CINE TROPPO - SEMANA DE 16 À 22/09/11



CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estreias da semana são “Conan, O Bárbaro”, “Manda-Chuva”(3D), “Glee : O Filme (3D)” e “Cópia Fiel”.
“Conan, O Bárbaro” é a refilmagem da produção que consagrou o ator Arnold Schwazenegger nos anos 80. O filme inicia com Conan, ainda jovem, vendo sua aldeia ser aniquilada por um demoníaco feiticeiro chamado Thulsa Doom e seus pais serem assassinados na sua frente por ele. Disposto a vingar-se, desenvolve uma incrível força física e parte em busca da liga de aço, que fará com que sua espada se torne lendária. A direção é de Marcus Nispel (diretor das refilmagens de 'O Massacre da Serra Elétrica' e 'Sexta-Feira 13'). No elenco, Jason Momoa, Ron Perlman, Stephen Lang, Rachel Nichols, Rose McGowan, Said Taghmaoui, Leo Howard.
“Glee – O Filme (3D)” é baseado nas apresentações da turnê que os atores da série de TV de sucesso mundial fizeram interpretando várias canções do repertório do programa. Segundo o produtor, o registro do show está sendo lançado nos cinemas para permitir que os fãs que não puderam ver o show assistam agora o show em 3D. Canções como 'I'm a Slave 4 U', 'Raise Your Glass', 'Teenage Dream', 'Lucky' e 'Don't Stop Believin'' estão no repertório do filme.
“Manda-Chuva”(3D) conta a história de um gato malandro, que vive nas num beco de Manhattan, na cidade de Nova York. Ele apronta várias confusões com sua turma de gatos (Bacana, Espeto, Gênio, Xuxu e Batatinha) e sempre acaba prejudicando o Guarda Belo, que acaba tentando impedir os planos dessa turma. O filme é baseado na clássica série de animação produzida pela Hanna-Barbera Productions,na década de 60 e será exibido em 3D.
“Cópia Fiel” é mais um excelente trabalho do diretor Abias Kiarostami (Gosto de Cereja). O filme mostra o encontro entre um homem e uma mulher, em um pequeno vilarejo ao sudoeste de Toscana. O homem, um escritor britânico que acabara de dar uma palestra em uma conferência. A mulher, francesa, dona de uma galeria de arte. Desse encontro comum, surge uma série de possibilidades de um relacionamento que pode ser verdadeiro ou inventado. No elenco, Juliette Binoche que merecidamente ganhou o prêmio de melhor atriz em Cannes.

SUPERNOVAS
*A Imovision comprou os direitos de “Faust”, de Alexander Sokurov, que recebeu o Leão de Ouro do Festival de Veneza no último sábado (10 de setembro). O filme encerra uma tetralogia do cineasta russo sobre o poder, formada ainda por “Moloch” (1999),”Taurus” (2001) e “O Sol” (2005). O Prêmio Especial do Júri ficou com a produção italiana “Terraferma”, de Emanuele Crialese (de “Novo Mundo”), enquanto o Leão de Prata de melhor direção foi para Shangjun Cai, por “People Mountain, People Sea”, apresentado como filme surpresa.Michael Fassbender, por “Shame”, e Deanie Yip, por “A Simple Life”, receberam os troféus Copa Volpi de melhor interpretação, enquanto Robbie Ryan levou o prêmio de melhor fotografia por “Whutering Heights”. O prêmio de melhor roteiro foi para Yorgos Lanthimos e Efthimis Filippou, pela produção grega “Alps”. Na mostra Orizzonti, o vencedor foi o japonês “Kotoko”, de Shinya Tsukamoto. Entre os filmes premiados, além de “Faust”, apenas “Shame” tem distribuição anunciada no Brasil, pela Focus Filmes.
*Presidenta Dilma Rouseff sanciona nesta segunda o PLC-116, que estabelece um marco legal para as operações de TV por assinatura no Brasil. A nova lei abre o mercado para as operadoras de telefonia e estabelece cotas para a produção nacional na programação, entre outras novidades. Anatel e Ancine têm 180 dias para efetuar a regulamentação – mas os trabalhos já estão avançados. O projeto foi sancionado com apenas dois vetos: o primeiro para adequar as regras de atendimento ao Código de Defesa do Consumidor e às regras do decreto do SAC, e o segundo retirando das programadoras a tarefa de atribuir a classificação indicativa, que segue sob responsabilidade do Ministério da Justiça.
*Dustin Hoffman começou a filmar esta semana seu primeiro longa como diretor, “Quartet”. Estrelado por Maggie Smith, Tom Courtenay, Billy Connolly e Pauline Collins, o filme é uma adaptação da peça homônima de Ronald Harwood, que conta a história de um grupo de cantores líricos aposentados. A produção é da BBC Films, DCM Productions, Headline Pictures e Dwyer Productions.
*”Top Gun – Ases indomáveis”, dirigido por Tony Scott em 1986, vai voltar aos cinemas em versão 3D. O filme será convertido pela empresa Legend3D, que deu uma amostra do resultado em um clipe de quatro minutos exibido esta semana na International Broadcasting Convention (IBC), em Amsterdã. No filme, Tom Cruise vive um jovem piloto de caça. A previsão de estreia é o primeiro semestre de 2012.
*A Film Movement comprou no Festival de Toronto os direitos de distribuição para o mercado norteamericano de “Histórias que só existem quando lembradas”, primeiro longa-metragem de Julia Murat. O filme teve sua première mundial na Jornada dos Realizadores do Festival de Veneza, no dia 2 de setembro, e foi exibido em Toronto nesse fim de semana. Em seguida, o filmes segue para SanSebastián. Sua primeira exibição no Brasil será no Festival do Rio, em outubro.
*As salas do Grupo Espaço de Cinema que trazem a marca do Unibanco vão mudar de nome e, a partir de outubro, passam a trazer a marca Itaú. Alguns exemplos são o Unibanco Arteplex do Rio, São Paulo, Porto Alegre e Curitiba e o Espaço Unibanco Pompeia, de São Paulo, entre outros – que passaram a se chamar,respectivamente, Itaú Arteplex e Espaço Itaú Pompeia.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

Cinema/Crítica
“O Planeta dos Macacos – A Origem”
“O Planeta dos Macacos” de Franklin Schaffner, realizado no final dos anos 60 com Charlton Heston no elenco, é um dos grandes filmes americanos desta década. A idéia do fim da civilização humana vista sob uma ótica diferente, inteligente e criativa, mostrando a evolução dos macacos em decorrência do ódio, intolerância e crueldades humanas realmente marcou toda uma geração que leu o livro de Pierre Boulle (no qual o filme foi baseado) e principalmente questionou profundamente os caminhos da humanidade que até hoje é incerto. Depois deste filme, em decorrência do grande sucesso mundial, algumas sequências com menos brilho e intensidade foram produzidas nos anos 70 mias a idéia básica do filme original permaneceu. Agora, décadas depois, as questões iniciadas no primeiro filme são retomadas com uma história que procura mostrar os acontecimentos que mostram o início da revolta dos macacos, a partir da experiência de um cientista que tenta achar um remédio contra o mal de Alzheimer (particularmente porque seu pai apresenta todos os sintomas da doença). A construção da história do filme convence bem até metade do filme, quando o desenvolvimento de alguns personagens ficam reticentes (especialmente o personagem do cientista) e a ação começa a ficar mais importante que os detalhes da história. Na primeira parte do filme, particularmente quando se mostra o crescimento do macaco César (que depois vai liderar a revolução dso macacos), o filme cria bons momentos criando e provocando reflexões sobre a relação de poder do homem civilizado, sua ambição e seus desvios de conduta. Mas como um “blockbuster” que tem seu compromisso com resultados na bilheteria, a história vai tomando outro curso. Mesmo assim, dentro do padrão de “blockbusters” realizado hoje em Hollywood, “O Planeta dos Macacos – A Origem” está acima da média. Com um bom roteiro (que poderia ter sido melhor aproveitado caso o filme fosse de produção independente), boas atuações e uma boa direção, o filme consegue retomar as questões do livro e do filme de forma coerente mas deixando uma sensação de que poderia ter sido feito mais. Não tenho como não destacar no filme os fantásticos efeitos especiais utilizados pela técnica de captura de movimentos onde sensores foram colocados no rosto e corpo dos atores que interpretaram os macacos, especialmente o macaco César.

Dicas
*O Ministério da Cultura divulgou a lista de longas-metragens inscritos para concorrer à indicação oficial do Brasil na disputa do “Oscar” de melhor filme estrangeiro. O título indicado será escolhido na terça-feira, 20 de setembro, quando a Comissão Especial de Seleção se reunirá, a partir das 10h, no Palácio Gustavo Capanema, no Rio de Janeiro. A comissão é composta pela secretária do Audiovisual, Ana Paula Santana; pelo presidente da Associação Brasileira de Cinematografia, Carlos Eduardo Carvalho Pacheco; pelo ministro do Departamento Cultural do Itamaraty, George Torquato Firmeza; e pelos representantes da Academia Brasileira de Cinema: Jorge Peregrino, Nelson Hoineff, Roberto Farias e Silvia Rabello. Os filmes inscritos foram:
- A Antropóloga, de Zeca Pires
- As Mães de Chico Xavier, de Glauber Filho e Halder Gomes
- Assalto ao Banco Central, de Marcos Paulo
- Bruna Surfistinha, de Marcus Baldini
- Estamos juntos, de Toni Venturi
- Família vende tudo, de Alain Fresnot
- Federal, de Erik de Castro
- VIPs, de Toniko Melo
- Histórias Reais de um Mentiroso, de Mariana Catalbiano
- Lope, de Andrucha Waddington
- Malu de Bicicleta, de Flavio Tambellini
- Mulatas! Um tufão nos quadris, de Walmor Pamplona
- Quebrando o Tabu, de Fernando Grostein
- Trabalhar Cansa, de Juliana Rojas e Marco Dutra
- Tropa de Elite 2, de José Padilha
* Estão abertas, até 7 de novembro de 2011, as inscrições para o 2º Festival de Cinema Universitário na Bahia. O projeto acontecerá na Unijorge (Centro Universitário Jorge Amado), em Salvador, Bahia, de 15 a 18 de março de 2012. O evento, realizado pela Multi - Planejamento Cultural, tem como objetivo estimular a discussão, produção e difusão do cinema universitário no país e distribuirá R$ 14 mil em prêmios para as 50 melhores produções brasileiras. Maiores informações : http://www.unijorge.edu.br/festivaluniversitario/index.html

AGENDA
* Cineclube Alexandrino Moreira: O cineclube, em parceria com a ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) exibirá amanhã o filme “A Comilança”, filme polêmico de Marco Ferrei com Marcelo Mastroianni e Ugo Tognazzi no elenco.. No filme, um grupo de amigos depois de uma orgia com prostitutas reúne-se para comer. A idéia é comer até morrer como forma de metáfora e crítica a uma sociedade individualista e desumana. O filme marcou a obra do cineasta Ferreri, um dos mais rebeldes do cinema italiano e foi candidato a Palma de Ouro em Cannes e deu um prêmio ao diretor. O filme será exibido às 19h com entrada franca e o tradicional debate entre o público e críticos da ACCPA. .
*Cine Estação: Oferecendo uma última chance para quem não pode acompanhar a mostra de Cinema Italiano feita dentro da programação da Feira Pan Amazônica do Livro, será exibido hoje uma maratona de filmes a partir das 10 h com sessões direto até às 20:30 h. Confira a programação completa no site www.estacaodasdocas.com.br
*Cine Líbero Luxardo :”Soul Kitchen” está em exibição somente até hoje com sessão às 19h. A partir de quarta-feira, estréia “Cópia Fiel” com Juliet Binoche, um dos melhores filmes deste ano. * Cine Olympia : Iniciou esta semana e vai até o dia 16/10, uma mostra de filmes da Venezuela com a exibição de vários filmes inéditos no Brasil. Todos os filmes do festival serão exibidos às 18 h com entrada franca. Veja a programação completa no site www.cinemaolympia.com.br. A mostra tem o apoio do Consulado Geral da Venezuela em Belém/Pa.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 02 a 08/03/17

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17