Cine Troppo - Semana de 12 a 18/01/17

CINE TROPPO
Marco Antonio Moreira Carvalho


“Globo de Ouro” 2017

A cerimônia de entrega do “Globo de Ouro” 2017 não teve surprêsas. “La La Land” foi o grande premiado da noite e é o mais provável vencedor do “Oscar” deste ano. “Moonlight” e “Animal Norturno” também foram premiados e tem boa parte da preferência da crítica americana. Felizmente, o melhor momento da cerimônia foi a premiação da atriz francesa Isabelle Huppert pelo ótimo desempenho em “Elle” de Paul Verhoeven (que será exibido em breve pelo cine Líbero Luxardo). Meryl Streep recebeu uma merecida homenagem pela sua carreira e sem dúvida é uma das maiores atrizes em atividade. Confira os premiados deste ano na esperança de que todos os títulos sejam exibidos em Belém:

Cinema
Melhor filme dramático
"Moonlight"
Melhor ator em filme dramático
Casey Affleck, "Manchester à Beira-Mar"
Melhor atriz de filme dramático
Isabelle Hupert, "Elle"
Melhor diretor
Damian Chazelle, por "La La Land: Cantando Estações"
Melhor roteiro
Damien Chazelle, por "La La Land: Cantando Estações"
Melhor filme de comédia ou musical
"La La Land: Cantando Estações"
Melhor atriz em filme de comédia ou musical
Emma Stone, "La La Land: Cantando Estações"
Melhor ator em filme de comédia ou musical
Ryan Gosling, "La La Land: Cantando Estações"
Melhor atriz coadjuvante
Viola Davis, "Fences"
Melhor ator coadjuvante
Aaron Taylor Johnson, "Animais Noturnos"
Melhor filme estrangeiro
"Elle" (França)
Melhor animação
"Zootopia"
Melhor trilha sonora
"La La Land: Cantando estações"

*Lembro de um grande filme que assisti nos primeiros anos do Cinema 1. Um filme belo, emocionado, emocionante, humano: "Um Amor tão Frágil". Nunca esqueci a atuação, o olhar, o sorriso da atriz principal que acompanho sempre com muito respeito: Isabelle Huppert. Sua premiação no Globo de Ouro por "Elle" é justa, mas quem acompanha seu trabalho sabe que ela merece muito mais reconhecimento.
*O Centro de Estudos Cinematográficos (CEC) inicia suas atividades em 2017 com  apresentação da professora Eva Dayna Felix Carneiro sobre o primeiro cineclube de Belém, "Os Espectadores". Uma bela história de cinemania e cinefilia que merece ser mais conhecida e reconhecida.
*O que é Arte? Qual é a necessidade da Arte, do Cinema? Bergman ajudou-me a refletir sobre estas e outras questões com "Gritos e Sussurros". Uma obra prima que nos lembra a força e poesia da sétima arte em cada revisão. Parabéns a equipe do cine Líbero Luxardo que exibiu esta obra prima em cópia digital.

INDICAÇÕES
ESTREIAS

“O Que está Por Vir”
Com Isabelle Huppert
Cine Líbero Luxardo
 “Um País Maravilhoso”
Filme de Michaela Kezele
Cinema Olympia

LIVRO
“Cartas para o Mundo”
Textos do diretor Glauber Rocha
Editora Companhia das Letras

DVD

"A Arte de Jean Renoir”
04 clásssicos do grande diretor francês com versões restauradas

MEMÓRIA

“Gritos e Sussurros” (1972)
Filme de Ingmar Bergman
Cartaz exibido nos cinemas suecos nos anos 70

 AGENDA
*Cineclube Alexandrino Moreira:
Dia 23/01 – “O Cinema de Michelangelo Antonioni”: “Deserto Vermelho”(1966). Com Monica Vitti. Sessão às 19h. Entrada franca e debate após a exibição.
*Cine Olympia:
Até dia 19/01 – “Um País Maravilhoso”. Sessão às 18h30min (exceto domingo às 17h30min). Entrada franca. Apoio: Instituto Goeth
*Cine Líbero Luxardo:
Até dia 25/01 – “O que está por Vir” com Isabelle Huppert


Dia 21/01 – “Testa de Ferro por Acaso” (1976) de Martir Ritt com Woody Allen. Sessão Cult às 15 h. Entrada franca. Debate após a exibição.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18