CINE TROPPO - SEMANA DE 18 À 24/01/13

CINE TROPPO 
Marco Antonio Moreira Carvalho

DICAS 
Stanley Kubrick's Napoleon: The Greatest Movie Never Made 
Em 1968, logo depois de “2001: Uma Odisséia no Espaço”, o diretor Stanley Kubrick se concentrou imediatamente em seu novo projeto: filmar a vida de Napoleão Bonaparte. Para isso, pesquisou exaustivamente sobre o personagem lendo mais de 500 livros, buscando informações para o roteiro, locações para as filmagens, financiadores para a produção que teria um orçamento altíssimo e até mesmo indicou quem seria o ator para interpretar o protagonista: Jack Nicholson. Com quase tudo encaminhado e roteiro pronto, todo o projeto parou. Outro filme sobre o assunto, “Waterloo” estava sendo lançado no mesmo período de pré-produção e depois de sua estreia, fracassou nas bilheterias, afastando os investidores/produtores de “Napoleão”. Com isso, Kubrick arquivou o projeto para quem sabe um dia, filmá-lo. Infelizmente isso não aconteceu. Mas para quem é fã do diretor, foi lançado um livro com mais de mil páginas que traz detalhes de todo o projeto com um título curioso: “Napoleão : O Maior Filme de todos os Tempos Jamais Filmado”. Fotos da pré-produção, figurinos a serem usados, futuras locações, correspondências de Kubrick sobre o filme, o roteiro completo e muito mais podem ser encontrados neste livro que é uma preciosidade e que merece estar na estante de quem gosta de Kubrick e de quem gosta de cinema.
Leos Carax 
Considero o diretor francês Leos Carax como um dos diretores mais inteligentes do cinema atual. Da sua filmografia, vários filmes de qualidade podem ser evidenciados como “Sangue Ruim” (1986) e “Os Amantes de Point-Neuf”(1991). Seu mais novo filme, “Holy Motors” (ainda inédito por aqui) é a sua mais nova provocação narrativa e estética aos estudiosos do cinema. É um filme brilhante que merece ser visto. Recentemente, premiado por “Holy Motors” com o troféu de melhor filme em língua estrangeira pela Associação de Críticos de Cinema de Los Angeles, Carax não compareceu à cerimônia de entrega mais mandou uma mensagem de agradecimento por escrito. Uma mensagem que transcrevo a seguir como um manifesto do diretor contra as regras da indústria americana de cinema: “Olá, eu sou Leos Carax, diretor de filmes em língua estrangeira. Faço filmes em língua estrangeira a minha vida inteira. Filmes em língua estrangeira são feitos em todo o mundo, claro, com exceção dos Estados Unidos. Nos EUA, fazem apenas filmes de língua não-estrangeira. Filmes em língua estrangeira são muito difíceis de fazer, obviamente, porque é preciso inventar uma língua estrangeira ao invés de usar a linguagem costumeira. Mas a verdade é que o cinema é uma língua estrangeira, uma língua criada para quem precisa viajar para o outro lado da vida. Boa noite.” Simplesmente genial !

Nagisa Oshima 
Faleceu esta semana com 80 anos, o diretor Nagisa Oshima. Autor de vários filmes polêmicos, Oshima imprimiu sua marca como diretor ao filmar temas polêmicos e provocar reações diversas sobre o amor, o sexo, a morte, a hipocrisia e o desrespeito a humanidade. Filmes como “O Império dos Sentidos”, “O Império da Paixão”, “O Garoto Toshio” e “Furyo – Em Nome da Honra” retratam bem seu estilo e intenções com o cinema. Nos anos 80, Oshima esteve em Belém para um debate com o público e felizmente tive a oportunidade de vê-lo, pessoalmente. Sem dúvida, é um diretor que sempre servirá de referência para novos cineastas. Como uma homenagem ao seu trabalho, a ACCPA deverá programar em fevereiro um de seus belos filmes.

 ESTREIAS DA SEMANA 
“Django Livre” de Quentin Tarantino
“O Último Desafio” com Arnold Schwazenegger
“Sammy – A Grande Fuga”

PRÓXIMOS LANÇAMENTOS
“Amor” (foto) de Michael Haneke (Estreia dia 25/01)
“Moonrise Kingdom” de Wes Anderson (Cine Líbero Luxardo - Dia 23/01)

AGENDA 
*Cineclube Alexandrino Moreira: Dia 04/02, em parceria com a ACCPA, será exibido o filme “A Grande Testemunha” de Robert Bresson, considerado um dos maiores filmes deste grande cineasta (realizador de “Mouchette” e “Pickpocket”). O filme será exibido às 19 h, entrada franca e debate após a exibição com críticos da ACCPA.
*Cine Olympia : Encerrando a mostra do cineasta Federico Fellini, hoje será exibido o clássico “Amarcord” realizado em 1973 e que ganhou vários prêmios internacionais. De 22 à 27/01, será exibida uma mostra em homenagem ao ator Kirk Douglas. Entre os títulos programados, “Glória Feita de Sangue” de Stanley Kubrick e “Assim Estava Escrito” de Vincent Minelli. Sessões às 18:30 h com entrada franca.Na sessão Cinemateca, hoje às 16h era exibido “Marcelino Pão e Vinho” com Pablito Calvo, filme que durante décadas fez sucesso em nosso antigo circuito de exibição.Entrada Franca.
*Cine Líbero Luxardo: Hoje é o último dia da mostra dos melhores filmes exibidos no Cine Líbero Luxardo, de acordo com a enquete realizada com o público pelas redes sociais do cinema. Na sessão deste domingo será exibido o excelente "Precisamos Falar Sobre Kevin" (Lynne Ramsay, 2012) às 19h com entrada franca. A partir do dia 23, será exibido o filme “Moonrise Kingdom” de Wes Anderson. Na sessão Cult em parceria com a ACCPA, dia 26/01 às 16 h será exibido o clássico “Conspiração do Silêncio” (foto) com Spencer Tracy. Entrada franca e debate após a exibição com críticos da ACCPA.
*Cine Estação : Dentro da programação de 10 anos do Cine Estação, serão exibidos os seguintes filmes nas seguintes datas : Dia 20 (domingo): 10h: Um Verão Escaldante, 18h: O Gato do Rabino e 20h30: Tropicália, Dia 23 (quarta):18h: O Gato do Rabino e 20h30: Um Verão Escaldante, Dia 24 (quinta): 18h: Um Verão Escaldante e 20h30: Tropicália, Dia 26 (sábado): 19h – Palestra com Mariano Filho, 19h30 – Tropicália, 20h45 – Show com Renato Torres e Banda (repertório do filme Tropicália) e dia 27 (domingo): 10h: O Gato do Rabino, 18h: Tropicália e 20h30: Um Verão Escaldante.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

E O FINAL DE "ONDE OS FRACOS NÃO TEM VEZ"

Cine Troppo - De 21 a 27/12/17

Cine Troppo - De 25 a 31/01/18