CINE TROPPO - SEMANA DE 27/01 À 02/02/12


CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho
Lançamentos da Semana
Caso não haja alterações de última hora, as estréias da semana são “Millenium – Os Homens que não Amavam as Mulheres”, “J. Edgar”, “Os Descendentes”, ‘À Beira do Abismo” e “Um Dia”.
“Millenium – Os Homens que não Amavam as Mulheres” é o primeiro filme da Columbia Pictures da adaptação em três longas-metragens do “blockbuster” literário de Stieg Larsson, “The Millennium Trilogy.” Dirigido por David Fincher (A Rede Social) e estrelado por Daniel Craig e Rooney Mara, o filme é baseado no primeiro romance da trilogia que vendeu um total de 50 milhões de exemplares em 46 países e se tornou um fenômeno mundial. Assassinatos, corrupção, segredos de família e os dramas pessoais de dois parceiros improváveis em busca da verdade por trás de um mistério de 40 anos são a base da trama do filme que teve indicações ao “Oscar” este incluindo melhor filme e atriz.
“J. Edgar” é dirigido pelo cineasta americano Clint Eastwood (Gran Torino/A Conquista da Honra). A história acompanha a vida de J. Edgar Hoover, o ex-diretor do FBI, polícia federal americana. Ele foi diretor da organização até sua morte, em 1972. Hoover era um homem dedicado à justiça, com uma vida pessoal foi bastante conturbada e também esteve por trás da modernização da polícia americana durante a década de 30. No elenco, Leonardo DiCaprio, Armie Hammer e Naomi Watts.
“Os Descendentes” é baseado no romance de Kaui Hart Hemmings e acompanha um rico latifundiário que tenta se conciliar com suas duas filhas depois que sua esposa sofre um acidente de barco. A direção é de Alexander Payne (As Confissões de Smith/Entre Umas e Outras) com George Clooney no elenco. O filme ganhou o Globo de Ouro de melhor filme/drama e Clooney recebeu o Globo de Ouro de melhor ator.
“À Beira do Abismo” mostra a história de um ex-policial procurado pela justiça que resolve se matar pulando do alto de um prédio de Nova Iorque. Uma vez notificada, a polícia da cidade se mobiliza para tentar impedir que o homem acabe com a própria vida, levando para o local inclusive uma policial psicóloga especialmente requisitada pelo suicida. No elenco, Sam Worthington (Avatar), Elizabeth Banks e Jamie Bell.
“Um Dia” conta a história de Dexter e Emma, que se conheceram na noite em que eles se formaram na Universidade em 1988 e concordaram em manter a amizade e visitar um ao outro na mesma data todos os anos para ver como estão suas vidas. Embora ambos passem por diversos envolvimentos românticos, eles têm uma ligação especial. No elenco, Anne Hathaway (Alice no País das Maravilhas) e Jim Sturgess(Across the Universe).


Memória/Theo Angelopoulos
No Dia 24/01/12 o mundo do cinema teve uma triste notícia: a morte do grande cineasta grego Theo Angelopoulos. Nome fundamental no cinema contemporâneo, Angelopoulos foi um diretor que respeitou o cinema como uma arte em busca de perguntas e respostas ao universo humano. Seus filmes tratavam da busca do homem pela harmonia, pela felicidade, pelo sonho de ser. Usando a imagem como elemento estético de poesia tanto quanto os diálogos, seus filmes são marcados pelas longas sequências sem cortes que dimensionam o roteiro e permitem que o espectador sinta a cena com toda a força dramática que tem. Outro elemento básico no seu cinema,é o silêncio que muitas vezes significava mais do que mil palavras dentro da cena criada. Sua sensibilidade de equilibrar longas sequências sem cortes, com diálogos cheios de poesia, silêncios com significação, gerou inúmeras cenas antológicas para o cinema. E assim, seu nome e cinema, foram conquistando a crítica mundial especialmente a partir de “A Viagem dos Comediantes” realizado em 1975 e ainda inédito no mercado brasileiro. Mas a evolução de sua proposta de cinema não parou, elaborando temas humanistas e também políticos em seus próximos trabalhos. Em 1980, ele realiza outro grande filme, “Alexandre, O Grande”, onde ele mistura referências mitológicas com a dura realidade da civilização moderna que diminui a construção do aprendizado, do pensamento. Com “Paisagem na Neblina” de 1988, ele realizou uma obra-prima sensível ao acompanhar a busca de casal de irmãos pelo pai que nunca conheceram. Jamais esquecerei a primeira vez que vi este filme no cinema, impressionado com a estética do diretor e a enorme sensibilidade de contar uma história tão humana e tão real. Com “Um Olhar a Cada Dia”, Angelopoulos realizou uma metáfora sobre a busca humana em ser, em existir, homenageando ao mesmo tempo a importância do cinema como arte de transformação, de referência ao descobrimento de novos caminhos da saga humana. Muitas vezes transmitindo uma melancolia sem fim em seus filmes, Angelopoulos queria provocar e ao mesmo tempo conquistar o espectador com seus temas e seu estilo. A calma e a paciência que ele criava e instalava em cada cena, permitia uma conexão absoluta com o espectador que sentia cada momento, cada diálogo, cada sequência registrada. Ao conhecer melhor sua obra, senti similaridades com o cinema de dois grandes gênios do cinema, Ingmar Bergman e Michelangelo Antonioni, que em toda a sua filmografia, também desenvolveram um cinema de introspecção, de reflexão, de respeito à arte. Por isso, a perda de Angelopoulos agora é muito significativa. O cinema de hoje ainda precisava do gênio de Angelopoulos para nos lembrar da sua força e significância. Ao meu ver, poucos cineastas modernos enxergaram na sétima arte um meio de comunicação com as questões humanas de uma forma tão particular, poética e sensível. Felizmente, a obra deste genial diretor é eterna e sempre servirá de referência. Como indicação aos leitores, relaciono abaixo os filmes deste grande cineasta disponíveis em DVD para que sejam vistos como uma homenagem a obra deste gênio do cinema:
- “Paisagem na Neblina” (1988)
- “O Passo Suspenso da Cegonha”(1991)
- “Um Olhar em Cada Dia”(1995)
- “A Eternidade e um Dia”(1998)
- “Cada um com seu Cinema”(2007)(episódio)

AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira: “Em homenagem ao grande cineasta Theo Angelopoulos, a ACCPA programou para o dia 06/02 a exibição de “O Passo Suspenso da Cegonha”, filme realizado em 1991. O filme será exibido às 19h com entrada franca e debate após a exibição.
*Cine Olympia: A mostra “O Cinema de Mazzaropi” está em exibição no Cine Olympia. Hoje, em último dia, será exibido “Portugal Minha Saudade”. A sessão começa às 18:30 h com entrada franca.A partir de terça-feira inicia a mostra CINEMA E CARNAVAL com clássicos do cinema brasileiro.
*Cine Líbero Luxardo: Dentro da mostra de melhores filmes de 2011, promovida pela ACCPA, hoje será exibido o filme “Em Um Mundo Melhor” de Susanne Bier. O filme será exibido às 19h com entrada franca. Devido o sucesso da mostra da ACCPA, de quarta até domingo serão exibidos outros filmes considerados como os melhores de 2011, sempre com entrada franca às 19h. Sabádo, dia 04/02, será exibido "Paisagem na Neblina", em homenagem ao diretor Theo Angelopoulos, na sessão Cult. O filme será exibido às 16h com entrada franca e debate.
*Cine Estação: “Romances Anônimos” de Jean-Pierre Améris, será lançado dia 02/02. No filme, Angélique é uma talentosa confeiteira, que faz chocolates reconhecidos pelo público e crítica. Entretanto, ela prefere o anonimato e finge ser apenas uma entregadora, para depois ser surpreendida com o convite para jantar de Jean-René . O problema é que ele é extremamente tímido e possui muitas dificuldades em manter contato com outras pessoas. O filme foi indicado ao César 201.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18