CINE TROPPO - SEMANA DE 03 À 09/07/14

Cine Troppo
Marco Antonio Moreira Carvalho
*”Barbara de Christian Petzold é uma das boas estreias da semana. A história do filme se passa cerca de nove anos antes da queda do muro. Barbara, uma médica berlinense, encaminhou uma solicitação de visto de saída da RDA. Ela foi presa e, após a sua libertação no verão de 1980, foi transferida para um hospital de província como medida disciplinar. Enquanto seu namorado da Alemanha Ocidental preparava sua fuga pelo Mar Báltico, Barbara trabalhava com cirurgia pediátrica sob constante vigilância e controle até tentar fugir de forma surpreendente.O filme de Christian Petzold foi agraciado com o prêmio de direção na Berlinale 2012,  chegando no nosso circuito local através da parceria do Cinema Olympia com o Instituto Goethe. 
*A atriz americana Jena Malone, de 29 anos, que atualmente está no elenco da franquia Jogos Vorazes (sua personagem, Johanna Mason, apareceu pela primeira vez no segundo filme, “Em chamas), assinou contrato para fazer o papel principal em um remake americano de “Um Casamento Perfeito de 1982, filme de Éric Rohmer. Falecido em 2010, às vésperas dos 90 anos, Rohmer foi um dos mais célebres nomes da Nouvelle Vague, movimento cinematográfico fundamental dentro da história do cinema. A refilmagem, a cargo da pequena produtora Rilean Pictures, se chamará “Claire. A trama envolve uma excêntrica jovem de 20 e poucos anos disposta a arranjar o casamento perfeito.
*Entre julho e setembro, em etapas, os Centros Culturais Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro, São Paulo e Brasília vão receber a retrospectiva “Fritz Lang – O Horror Está no Horizonte”, com todos os 41 filmes do cineasta alemão (posteriormente radicado nos EUA) em película. Produzida pela Raio Verde Filmes, a mostra começa por São Paulo, em 11 de julho, e ficará em cartaz no CCBB local até 24 de agosto. Ainda em julho, no dia 30, chega à filial de Brasília, onde permanecerá até 14 de setembro. O Rio recebe a mostra por último, já em 13 de agosto, e é também onde ela termina de vez, em 22 de setembro. A obra de Lang passa pelo cinema mudo, incluindo o clássico da ficção científica Metropolis, e termina já em Hollywood, onde se refugiou após a ascensão do nazismo, com o ciclo do film noir. A mostra promete filmes raros como A Gardênia Azul” e “O Tesouro do Barba Rubra. Será que nosso circuito alternativo terá chances de trazer esta excelente restrospectiva?
*Depois da maratona de jogos da Copa do Mundo dos últimos fins de semana, este será mais tranquilo, com um domingo sem nenhuma partida. Os lançamentos, porém, ainda seguem modestos. A maior estreia  será a animação Khumba” (Imagem), que entra em 286 salas. Com exibição em 3D, esta produção da África do Sul tem animais como protagonistas da história, ao estilo de “Madagascar. O filme de terror “O Espelho” (PlayArte) é o segundo maior lançamento, ocupando 127 salas. O filme religioso nacional “Causa e efeito (Downtown/Paris) entra em 117 salas. 
* Apesar de sua bilheteria nos EUA ter ficado abaixo das expectativas, a ficção científica Círculo de Fogo de Guillermo del Toro, lançada pela Warner em 2013, vai ter continuação – só que através da Universal, visto que a casa do projeto é a Legendary Pictures, que recentemente trocou um estúdio pelo outro como parceiro. O anúncio foi feito pelo próprio del Toro, em vídeo, na semana passada, e ele acrescentou que uma série de TV em animação também está nos planos.
* Esta semana foi divulgada a relação de filmes dos festivais de Paulínia (que retorna este ano) e Gramado que faz este ano sua 42 ª edição. A mostra de Gramado acontecerá  entre 8 e 16 de agosto. Entre os longa-metragens brasileiros selecionados estão: “A Despedida” (2014) de: Marcelo Galvão, “A Estrada 47” (2014) – RJ de: Vicente Ferraz, “A Luneta do Tempo” (2014) – RJ de: Alceu Valença, “Esse Viver Ninguém Me Tira” (2014) – DF de Caco Ciocler, “Infância” (2014) – RJ de Domingos Oliveira, “O Segredo dos Diamantes” (2014) – MG de Helvécio Ratton, “Os Senhores da Guerra” (2014) – RS de Tabajara Ruas e “Sinfonia da Necrópole” (2014) – SP de  Juliana Rojas


* Os excelentes debates em torno de filmes como “Persona”, “A Vida por um Fio” e “Deus e o Diabo na Terra do Sol” que foram recentemente exibidos em sessões de cineclubes locais, mostra o interesse do público para ver bons filmes e principalmente debater sobre o que foi visto dentro do contexto cinematográfico e histórico dos filmes. Mas percebo que os cineclubes precisam de maior apoio do público. É necessário que o cinéfilo paraense fique atento a programação de todos os cineclubes para poder interagir e contribuir com os debates sobre o cinema. Esta semana, teremos a exibição de “O Medo Consome a Alma” (foto) de R. W. Fassbinder, um excelente filme deste grande diretor, que foi exibido em Belém há muitos anos e que novas gerações ainda não conhecem. Logo, é uma ótima oportunidade de prestigiar o filme, o cineclube, a iniciativa de formação de platéia da ACCPA, além de contribuir para que novos filmes desta qualidade sejam exibidos e debatidos por aqui. No próximo mês, teremos a exibição de “Alexandre Nevsky” de Serguei Eisenstein e “Giordano Bruno” de  Giuliano Montaldo, dois filmes imperdíveis.

 INDICAÇÕES
ESTREIAS
“Barbara”
(Cine Olympia)
“Oslo, 31 de Agosto 
(Cine Líbero Luxardo)
  
DVD
“Cabaret”
Finalmente em DVD, um dos melhores musicais do cinema com direção de Bob Fosse e atuação iluminada de Liza Minelli

MEMÓRIA
Faleceu esta semana o diretor Paul Mazursky. Como homenagem, vale a pena ver/rever filmes como “Harry, O Amigo de Tonto(1974) e “Próxima Parada: Bairro Boêmio”(1976).

AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira :
Dia 07/07 – “O Mêdo Consome a Alma” de R. W. Fassbinder. Sessão às 19h. Entrada Franca. Debate após a exibição. Apoio : ACCPA
 *Cine Olympia: 
De 05 à 17/07 – “Barbara” de Christian Petzold.  Sessão às 18:30 h. Entrada Franca. Apoio: Instituto Goethe.
Dia 08/07 – Projeto Cinema e Música com a exibição do filme “A Caixa de Pandora”(1929) e acompanhamento musical ao vivo. Sessão às 18:30h. Entrada Franca.
 *Cine Líbero Luxardo:
De 02 à 13/07 – “Oslo, 31 de Agosto” de Joachim Trier. Lançado no festival de Cannes de 2011.
 *Cine Estação:
Em Julho – “Camille Claudel 1915” com Juliete Binoche.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18