Cine Troppo - De 25 a 31/05/17

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho.



O Cinema de R.W. Fassbinder
Rainer Werner Fassbinder completaria 72 anos de idade em 2017. Considerado como um dos maiores cineastas do novo cinema alemão surgido no final dos anos 60, Fassbinder faleceu no auge de sua carreira em junho de 1982. Nascido na Baviera, antes do final da segunda guerra mundial, realizou 45 filmes em 16 anos de atividades no cinema (em média, ele fez um filme a cada 100 dias). Sua carreira iniciou em 1967, aos 22 anos, quando se integrou ao “Action Theater” de Munique. No ano seguinte, realizou seu primeiro filme, “O Machão”. Com o sucesso deste filme, baseado numa peça de teatro, ele e outros atores do grupo fundaram o Antiteatro, companhia que tinha forte referência de Bertold Brecht (que também influenciaria seu trabalho no cinema).
Apaixonado pelo cinema realizado por grandes cineastas como Douglas Sirk, Fassbinder realizou nos anos 70 diversos filmes considerados como dramas humanos onde as frustrações do amor, da vida, sexo, conflito de gerações e melancolia eram temas constantes. Em alguns trabalhos ele foi o diretor, ator e roteirista. No início dos anos 80, realizou uma série de filmes que apontavam novas direções na sua carreira especialmente “A Praça Alexandre” (com 15 horas e meia de duração) e “Querelle”, mas uma overdose de cocaína encerrou sua carreira.
Para homenagear seu talento e filmografia, O Centro de Estudos Cinematográficos (CEC), sob minha coordenação, promoverá uma palestra com o professor Ernani Chaves no dia 30/05 às 18h30min na Casa das Artes. As inscrições são gratuitas e os participantes receberão um certificado de participação. Na continuação de homenagens a Fassbinder, o cinema Olympia e a Associação de Críticos de Cinema do Pará (ACCPA) promovem exibições especiais. No cinema Olympia, haverá uma mostra de filmes de 02 a 07/06 com a projeção de “Martha” (1974), “O Desespero de Veronika Voss” (1982), “Lola” (1981), “Lili Marlene”(1981) e “O Medo consome a Alma”(1974). Pela ACCPA, haverá exibições no circuito cineclubista de “Effie Briest” (1974) e “O Direito do mais Forte” (1975). Todas as exibições têm entrada franca. Não perca. O cinema de Fassbinder merece atenção.
*A edição 2017 do Festival de Cannes está sendo muito comentada pela mídia. O cineasta Pedro Almodovár (A Pele que Habito/Julieta) declarou que os filmes tem que ser exibidos no cinema para serem corretamente assistidos pelo público. Em tempos de novas plataformas de exibição, a discussão sobre este assunto rendeu boa polêmcia com o cineasta espanhol. O filme nacional “Gabriel e a Montanha” de Felipe Gamarano foi muito bem recebido no festival com aplausos após sua exibição. “O Estranho que nós Amávamos”, novo filme de Sofia Coppola, refilmagem de um filme com Clint Eastwood dos anos 70, também agradou a crítica e é um dos favoritos do festival. O filme tem no elenco Nicole Kidman, Kristin Dust e Collin Farrel. Outro favorito a palma de ouro no festival é “Happy-End” do polêmico cineasta Michael Haneke (Amor/A Fita Branca).

INDICAÇÕES
ESTREIA


“Piratas do Caribe 5”
Filme de Joachim Ronning e Espen Sandberg
Com Johnny Deep

CONTINUAÇÃO

“Vermelho Russo”
Filme de Charly Braun
Cine Líbero Luxardo

BLU-RAY

“Rogue One” (Edição Especial)
Filme de Gareth Edwards
Com Felicity Jones

MEMÓRIA

“Edificio Master” (2000)
Filme de Eduardo Coutinho
Cartaz exibido nos cinemas brasileiros

 AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira (Casa das Artes):
Dia 29/05 – O Cinema de John Ford: ”O Homem que Matou o Facínora” (1962). Sessão às 19h. Entrada franca.
*Cine Olympia: “Contra a Parede”. Sessões às 18h30min (Domingo e feriado: 17h30min). Apoio: Instituto Goeth. De 02 a 07/06 – “Mostra R. W. Fassbinder”. Homenagem ao diretor alemão falecido em 1982. De 20 a 30/06 – “Festival de Cinema Europeu 2017”.
*Cine Líbero Luxardo:

Até dia 31/05– “Vermelho Russo”  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18