CINE TROPPO - SEMANA DE 19 À 25/08/11



CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho

Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são “Lanterna Verde”, “Uma Professora sem Classe” e “Onde está a Felicidade?”.
Em “Lanterna Verde”, num universo tão vasto quanto misterioso, uma pequena mas poderosa força existe há séculos. Protetora da paz e da justiça, ela é conhecida como a Tropa dos Lanternas Verdes. Uma irmandade de guerreiros designada a manter a ordem intergaláctica, na qual cada Lanterna Verde possui um anel que lhe garante superpoderes. Porém, um novo inimigo chamado Parallax ameaça destruir o equilíbrio das forças do Universo e o destino dos guerreiros e do planeta Terra estará nas mãos do seu mais novo recruta, o primeiro humano a ser selecionado para a Tropa: Hal Jordan, interpretado por Ryan Reynolds. O orçamento é de US$ 150 milhões, e o filme será lançado em 2D e 3D.
“Uma Professora sem Classe” tem Cameron Diaz (As Panteras) no elenco. Ela interpreta a professora Elizabeth. Desbocada, cruel e inapropriada, ela bebe, fica alta e mal consegue esperar para receber seu vale refeição e dar o fora do seu trabalho entediante. Quando ela é abandonada por seu noivo, logo traça um plano para conquistar um professor substituto rico e bonito (Justin Timberlake) -- mas que tem a atenção disputada por uma colega excessivamente enérgica, Amy (Lucy Punch).
“Onde está a Feclicidade ?” é o segundo filme dirigido por Carlo Alberto Ricceli e tem como roteirista a atriz Bruna Lombardi. No filme, a chef de cozinha Teodora embarca em uma jornada de descobertas que farão dela uma nova mulher. Crises no amor e na vida profissional a levarão – junto com o amigo Zeca e a espanhola Milena – à percorrer o Caminho de Santiago de Compostela, cenário ideal para encontros, reencontros e aventuras. No elenco, Bruna Lombardi, Bruno Garcia, Marcello Airoldi, Marta Larralde e María Pujalte.

SUPERNOVAS
*'W. E. - O Romance do Século' (W. E.), segundo filme dirigido por Madonna, ganhou data de estreia no Brasil.A Playarte Pictures marcou o lançamento para 3 de Fevereiro de 2012.” W. E. - O Romance do Século” marca a segunda produção que Madonna atua como diretora. A cantora já dirigiu 'Sujos e Sábios', em 2008.O roteiro foi escrito por Madonna e Alex Keshishian ('Na Cama com Madonna').
*Will Smith e seu filho, Jaden ('Karate Kid'), estão confirmados no elenco da ficção científica 'One Thousand A.E.', a ser dirigida por M. Night Shyamalan. O filme se passa mil anos no futuro, e acompanha um pai de família se vê em uma busca desesperada por seu filho desaparecido. Em sua busca, ele acaba recebendo alguns poderes sobrenaturais."Fazer um suspense de ficção científica com Jaden e Will é o sonho de qualquer diretor", disse Shyamalan.Gary Whitta ('O Livro de Eli') roteiriza. Gwyneth Paltrow e Bruce Willis, estão no elenco.
*Levantamento realizado junto ao Banco de Dados do Filme B revelou que o Brasil já tem 411 salas no formato 3D digital. Os estados das regiões Sudeste e Sul têm, juntos, 75% das salas no formato.
*Em entrevista recente à imprensa americana, o diretor David Fincher ('A Rede Social') falou sobre seu trabalho em '20.000 Léguas Submarinas', da Walt Disney Pictures.Segundo ele, o longa vai usar e abusar da captura de movimento. “Quero muito usar a técnica, mas prefiro o que foi feito em Avatar do que As Aventuras de Tintin. É legal a ideia de usar a tecnologia para fazer algo parecido com desenho animado, e é mais legal ainda se deixar isso realista", revelou."Provavelmente, 20.000 Léguas Submarinas será 70% em CGI. Faremos um enorme blockbuster de ficção-científica", finalizou.
* 'Dona Flor e Seus Dois Maridos' vai ganhar refilmagem. Fernanda Paes Leme vai interpretar Dona Flor, papel de Sônia Braga no original. Marcelo Faria interpretará Vadinho, vivido por José Wilker.'Dona Flor e Seus Dois Maridos' foi adaptado às telonas em 1976, dirigido por Bruno Barreto e adaptado da obra de Jorge Amado. Ainda em fase de captação de recursos, o longa será produzido pela Downtown Filmes.
*O novo filme de Martin Scorsese inicialmente intitulado 'The Invention of Hugo Cabret', teve seu título reduzido para 'Hugo Cabret', e agora será lançado apenas como 'Hugo' (foto). O longa é baseado em um livro de Brian Selznick. Hugo' se passa na década de 30 e acompanha um órfão, que vive escondido em uma estação de trem em Paris, cuidando dos relógios do lugar. Em uma das noites, o garoto se envolve em uma misteriosa aventura.Asa Butterfield ('O Menino do Pijama Listrado') será o protagonista.O filme estreia em 23 de Novembro nos EUA, e 20 de janeiro no Brasil.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

39º FESTIVAL DE GRAMADO
Na semana de 05 à 13/08, aconteceu a 39ª edição do Festival de Gramado, um dos mais tradicionais e respeitados festivais de cinema do Brasil. Nesta edição, fui convidado a participar do júri da crítica do festival que acabou premiando como melhor longa nacional o filme “Riscado” de Gustavo Rizzi, “Jean Gentil” de Laura A. Guzmán e Israel Cárdenas e “Céu, Inferno e outras partes” de Rodrigo John. A seleção de curtas-metragens exibidos provocou uma série de reflexões sobre a atual produção áudio-visual brasileira que está muito fraca. Lembro do diretor Francis Coppola declarar numa entrevista no início do anos 90, que em breve qualquer pessoa teria condições de fazer um filme mas que sua preocupação era o que essas pessoas iriam dizer com estes filmes. De alguma forma, isto está acontecendo. Foram inscritos mais de 100 curtas-metragens em gramado, 16 foram selecionados e apenas 04 curtas eram realmente de alta qualidade, incluindo o paranese “Ribeirinhos do Asfalto”.de Jorane Castro.Neste sentido, deve-se fazer uma reflexão para os caminhos do áudio-visual brasileiro para que não se tenha trabalhos em quantidade sem qualidade.
Na categoria de longas-metragens, os filmes latinos do festival sem dúvida foram superiores aos filmes nacionais selecionados. Todos os filmes latinos eram de boa qualidade, com ótimos roteiros e com bons diretores. Enquanto isso, os filmes brasileiros foram decepcionando a cada dia do festival. De qualidade mesmo, somente “Riscado” e “As Hiper Mulheres”. No mais, filmes bem intencionados que foram mal resolvidos como “O País do Desejo” de Paulo Caldas, “O Carteiro” de Reginaldo Farias e “Ponto Final”, supostamente um filme autoral mas sem a menor sensibilidade ou criatividade estética. Mais uma vez aqui, devemos fazer uma reflexão sobre os caminhos do cinema nacional, nesta retomada de produção e de público.
Bem organizado, com alguns problemas operacionais (a maioria dos filmes latinos foram exibidos em DVD) e com grande presença do público, o 39º Festival de Gramado acabou premiando o cinema paraense com dois prêmios para “Ribeirinhos do Asfalto” de Jorane Castro : melhor atriz (Dira Paes) e melhor direção de arte. Vendo o filme de Jorane, e comparando a sua produção com outras exibidas no festival, concluo que o nosso cinema paraense está pronto para um grande momento, caso haja financiamento da iniciativa privada ou governamental. O filme de Jorane agradou a platéia e isso, de alguma forma, valoriza o trabalho de todos que aqui lutam para fazer cinema com as mínimas condições.
Ano que vem, acontecerá a 40ª edição do Festival de Gramado. Espero que mais um filme paraense seja selecionado e que até lá, o cinema nacional em curta e longa-metragem tenha evoluído em todos os sentidos.
Confira abaixo a relação de filmes premiados da 39ª edição do Festival de Gramado:

Prêmio da Crítica :
Melhor Longa Nacional :"Riscado" Gustavo Pizzi
Melhor Longa Latino: "Jean Gentil" de Laura Guzman e Israel Cárdenas
Melhor Curta-metragem : "Céu, Inferno e Outras Partes" de Rodrigo John

Prêmios do Júri Oficial :
Longa-metragem Nacional
Melhor Filme em Longa-metragem Brasileiro: Uma Longa Viagem, de Lúcia Murat.
Melhor Montagem: Leonardo Sette, por As Hiper Mulheres.
Melhor Fotografia: Roberto Henkin, por O Carteiro.
Melhor Roteiro: Gustavo Pizzi e Karine Teles, por Riscado.
Melhor Atriz: Karine Teles por Riscado.
Melhor Ator: Caio Blat, por Uma Longa Viagem.
Melhor Diretor: Gustavo Pizzi, por Riscado.
Especial do Júri: As Hiper Mulheres, de Leonardo Sette, Carlos Fausto e Takumã Kuikuro.

Longa-metragem Estrangeiro
Melhor Fotografia: Serguei Saldivar Tanaka, por La Lección de Pintura.
Melhor Roteiro: Sebastián Hiriart, por A Tiro de Piedra.
Melhor Atriz: Margarida Rosa de Francisco, por García.
Melhor Ator: Gabino Rodríguez, por A Tiro de Piedra.
Melhor Diretor: Gustavo Taretto, por Medianeiras, e Sebastián Hiriart, por A Tiro de Piedra.
Especial do Júri: Las Malas Intenciones, de Rosario Garcia-Montero.
Melhor Filme Longa-metragem Estrangeiro: Medianeiras, de Gustavo Taretto.

Curta 35mm e Digital
Melhor Filme: Carreto, de Claudio Marques e Marilia Hughes e Haruo Ohara, de Rodrigo Grota.
Melhor Montagem: Mair Tavares e Tina Saphira, por Um Outro Ensaio.
Melhor Fotografia: Jacques Dequeker, por Polaroid Circus.
Melhor Roteiro: Rodrigo John, por Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo.
Melhor Atriz: Dira Paes em Ribeirinhos do Asfalto.
Melhor Ator: José Wilker em A Melhor Idade.
Especial do Júri: Rivelino, de Marcos Fábio Katudjian.
Melhor Diretor: Natara Ney por Um Outro Ensaio.
Melhor Filme Curta-metragem: Céu, Inferno e Outras Partes do Corpo, de Rodrigo John.

AGENDA
* Cineclube Alexandrino Moreira: O cineclube, em parceria com a ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) exibirá somente em setembro (data a ser confirmada) a obra-prima de Ingmar Bergman, “A Hora do Lobo”, produção realizada nos anos 60. É um dos grandes filmes deste genial diretor que tem uma filmografia fantástica e que merece ser cada vez mais conhecida.. O filme será exibido às 19h com entrada franca e o tradicional debate entre o público e críticos da ACCPA. .
*Cine Estação: “Gainsburg – O Homem que Amava as Mulheres” é o filme da semana. O filme é uma cinebiografia do artista Serge Gainsburg que desde criança demonstrou aptidão para as artes, em especial o desenho. Dono de uma imaginação fértil, ele via personagens que retratavam variações de sua própria personalidade. Impulsionado por um deles, Serge resolve abandonar o desenho para se dedicar integralmente à música. Aos poucos conquista seu espaço como pianista e compositor, até estourar de vez ao trabalhar com uma jovem cantora pop. Já um dos artistas mais populares da França, ele tem casos com atrizes bastante conhecidas, como Brigitte Bardot (Laetitia Casta) e Jane Birkin (Lucy Gordon). O filme será exibido nas seguintes datas :18 (sexta), às 18h e 20h30, 19 (sábado), às 18h e 20h3, 21 (domingo), às 10h, 18h e 20h30, 25 (quinta), às 18h e 20h30, 28 (domingo), às 10h, 18h e 20h30.
*Cine Líbero Luxardo : Fechando o festival de filmes eslecionados para comemorar os 25 anos de atividades do cinema, será exibido hoje o excelente “Sangue Negro” de Paul Thomas Anderson com Daniel Day-Lewis. O filme será exibido às 19h. Antes, às 18h, haverá uma sessão de pré-estréia do curta-metragem “Riberinhos do Asfalto” de Jorane Castro.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18