CINE TROPPO - SEMANA DE 02 À 08/11/12

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho

INDICAÇÕES/DVD
“BUNNY LAKE ESTÁ DESAPARECIDA” (1965) de: Otto Preminger. Com Laurence Olivier, Keir Dullea, Carol Lynley. Mulher se muda para Londres e logo no primeiro dia entra em desespero, quando não encontra sua filha na saída da escola. Porém, ninguém lembra de ter visto a garota e, não há qualquer prova de que ela realmente exista. Os investigadores começam a desconfiar que seja alucinação da mulher. Suspense primoroso dirigido pelo mestre Preminger (Anatomia de um Crime/Tempestade sobre Washington).Cotação : Excelente.
“TRABALHAR CANSA” (2011) de Juliana Rosas e Marco Dutra. A jovem dona de casa resolve comprar um imóvel para abrir um mercadinho e tentar aumentar a renda familiar. Apesar de o local necessitar de algumas reformas e ajustes, o plano parece bom. Porém, tudo desanda quando seu marido perde o emprego. A partir daí, a relação entre a família sofre uma inversão inesperada. Filme atípico do cinema nacional construído numa narrativa que mistura realismo, surrealismo e muito mais. Cotação: Muito Bom.
“ISTO NÃO É UM FILME” (2011) de Jafar Panahi. Em dezembro de 2010 o mais consagrado diretor iraniano Jafar Panahi foi sentenciado a seis anos de prisão pelo governo de seu país acusado de ser "conivente com a intenção de cometer crimes contra a segurança nacional do país". Além dos seis anos de prisão o diretor está proibido de dirigir filmes e escrever roteiros por 20 anos além de falar com a mídia e viajar para o exterior. Preso e privado de suas liberdades como artista, o filme é uma tentativa do diretor em narrar um de seus inúmeros roteiros censurados pelo governo. Excelente trabalho que mostra a força do cinema como liberdade de expressão. Cotação: Excelente.
“PARA POUCOS” (2011) de Antony Cordier. Dois casais se encontram e acabam despertando sentimentos de paixão e sexo entre si. Atraídos uns aos outros, eles vivem intensamente esta atração mais depois se perdem na dúvida entre o desejo e a rotina, o limite e a liberdade, criando questionamentos e respostas para suas vidas a partir deste encontro. Interessante filme francês que infelizmente ficou inédito em nossos cinemas. Cotação: Muito Bom.
“ALMAS SEM PUDOR”(1950) de Nicholas Ray. Com Joan Fontaine. Uma jovem fria, calculista e manipuladora que é capaz de tudo para conseguir o que quer, procura se envolver com um homem rico, mesmo que para isso tenha que passar por cima até de quem procura lhe ajudar. Joan Fontaine (de “Rebecca” e “Suspeita” de Hitchcock) está excelente e bela no papel principal em mais um filme de qualidade do grande diretor Nicholas Ray(Juventude Transviada). Cotação: Muito Bom.

ESTREIAS DA SEMANA
“Frankenweenie“ de Tim Burton, “Deus da Carnificina” de Roman Polanski, “Magic Mike” de Steven Sondenbergh, “O Mar Não Está Para Peixe 2: Tubarões à Vista!”(animação) e “Possessão” de Ole Bornedal.

AGENDA 
*Cineclube Alexandrino Moreira: “A Trilogia das Cores” do diretor K. Kielowsky continua em destaque depois da exibição de “A Liberdade é Azul”. Dias 05 e 12/11 serão exibidos “A Igualdade é Branca” e “A Fraternidade é Vermelha” com sessão às 19 h, entrada franca e debate com críticos da ACCPA .
*Cine Olympia: Dentro da mostra ALFRED HITCHCOCK, será exibido neste domingo o clássico “Psicose” (1960) com Anthony Perkins, um clássico eterno do cinema. A mostra de filmes de Hitchcock vai continuar na próxima semana com os seguintes títulos: “Intriga Internacional”(dia 06), “Festim Diabólico”(dia 07), “Pacto Sinistro”(dia 08), “Disque M para Matar”(Dia 09), “Frenesi”(dia 10) e “Trama Macabra”(Dia 11). Todos os filmes serão exibidos às 18:30 h com entrada franca.
*Cine Estação: “Deus da Carnificina” de Roman Polansky está em exibição desde o dia 01/11. O filme acompanha a história de dois casais que se encontram depois de seus filhos se envolverem em uma briga na escola. O encontro é um desastre, mas serve para dar início a uma análise conjugal dos casais e um estudo cínico sobre conceitos como educação e civilidade. No elenco, Jodie Foster e Kate Winslet. O filme ainda será exibido nas seguintes datas e horários: Dia 4 às 10h, 18h e 20h30, Dia 16 às 18h e 20h30 e dia 17 às 18h e 20h30.
*Cineclube da Casa da Linguagem: Em parceria com a ACCPA, nos dias 06 e 12/11 acontecerá a exibição em duas sessões do clássico “O Boulevard do Crime” de Marcel Carné às 18h com entrada franca.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 02 a 08/03/17

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17