Mensageiro” de Joseph Losey. Com Julie Christie. Sessão Cult às 16h com entrada franca e debate.
*Cine Estação: Em Dezembro : “Os Amantes Passageiros” de Pedro Almodovár e “Confissões de um Jovem Apaixonado”.

domingo, 1 de dezembro de 2013

CINE TROPPO - SEMANA DE 29/11 À 05/12/13

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho



“BLUE JASMINE” 
Woody Allen sabe o que quer dizer e como dizer quando faz um filme. Afinal, com a experiência de quem trabalha a mais de 40 anos no cinema como roteirista e diretor, ele já adquiriu um estilo próprio e uma incrível segurança no escrever e filmar que ainda me impressiona e revela novas reflexões. Seu novo filme, "Blue Jasmine", traz uma galeria de personagens típicas da sua obra que mostram os erros, acertos, decepções e o instinto de sobrevivência de ser humano. E o que pode parecer uma simples comédia dramática, se transforma numa obra complexa, repleta de leituras. É fantástico o poder de síntese de Allen ao apresentar tantos assuntos interessantes em poucos personagens, tornando seus filmes sempre tão atuais, especialmente quando trata da busca de identidade de seus personagens. A personagem principal, Jasmine, interpretada magistralmente por Cate Blanchett numa atuação antológica, é uma mulher que vê seu rico mundo financeiro se quebrar quando seu marido é descoberto em uma série de irregularidades financeiras (personagem provavelmente inspirado na recente crise econômica que viveu os EUA) e a partir disso é obrigada a se reconstruir buscando ajuda na irmã que é muito diferente do seu jeito de ser e ver o mundo e que nunca deu muita atenção. E essa reconstrução vai se transformando numa odisseia de dor, graça, mentiras e fantasias que acaba deixando o espectador como uma impotente testemunha diante de tanta ingenuidade/loucura/insegurança desta frágil e ao mesmo tempo forte personagem. Afinal, Jasmine tem que mudar mas continua a mesma sonhando os mesmos sonhos, mantendo as mesmas esperanças e mentiras ao ponto de querer ter um novo relacionamento no mesmo modelo de seu casamento que fracassou pela mentira e fantasia que ela mesma criou em torno de si.


Jasmine é uma personagem em busca de algo mais desde pequena (como todos nós) mas não sabe exatamente o que. É uma personagem extremamente humana que revela o tempo todo sua insegurança e vai se acostumando com as coisas/pessoas mesmo quando confrontada pela realidade. E mesmo quanto tem que se reconstruir, repete suas fragilidades e erros. Mas Jasmine aprenderá ? Seu relacionamento com a irmã tão diferente e tão distante poderá causar alguma mudança? Um novo emprego ajudará? Estudar, aprender, compartilhar? Afinal, ser alguém pela primeira vez, é possível? "Blue Jasmine" é um filme sobre como recomeçar mas um recomeçar com uma amargura necessária, não deixando de lado o passado, as dores, os sofrimentos vividos. Afinal, tem que se aprender com os riscos/erros/desastres da caminhada. Mas no final, não sabemos se Jasmine aprendeu. Nunca saberemos e acredito que é exatamente esta dúvida que Woody Allen quer deixar com os espectadores. Ao lado de outros personagens criados por Allen, Jasmine nos acompanhará para sempre por ter muito de nós assim como Cecília em “A Rosa Púrpura do Cairo” e seu eterno sonho de ser feliz. Somos um pouco Cecília, Jasmine. Woody Allen nos lembra disso e como é bom ver no cinema um trabalho tão honesto e emotivo onde podemos ver na tela do cinema muito de nós e de outros. Afinal, como Jasmine já sabe, ser humano é difícil. Para Jasmine, cito aqui a letra de uma bela canção, em forma de pergunta : a lição já sabemos de cor. Só nos resta aprender? Ave Woody Allen.


ESTREIAS DA SEMANA
 

“Um Time Show de Bola” de Juan Jose Campanella - Um rapaz tímido, chamado Amadeo, recebe a inusitada ajuda de bonecos de uma mesa de pebolim para derrotar um adversário em comum, conhecido como “O Campeão”. Animação dirigida pelo mesmo cineasta argentino que realizou “O Segredo de seus Olhos” e “O Filho da Noiva”
“Blue Jasmine” de Woody Allen - Uma mulher rica perde todo seu dinheiro e é obrigada a morar em São Francisco com sua irmã, em uma casa muito mais modesta. Ela acaba encontrando um homem na Bay Area que pode resolver seus problemas financeiros, mas antes ela precisa descobrir quem ela é. Com Cate Blanchett, Alec Baldwin, Sally Hawkins e Peter Sarsgaard.
“Crô – O Filme” de Bruno Barreto


AGENDA
 

*Cineclube Alexandrino Moreira :
Dia 09/12 – “Harry : O Amigo de Tonto” de Paul Mazursky. Com Art Carey Jr.. “Oscar” de melhor ator/1974. Sessão às 19h. Entrada Franca. Debate após a exibição.

 

*Cine Olympia:
De 22/11 à 05/12 – “O Nono Dia” de Volker Schlondorff. Sessão às 18:30h. Entrada Franca. Apoio : Instituto Goethe
Dia 06/12 – “Depois da Chuva”
*Cine Líbero Luxardo: De 26/11 à 01/12 - Mostra Cinema e Direitos Humanos na América do Sul
 

Dia 07/12 – “As Três Máscaras de Eva” com Joanne Woodward. Sessão Cult às 16h com entrada franca e debate.
*Cine Estação: Em Dezembro : “Os Amantes Passageiros” de Pedro Almodovár.

51º FESTIVAL DE BRASÍLIA DE CINEMA BRASILEIRO

Coletiva de imprensa com os realizadores dos filmes "Liberdade" de Pedro Nishimura e Vinícius Silva, "Sempre verei cores ...