Cine Troppo - De 04 a 10/05/17

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho


“Paterson” e a poesia de Jim Jarmush
”Paterson” de Jim Jarmush é o grande destaque das estreias do circuito exibidor local nesta semana. Jim Jarmush é um cineasta americano que tem uma filmografia diferenciada. “Estranhos no Paraíso” (1982) e “Down by Law” (1982) revelaram seu talento nos anos 80. Jarmush procura realizar filmes independentes para ter mais liberdade criativa e essa atitude tem colaborado na qualidade de seus projetos. O personagem principal de seu novo filme é Paterson, um motorista de ônibus da cidade de Paterson, Nova Jersey. Diariamente, ele repete sua rotina: dirige sua rota e observa a cidade que surge na sua visão e ao mesmo tempo ouve as pessoas no ônibus. Lentamente, Paterson vai desenvolvendo sua poesia sob os fatos que vê/ouve/percebe e tenta se realacionar com o mundo de outras formas. O filme foi bastante elogiado pela crítica estrangeira e tem no elenco Adam Driver (de “Silêncio” e “Star Wars: O Despertar da Força”). Vale conferir!
*A biblioteca Vicente Salles (Casa das Artes) disponibiliza para o público o excelente acervo de livros de Cinema do grande professor Maiolino Miranda. Cinéfilo e sempre interessado em estudar, Maiolino tem livros raros, importados e importantes que merecem ser conhecidos. Agradeço a familia do Dr. Maiolino pela doação tão significativa e espero que ele se recupere de seus problemas de saúde.
*A famosa versão de "O Iluminado" de Stanley Kubrick com duração de 144 minutos foi lançada em blu-ray nos EUA. Esta versão é maior do que as cópias lançadas internacionalmente nos cinemas. Assisti esta versão numa edição especial em VHS importado há muitos anos atrás e foi muito bom rever este "primeiro" corte de Kubrick. Para os fãs do filme, vale à pena adquirir esta versão. Afinal, é um clássico de um dos mestres do cinema.
*Mais uma ação do Centro de Studios Cinematográficos (CEC) foi realizada no dia 25/04 com a palestra do professor John Fletcher sobre a obra de Jean-Luc Godard do final dos anos 60. A palestra foi excelente e reveladora sobre o trabalho de Godard e suas influências políticas e culturais. Agradeço ao amigo John Fletcher, a Casa das Artes pela parceria e ao público presente.
* “O Medo devora a Alama”, um dos melhores filmes do cineasta alemão R. W. Fassbinder (que faleceu em junho de 1982) foi exibido recentemente no cinema Olympia. É um dos melhores filmes do cineasta. Para homenagear sua obra, a Associação de Críticos de Cinema do Pará (ACCPA) exibirá filmes de sua autoria em junho e o Centro de Estudos Cinematográficos (CEC) promoverá uma palestra no final de maio com professor Ernani Chaves sobre sua extensa filmografia e importância para o cinema.
*O cineasta Jonathan Demme faleceu na semana passada. Demme teve uma carrreira significativa com filmes que chamaram a atenção da crítica como “O Abraço da Morte” (1979) e “Totalmente Selvagem” (1986). Com “O Silêncio dos Inocentes” (1991), realizou seu melhor trabalho ao lado de “Filadélfia” (1993). Sua obra merece atenção.
*Exibição mágica do clássico "A Mãe" de Pudovkin no cinema Olympia com acompanhamento musical ao vivo de Paulo José Campos de Melo no dia 02/05. Momento histórico de cinefilia e reconhecimento da qualidade do cinema mudo produzido nos anos 20. O projeto “Cinema e Música” têm exibições mensais no cinema Olympia com filmes mudos com acompanhamento musical. Programa imperdível.

INDICAÇÕES
ESTREIAS

“Os Apaches”
Filme de Nassin Amaouche
Cine Olympia


“Paterson”
Filme de Jim Jarmush
Cine Líbero Luxardo

BREVE

“Festival de Cinema Europeu – 2017”
Cinema Olympia
De 20 a 30/06/2017

DVD

“Meu Rei”
Filme de Maiween
Com Vincent Cassel

MEMÓRIA

“O Silencio dos Inocentes” (1991)
Filme de Jonathan Demme
Cartaz exibido nos cinemas americanos nos anos 90

 AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira (Casa das Artes):
Dia 22/05 – O Cinema de John Ford: ”O Homem que Matou o Facínora” (1962). Sessão às 19 h. Entrada franca. Dia 29/05 – “O Delator” (1935).
*Cine Olympia:
Até dia 10/05 – “Os Apaches”. Sessão às 18h30min (exceto domingo e feriado às 17h30min). Entrada franca. Apoio: Instituto Goethe.
*Cine Líbero Luxardo:
Até dia 14/05– “Paterson” e “De Punhos Cerrados”.
*Cineclube da Casa da Linguagem:
Dia 10/05 – “Wanda” de Barbara Loden. Sessão às 18 h. Entrada franca.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18