Cine Troppo - De 13 a 19/04/17

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho



“Manchester à Beira- Mar” estreia no circuito local

“Manchester à Beira-Mar” finalmente estreou no nosso circuito de exibição. Indicado a vários “Oscar” este ano, o filme teve grande repercussão desde seu lançamento no ano passado nos EUA. Boa parte da crítica americana gostou do filme e gerou ótimas interpretações sobre o drama do personagem Lee Chandler (muito bem interpretado pelo ator Casey Afleck que foi premiado com o “Oscar”). “Manchester” é sobre a vida e renascimento deste personagem numa história emocionante que pode criar várias identificações com o espectador. No início do filme, Chandler é forçado a retornar para sua cidade natal com o objetivo de assumir a responsabilidade jurídica de seu sobrinho adolescente após o pai do rapaz, seu irmão, falecer precocemente. Este retorno à cidade obrigará Lee a enfrentar seus fantasmas e medos sobre as razões que o fizeram ir embora e deixar sua família para trás, anos antes.
A história de Lee Chandler, seus dramas, tragédias e lutas internas/externas com seu mundo, é mostrado aqui com muita sensibilidade num estilo fílmico que lembra muito o cinema europeu que, na maioria das vezes, é reconhecido pela sua forma mais reflexiva e menos exagerada do ponto de vista estético. Histórias profundas e dramáticas como de Lee Chandler, merecem ser observadas num aspecto humanista e não sensacionalista. Seu drama de vida/renascimento é comovente especialmente se o diretor deixar a imagem e a emoção deste personagem fluir sem interferências indevidas como, por exemplo, montagem acelerada, apelo musical (quando se cria um ambiente emocional através da imagem/som), entre outros clichês que normalmente tomam conta do processo criativo de muitos filmes.
Da direção simples de Kenneth Lonergan a atuação marcante de Afleck, “Manchester à Beira-Mar” me lembra que o cinema pode/deve muita vezes ser mais simples nas construções de sua narrativa e, ao mesmo tempo, ser mais complexo nos seus resultados. Por isso, entre outras razões, este filme merece atenção do espectador. Vamos prestigiar a exibição de “Manchester”. Afinal, é um dos melhores filmes do ano.



* Max Von Sydow é um dos maiores atores do cinema e completou 88 anos de idade esta semana. Os filmes que ele realizou com Ingmar Bergman são extraordinários. Lembro da primeira vez que assisti "O Rosto", "O Sétimo Selo" e depois "Vergonha" entre tantas obras importantes. Foi impressionante perceber seu talento. Parabéns ao mestre da atuação.

*Steve Howe, um dos mestres da guitarra, um dos mestres do Yes (banda de rock progressiva), fez aniversário esta semana no dia seguinte da inclusão da banda no Rock and Roll Hall of Fame (dia 07/04). Qualquer homenagem é pouca para este grande músico. Sua música é simplesmente ETERNA. Obrigado, mestre!


INDICAÇÕES
ESTREIAS

“Manchester à Beira Mar”
Filme de Kenneth Lonergan
Com Casey Affleck


“A Tartaruga Vermelha”
Filme de Michael Dudok
Cine Líbero Luxardo

BREVE

“Festival Varilux de Cinema Francês”
Cine Líbero Luxardo – Junho/2017

DVD

“Animais Noturnos”
Filme de Tom Ford
Com Amy Adams

MEMÓRIA

“Alfredo, Alfredo” (1971)
Filme de Pietro Germi
Cartaz exibido nos cinemas italianos nos anos 70

 AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira:

Dia 17/04 – O Cinema de Serguei Eisenstein: ”Ivan, O Terrível” (parte 2). Sessão às 19h. Entrada franca.
*Cine Olympia:
Até dia 19/04 – “Nem o Céu nem a Terra”. Sessão às 18h30min (exceto domingo às 17h30min). Entrada franca.
Dia 24/04 – Programação especial dos 105 anos de fundação do cinema Olympia.
*Cine Líbero Luxardo:
Até dia 26/03– “Manchester à Beira Mar”
Dia 22/04 – “A Primeira Noite de Tranquilidade”(1971) com Alain Delon. Sessão às 15h. Entrada franca.
*Cineclube da Casa da Linguagem:
Dia 27/04 – “A Bela e a Fera” (1946) de Jean Cocteau


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 02 a 08/03/17

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17