Cine Troppo - Semana de 10 a 16/11/16

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho



“100 Melhores Filmes Brasileiros”

A ABRACCINE (Associação Brasileira de Críticos de Cinema) elaborou uma relação dos 100 melhores filmes brasileiros. Como membro da associação, participei enviando minhas preferências e posteriormente contribui para o livro "100 Melhores Filmes Brasileiros" que reúne críticas sobre cada um dos filmes escolhidos. Com muito prazer, escrevi sobre o filme "Chuvas de Verão" dirigido por Carlos Diegues lançado em 1978 e que inaugurou os Cinemas 1 e 2 (com "Derzu Uzala" de Akira Kurosawa) que inclui na minha lista dos melhores filmes nacionais. Entendo que é muito importante o lançamento deste e de outros livros que incentivem o pensamento crítico. Escrever sobre Cinema me traz muita satisfação. Por isso, com muito orgulho, informo que o livro da ABRACCINE (em parceria com o Canal Brasil) será lançado oficialmente em Belém no dia 24 de novembro no Cinema Olympia com a exibição especial de "Chuvas de Verão" às 16h30min. A sessão terá entrada franca e estarei presente para apresentar o filme e o conteúdo do livro além de participar de um debate após a exibição.



*Nicholas Ray (1911-1979) é o cineasta homenageado deste mês pela ACCPA (Associação de Críticos de Cinema do Pará). Os clássicos "Amargo Triunfo"(1957) e "Cinzas que Queimam"(1951) serão exibidos no Cineclube Alexandrino Moreira nos dias 14 e 28/11 com entrada franca e debate após a exibição. É importante conhecer a obra de Ray que tem uma filmografia que merece ser (re) conhecida por novos cineastas e cinéfilos. “Amargo Triunfo” tem grande atuação do ator Richard Burton e sua história acontece durante a II Guerra Mundial quando um covarde e indeciso oficial das forças aliadas recebe sem merecer uma condecoração por bravura em combate. Mas o fato da indicação ter partido de um charmoso e destemido capitão que no passado foi amante de sua mulher transforma a honraria em fonte de ódio e desejo de vingança. “Cinza que Queimam” mostra a história de um detetive de polícia durão que é designado para investigar a morte de uma jovem fora da cidade. Logo conhece o pai da vítima, tomado pelo desejo de vingança, e a compassiva irmã do assassino, que lhe pede uma chance para que ele se regenere.

*O Cinema é uma arte que merece mais espaços para mostrar sua diversidade. O circuito comercial existente hoje raramente abre exceções para filmes de melhor qualidade artística. Minha geração teve a oportunidade de conhecer a força da sétima arte graças a atuação dos cineclubes programados pela associação de críticos (Pedro Veriano). Assisti filmes de várias nacionalidades e por isso percebo como é importante a diversidade para entendermos o que o Cinema pode nos mostrar. Os cineclubes são necessários e tenho como projeto a criação de espaços cineclubistas em diversos bairros da cidade. Parcerias serão bem vindas.

*Dois grandes diretores de fotografia do cinema mundial faleceram nos últimos dias: Dib Lufti e Raoul Coutard. Lufti foi nosso maior diretor de fotografia especialmente no período do cinema novo quando trabalhou com Glauber Rocha em filmes como “Terra em Transe” (1967). Coutard foi nome fundamental no movimento Nouvelle Vague com participações em filmes como “Week End” de Jean-Luc Godard. Seus trabalhos servirão de referência para todos aqueles que admiram o Cinema.

INDICAÇÕES

ESTREIA
“Snowden : Herói ou Traidor”
Filme de Oliver Stone

CONTINUAÇÃO

“O Cheiro da Gente”
Filme de Larry Clark
Cine Líbero Luxardo

BREVE
“Mostra Arte Pará”
De 15 a 23/11
Cinema Olympia
 
BREVE

“Cinema Novo”
Filme de Eryk Rocha
Cine Líbero Luxardo -  Dia 30/11

MEMÓRIA


“Um Pequeno Romance” (1979)
Filme de George Roy Hill
Cartaz exibido nos cinemas americanos nos anos 70

AGENDA

*Cineclube Alexandrino Moreira (Casa das Artes):
Dia 14/11 – O Cinema de Nicholas Ray: “Amargo Triunfo” (1957).  Sessão às 19 h. Entrada franca e debate após a exibição.
*Cine Olympia:
De 08 a 13/11 – Festival de Audivisual de Belém (4ª Edição). Entrada franca.
*Cine Líbero Luxardo:
Até dia 13/11 – “O Silêncio do Céu” de Mardo Dutra e “O Cheiro da Gente” de Larry Clark.
*Centro de Estudos Cinematográficos (Casa das Artes):
Dia 29/11 -  "Pasolini e o pensamento contemporâneo na interpretação de Alan Badiou e Roberto Esposito". Palestra com o professor Ernani Chaves.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18