CINE TROPPO - SEMANA DE 08 À 15/07/11

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho

Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, a estréias da semana são “Cilada.com” e “Rio Sonata”.
“Cilada.com” é baseado no sitcom que fez sucesso na televisão por assinatura. Bruno (Bruno Mazzeo) é protagonista de um vídeo que vira hit na internet - a transa com sua namorada (Fernanda Paes Leme). Tudo isso é resultado de uma vingança, já que Bruno a traiu. A superexposição é apenas a primeira das grandes ciladas nas quais ele se envolve. Ele tenta pedir ajuda a Marconha (Serjão Loroza), seu amigo cineasta. A direção é de José Alvarenbga Jr. No elenco, Bruno Mazzeo, Fernando Paes Leme, Mauro Mendonça e Heloísa Perissé.
“Rio Sonata” é um filme dedicado à Nana Caymmi, uma das mais sofisticadas
cantoras do Brasil, e seu importante papel na música brasileira nos últimos 50 anos. Nana Caymmi vem de uma extensa herança musical, filha do músico Dorival Caymmi e é vista como uma das maiores cantoras do Brasil. O documentário é dirigido por Georges Gachot e tem depoimentos de Gilberto Gil, Milton Nascimento, entre outros grandes compositores. O filme será exibido no Cine Estação nas seguintes datas e horários : Quarta: 13, às 18h e 20h30, Quinta: 14, às 18h e 20h30, Sexta: 15, às 18h e 20h30, Sábado: 16, às 18h e 20h30, Quinta: 21, às 18h e 20h30, Sexta: 22, às 18h e 20h30, Sábado: 23, às 18h e 20h30 e Domingo: 24, matinal às 10h e 18h e 20h30.

SUPERNOVAS
*O filme “Nosso Lar”, de Wagner de Assis, terá estreia norte-americana.O longa brasileiro teve seus direitos de distribuição adquiridos pela Strand Releasing, e tem lançamento marcado para março de 2012 nos EUA. No começo do próximo ano, Wagner de Assis começa a trabalhar na continuação, baseada no livro 'Os Mensageiros', também psicografado pelo médium mineiro.
*Adam Sandler (Esposa de Mentirinha) se juntou ao grandioso elenco de vozes da animação “Hotel Transilvânia” (Hotel Transylvania).Ele dublará o Conde Drácula. elenco de vozes ainda conta com Kevin James ('Gente Grande') como Frankenstein e Fran Drescher ('The Nanny') como Eunice, esposa do monstro. David Spade ('Gente Grande') será Quasímodo, e Steve Buscemi ('Gente Grande') e Molly Shannon ('A Volta do Todo Poderoso') dublarão um casal de lobisomens.
*Trance', próximo filme do diretor Danny Boyle, indicado ao Oscar deste ano por '127 horas', pode ter mais nomes fortes no seu elenco .Scarlett Johansson (Ponto Final) é a preferida do diretor para viver a protagonista feminina. Além dela, Zoe Saldana ('Avatar') e Mélanie Thierry ('Babylon A.D.') disputam o papel.
*Steven Spielberg (Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal) está interessado em produzir e dirigir uma nova versão de “Matt Helm”, que conta de história de um agente secreto. A Variety revelou que Spielberg já está contratado para produzir, mas ainda está analisando a possibilidade de dirigir. 'Matt Helm' é baseado em uma série de 27 livros do escritor Donald Hamilton, que segue a mesma linha de James Bond. Helm é um agente do governo americano que cuidava de assuntos nacionais, um assassino a serviço dos Estados Unidos.
* Mais uma cinebiografia de cantores de sucesso vem aí. A vida da dupla sertaneja Leandro e Leonardo, ganhará sua própria cinebiografia que já tem nome definido: “Não Aprendi dizer Adeus”'. O ator Bruno Gagliasso foi confirmado no elenco da produção nacional, como o protagonista. Gloria Perez será roteirista do filme. Será sua estreia no formato. Quem produz o longa é Diogo Boni e Angelo Salvetti.
*”Somos tão Jovens”(foto), cinebiografia do cantor e compositor Renata Russo, está sendo dirigido e produzido por Antonio Carlos da Fontoura ('Gatão de Meia Idade') com roteiro é assinado por Marcos Bernstein ('Chico Xavier'). Thiago Mendonça ('Dois Filhos de Francisco') interpreta Renato Russo, criador e líder da banda Legião Urbana. O elenco conta ainda com Sandra Corveloni, Marcos Breda, Laila Zaid, Bianca Comparato e Olívia Torres, entre outros. O filme está em fase de filmagem.
* Começou no dia 08, o Festival de Cinema de Paulínia em São Paulo com a exibição de vários filmes nacionais inéditos. O festival terá uma programação variada de filmes e debates, até o dia 15/07.
* A ACCPA (Associação dos Críticos de Cinema do Pará) tem um site à disposição do internauta: www.accpara.com.br . No site da ACCPA, tem a programação dos cinemas comerciais e alternativos, críticas, calendários de estreias, enquete, etc..
*Acesse “Odisséia”, meu blog sobre cinema e outros assuntos no endereço http://www.marcoantoniomoreira.blogspot.com/.
* Meu Twitter: www.twitter.com/marcomoreira_

Crítica/Cinema
“Reencontrando a Felicidade”

SÍNDROME DA FALTA
Em “O Quarto do Filho” Nanni Moretti mostrou o vazio que ficou numa família quando o filho adolescente morreu. Neste caso mãe a pai não encontraram um buraco para se meter, ou para fugir de uma realidade esmagadora. Já na peça “Rabbit Hole” de David Lindsay-Abire a mãe acha enlevo no que o autor chama de “toca do coelho”, pensando talvez na Alice de Lewis Carrol ou,numa conversa com um autor de “sci-fi”, num buraco astronômico que a levasse ao universo paralelo da conformação. O filme de John Cameron Mitchell, com roteiro do próprio Lindsay, desmonta o original de teatro e tenta fazer ver o drama de um casal quando o filho único de 4 anos é atropelado e morto. Para isso o que na peça estreitava a ação num aposento abre-se num conjunto em que se alternam planos próximos de angústia, onde a câmera parece não se conter e se afasta para o nada, planos abertos e fixos por onde transitam personagens de ponta a ponta num hiato emotivo, lente grande-angular para dar maior dimensão a dependências da casa onde marido e mulher passam a viver como estranhos, e sempre o cuidado de esvaziar o potencial lacrimoso com interpretações que dosam as expressões faciais.
“Reencontrando a Felicidade”, titulo que “diagnostica” o fim do filme como “O Marido Era o Culpado”(Sabotage) de Hitchcock, pode ser visto como “A Casa do Filho”. Ou simplesmente “A Fuga”. Ele prega que as “terapias de casal” são papos furados e que a superação de uma grande dor independe de analgésicos. O remédio é sempre o amor. (Pedro Veriano)

A TOCA DO COELHO
O drama, impregnado de temas emocionais e personagens realistas em
conflito, é, mais do que qualquer outro gênero cinematográfico, o
preferido para as nomeações ao “Oscar”, Festival de Cannes, entre outros
festivais. Do gênero, outros subgêneros ganharam maior espaço na tela,
como o drama histórico, o drama político, o docudrama, a comédia
dramática, o drama psicológico, o drama trágico, o drama romântico e o
melodrama, ponto alto da narrativa cinematográfica nas mãos hábeis de
Douglas Sirk, que inspirou a renovação do cinema alemão na obra de
Reiner Fassbinder, e que hoje navega pelas águas turbulentas do cinema
de Pedro Almodóvar.
O cinema, enquanto experiência internacional do gênero dramático,
transcende fronteiras e idiomas em favor da linguagem, em filmes
fortes como ‘A Noite dos Desesperados’, de Sidney Pollack; ‘As Vagas
Estrelas da Ursa Maior’, de Luchino Visconti; ‘Quando Voam as
Cegonhas”, de Mikheil Kalatozov; ‘Vera’, de Sérgio Toledo; ‘O Idiota’,
de Akira Kurosawa; ‘A História de Adele H.’, de François Truffaut;
‘Tess’, de Roman Polanski, e uma lista infindável, felizmente.
Os altos e baixos da irregular carreira de Nicole Kidman, conduziram a
mais uma indicação na categoria de melhor atriz em 'Reencontrando a
Felicidade', eclipsada pelo desempenho de Natalie Portman em produção
concorrente. Como avaliar as devidas performances se as indicadas concorrem por
atuações completamente diferentes? Como comparar o talento de Annette
Bening a carregar nas costas um drama que não convence? Como não
premiar também o olhar, os gestos e o movimento de Jennifer Lawrence
no cortante ‘Inverno da Alma’? Coisas da indústria..
Na toca do coelho em que Becca se deixou levar, vela, sem pieguice, a
entorpecente experiência do luto em planos estáticos de John Cameron
Mitchell, em que as nuances dos personagens crescem nesta narrativa do
rigor, sem margem para os excessos do gênero, trabalhando o labor
cruel do deus tempo em seu próprio ritmo.
Nicole Kidman em momento de glória, a exemplo de seus melhores filmes,
não por acaso grandes dramas como ‘Retrato de uma Mulher’, ‘As Horas’,
‘Dogville’, e, é claro, ‘De Olhos Bem Fechados’.(José Augusto Pachêco)

AGENDA
* Cineclube Alexandrino Moreira: O cineclube exibirá amanhã dois documentários brasileiros : “Tocando a Rabeca”(Pará/ 27 minutos) e “Percussivos”(Bahia/52 minutros)) A exibição acontecerá às 19 h com entrada franca..
*Cine Líbero Luxardo: “Um Homem que Grita” de. Mahamat-Saleh Haroun tem seu último dia de exibição. No filme, Adam, ex-campeão de natação, há 40 anos trabalha com guardião de piscina de um hotel de luxo situado no Chade, na África. Quando o estabelecimento é vendido, ele se vê obrigado a ceder a sua vaga para seu filho Abdel, situação que o incomoda bastante por ver nela um declínio social.O filme será exibido às 19h.
*Cine Olympia: Exibido na mostra de filmes Brasil-Alemanha, hoje é o último dia do filme “Ônibus” com sessão única às 18:30 h e entrada franca. O filme é uma uma jornada poética lado a lado com passageiros e motoristas de linhas de ônibus interestaduais brasileiras. Uma viagem sem começo nem fim através das paisagens e sotaques em constante transformação, lentamente formando um mosaico chamado Brasil. Uma co-produção franco-brasileira. A direção é de Augusto Contento.
*Cine Estação : “Reencontrando a Felicidade” de John Cameron Mitchell tem hoje seu último dia de exibição com sessões às 10h, 18h e 20h30. É um belo trabalho com excelente interpretação da atriz Nicole Kidman. Não deixe de ver.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18